Seculo

 

Gestores do Banco Santos Neves são presos pela Polícia Federal


20/04/2017 às 13:14
A Justiça Federal determinou o início do cumprimento da pena de três gestores do Banco Santos Neves, condenados pelo crime de gestão fraudulenta de instituição financeira. Luiz Renato Tommasi dos Santos Neves, José Augusto dos Santos Neves e Carlos Guilherme Lima foram presos pela Polícia Federal nessa quarta-feira (19). Eles devem cumprir penas que variam de cinco até nove anos de prisão. A forma de execução das penas será decidida ainda em audiência de custódia.
 
Os administradores foram denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF) em 2002 pelas irregularidades à frente do Banco Santos Neves. No ano de 2001, o banco foi liquidado pelo Banco Central após a descoberta de irregularidades em empréstimos. As investigações revelaram que os administradores da instituição teriam sido responsáveis pela concessão e renovação de empréstimos a clientes com “excesso de contratação de risco e potencialmente inadimplente”, o que teria levado o banco à falência. A estimativa é de que as dívidas provocadas pela instituição cheguem a R$ 50 milhões.
 
Por conta disso, os ex-controladores do banco foram condenados pela Justiça Federal a penas que variavam de 27 a 34 anos de prisão. O caso voltou a ser analisado pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) e pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), que reduziu a pena de Carlos Guilherme para nove anos e um mês de reclusão, em regime fechado, e para Luiz Renato e José Augusto para cinco anos de detenção, em regime semiaberto.  Eles foram encaminhados para o Centro de Triagem de Viana.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

Até tu?

A situação está tão difícil, que PH almejou fazer uma dobradinha com os senadores Magno Malta e Ricardo Ferraço

OPINIÃO
Editorial
Quem paga a conta senta na cabeceira?
O financiamento pela Arcelor de uma pesquisa da Ufes de R$ 2 milhões acende o alerta sobre a autonomia universitária e a transparência nos acordos entre academia e capital privado
Piero Ruschi
Visita à coleção zoológica de Augusto Ruschi
Visitei a coleção zoológica criada por meu pai e seu túmulo na Estação Biológica. Por um lado, bom, por outro, angústia
Geraldo Hasse
Refém do Mercado
O País está preso ao neoliberalismo do tucano Pedro Parente, presidente da BR
Roberto Junquilho
A montagem da cena
Em baixa junto aos prefeitos da Grande Vitória, Hartung dispara para o interior do Estado
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Arrogância também conta?
MAIS LIDAS

Quem paga a conta senta na cabeceira?

A montagem da cena

Até tu?

Advogados questionam gestão de Homero Mafra à frente da OAB no Estado

O livro