Seculo

 

Estado realiza 1ª Feira Capixaba de Produtos da Reforma Agrária


27/08/2016 às 20:32
A agroecologia é um projeto político do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). E a comercialização do excedente de produção, uma forma de diálogo com a sociedade, mostra que a reforma agrária produz alimento. As feiras, por sua vez, têm a característica de permitir o diálogo direto entre o consumidor e o produtor e a venda do produto a preços compatíveis com a aliança política que o movimento quer construir com a sociedade.

Essa é a essência e a orientação filosófica que sustentam a 1ª Feira Capixaba de Produtos da Reforma Agrária, que acontece nos próximos dias primeiroe e três Praça Costa Pereira, no Centro da Capital. “Podemos dialogar com a sociedade também através da produção. E o produtor é camponês, tem respeito e cuidado com a vida”, argumenta Daniel Mancio, professor universitário e membro da coordenação estadual do MST.

Comercialização de alimentos, plantas ornamentais e artesanatos, apresentações culturais, realização de debates. A programação de quinta e sexta vai de 7h às 20h. No sábado, de 7h às 13h. As atrações culturais incluem samba, forró, teatro, capoeira e hip-hop.

Os debates já confirmados acontecem às 15h. Na quinta-feira, sobre a campanha contra os agrotóxicos, com Nívea Regina (MST-RJ), coordenadora da campanha em nível nacional, e com Demetrius de Oliveira, coordenador geral da ONG APTA (Associação de Programas em Tecnologias Alternativas), uma das principais apoiadoras da agroecologia no Espírito Santo. Na sexta, o tema é Agroecologia & Soberania alimentar, com a presença de Rose e Diógenes, do MST-ES.

“A Reforma Agrária é uma das principais políticas para a promoção da melhoria da qualidade de vida, de combate às desigualdades sociais, de proteção ao meio ambiente e de construção de novos valores”, afirma o material de divulgação da Feira. O Espírito Santo foi um dos primeiros estados da federação em que o MST começou a trabalhar. O primeiro assentamento foi feito em 1985, em São Mateus, norte do Estado, e ainda hoje se mantém como um importante centro de formação do movimento.

Ao longo de 31 anos, o MST participou diretamente da realização de 62 assentamentos, beneficiando cerca de três mil famílias em 30 mil hectares. Outras 750 famílias aguardam, acampadas. A orientação é de 10 hectares por família, totalizando uma demanda de 7.500 hectares – uma fatia muito pequena diante dos quase um milhão de hectares de pastos improdutivos (Dados do Plano Estratégico de Desenvolvimento da Agricultura Capixaba – Pedeag), que são prioritariamente destinados às monoculturas, especialmente as de eucalipto). 

“Precisamos de uma política de Reforma Agrária que atenda à demanda social, política e econômica de produção de vida, de recursos, de renda, de alimentos, e que promova a recuperação ambiental”, convoca Daniel. Hoje, a  Reforma Agrária demanda menos de 1% das terras improdutivas no Estado.

Programação
 
1/9 – Quinta-feira
7h Montagem Feira
13h Cultural Batucada da Juventude Sem Terra
14h Teatro do Oprimido – Máquina do Ódio (CA – SSO/ UFES)
Exposição Feira
15h Seminário Campanha Contra os Agrotóxicos
19h Ato de Abertura da "I Feira Capixaba de Produtos da Reforma Agrária"
20h Chapéu de Palha
22h Encerramento
 
2/9 – Sexta-feira
7h Abertura da Feira
9h Recepção de escolas
Programa Rádio Soy Loco por Ti na Feira
13h Cultural Roda de Capoeira
14h Teatro do Oprimido –  Há uma saída? (PET – Eco/ UFES)
Exposição Feira
15h Seminário Agroecologia e Soberania Alimentar
18h Lançamento marca do MST-ES "TERRA DE SABORES"
19h Hip-Hop
20h Regional da Nair
22h Encerramento
 
3/9 - Sábado
7h Abertura Feira
11h Cultural Roda de Samba
12h Ato de Encerramento Feira

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

SOCIOECONÔMICAS
Menino do Rio

Melhor para os fluminenses/cariocas, só se Hartung levar seu time todo de ‘craques’ para salvar o Rio de Janeiro. Receita de sucesso, mas pode chamar também de cilada...

OPINIÃO
Editorial
Vendedor de ilusões
Em recente entrevista, Hartung alertou sobre o risco dos ''vendedores de terrenos na Lua''. Estaria o governador fazendo uma autoreflexão?
Renata Oliveira
Fica Majeski?
O resultado da eleição interna do PSDB pode ser fundamental para o destino do deputado Sergio Majeski
Caetano Roque
Movimento oculto
Em vez de enfrentar a luta, alguns sindicatos evitam se expor para não sofrer críticas
Geraldo Hasse
Recuerdos de Buenos Aires
''A leitura é o melhor exercício para a memória'', afirma o psiquiatra argentino Ivan Izquierdo
JR Mignone
Qual rádio ouviria hoje?
Sinceramente, não saberia explicar que tipo de rádio eu ouviria hoje, isto é, que me motivaria a ligar o botão para ouvi-la: uma de notícia ou uma só de música selecionada
BLOGS
Flânerie

Manuela Neves

Branca, o Teatro e a sala de estar
Panorama Atual

Roberto Junquilho

A Força Nacional e o marketing de uma falsa segurança
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Turista acidental
Gustavo Bastos
Blog destinado à divulgação de poesia, conteúdos literários, artigos e conhecimentos em geral.
MAIS LIDAS

Novo comando estadual do PSDB vai definir se partido segue no projeto de Hartung ou lança candidatura própria

Tribunal de Justiça vai decidir sobre pedido de prisão do prefeito de Irupi

Conselho de Educação da Ufes repudia parceria entre governo e Ensina Brasil

Credores vão decidir sobre fim de recuperação judicial das lojas Eletrocity

Menino do Rio