Seculo

 

São Mateus tem situação de emergência devido à estiagem reconhecida pelo governo federal


20/04/2017 às 16:37
A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, do Ministério da Integração Nacional reconheceu a situação de emergência do município de São Mateus, no norte do Estado, em virtude da estiagem. Além do município capixaba, outros quatro das regiões norte e centro-oeste também tiveram emergência reconhecida, mas em função de eventos chuvosos.

Além de São Mateus, tiveram situação de emergência reconhecida os municípios de Canutama, no Amazonas e Medicilândia, no Pará, que sofreram com inundações e alagamentos; e Coronel Sapucaia, no Mato Grosso do Sul e Terra Nova do Norte, vítimas de chuvas intensas.

O reconhecimento federal tem vigência de 180 dias e os municípios com decreto reconhecido passam a ter acesso a apoio federal para ações de socorro, assistência à população e recuperação de danos causados por desastres naturais.

Para ter acesso a recursos materiais e financeiros de auxílio emergencial, os municípios devem apresentar um relatório com o diagnóstico dos danos e o Plano Detalhado de Resposta (PDR), por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID). Após a análise técnica por equipes da Defesa Civil Nacional, o Ministério define o valor do recurso a ser disponibilizado.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

Até tu?

A situação está tão difícil, que PH almejou fazer uma dobradinha com os senadores Magno Malta e Ricardo Ferraço

OPINIÃO
Editorial
Quem paga a conta senta na cabeceira?
O financiamento pela Arcelor de uma pesquisa da Ufes de R$ 2 milhões acende o alerta sobre a autonomia universitária e a transparência nos acordos entre academia e capital privado
Piero Ruschi
Visita à coleção zoológica de Augusto Ruschi
Visitei a coleção zoológica criada por meu pai e seu túmulo na Estação Biológica. Por um lado, bom, por outro, angústia
Geraldo Hasse
Refém do Mercado
O País está preso ao neoliberalismo do tucano Pedro Parente, presidente da BR
Roberto Junquilho
A montagem da cena
Em baixa junto aos prefeitos da Grande Vitória, Hartung dispara para o interior do Estado
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Arrogância também conta?
MAIS LIDAS

Quem paga a conta senta na cabeceira?

A montagem da cena

Até tu?

Advogados questionam gestão de Homero Mafra à frente da OAB no Estado

O livro