Seculo

 

Sindipol constata situação de abandono na delegacia e no SML de Colatina


17/05/2017 às 18:11
O Sindicato dos Policiais Civis do Estado (Sindipol-ES) fez uma inspeção na 15ª Delegacia Regional, em Colatina, no noroeste do Estado, e constatou a precariedade da unidade, que atende a sete municípios da região e tem um efetivo reduzido. A delegacia funciona em um imóvel residencial, que está com a estrutura física precária.

Além da delegacia, a inspeção foi feita também no Serviço Médico Legal (SML) do município, que também está em estado de abandono.

Na delegacia e no SML, as paredes apresentam infiltrações, mofo instalações elétricas precárias, ambientes sem iluminação, extintores vencidos, paredes e muro com rachaduras, janelas quebradas, portas danificadas por cupins, grades e portão enferrujados, coleção de aparelhos de condicionador de ar quebrados, banheiros interditados e esgoto a céu aberto.

Na 15ª Regional, os carros apreendidos ficam em frente à delegacia, no meio da rua, acumulando água de chuva e causando transtorno no trânsito local. Já as motos ficam dentro do terreno, o que representa risco de incêndio, visto que muitas delas ainda têm combustível no tanque. Os veículos também oferecem risco de proliferação do Aedes aegypti, vetor de transmissão de dengue, zika e chikungunya, pelo acúmulo de água parada no interior.

No SML a situação também é precária. A unidade está instalada em um imóvel distante da delegacia em que faltam grades nas portas e janelas, fato que compromete a segurança dos servidores e o risco ao patrimônio. Por lá também faltam materiais para o bom andamento dos serviços, equipamentos de proteção individual (EPI) e um armário para guardar toda a documentação.

Não há investimento em recursos humanos e materiais, o que leva a risco alto de contágio biológico e bacteriano, por conta do ambiente inseguro e insalubre.

O mofo e as avarias nas paredes foram escondidas pela recente pintura. No entanto, há proliferação de pragas no local, já que o Sindipol flagrou fezes de ratos por todos os lados (foto à dir.).

A geladeira destinada a preservação dos cadáveres não está funcionando adequadamente. Os fios elétricos estão expostos, representando risco de curto circuito e incêndio. Além disso, os extintores estão todos vencidos.

As gavetas para manuseio de corpos apresentam estocagem irregular. O lixo e o material orgânico ficam aglomerados em locais inapropriados e expostos ao tempo de forma precária. Essa estocagem irregular e o manuseio incorreto das gavetas em que ficam os cadáveres eleva o risco de contaminação de todos os trabalhadores que atuam na unidade.

Efetivo

Na delegacia de Colatina, o efetivo é de 49 policiais civis divididos nas Delegacias Regional, Especializadas de Tóxicos; Crimes contra a Vida; Patrimonial; da Mulher; Proteção à Criança, Adolescentes e Idosos; de Infrações e Outras; Departamento de Identificação; Cartório; Plantão e a Superintendência de Polícia Regional Norte.

A unidade atende aos municípios de Colatina, Governador Lindenberg, Marilândia, Baixo Guandu, Pancas, Alto Rio Novo e São Domingos do Norte, o que corresponde a cerca de 220 mil habitantes.

Já o SML é responsável por atender aos municípios de Colatina, Marilândia, Governador Lindemberg, São Domingos do Norte, Pancas, Alto Rio Novo, Baixo Guandu, Itaguaçu, São Roque do Canaã e Itarana, além de Barra de São Francisco, Água Doce do Norte, Ecoporanga, Mantenópolis, Águia Branca e São Gabriel da Palha e tem efetivo composto por sete médicos legistas, três auxiliares de perícia (do quadro da Polícia Civil), um perito criminal, um agente de polícia (motorista), dois funcionários da prefeitura (administrativos), três motoristas e um auxiliar de perícia, todos provenientes da Secretaria Estado da Justiça (Sejus).

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

'Tem boi na linha'

Metendo-se no meio da disputa caseira entre Hartung e Casagrande, Rose de Freitas tem realmente alguma chance?

OPINIÃO
Editorial
As novas roupagens da censura
Os resquícios da ditadura militar ainda assombram a liberdade de expressão no País, estendendo seus tentáculos para o trabalho da imprensa
Erfen Santos
Sugestão Netflix – um filme necessário
Indicado ao Oscar, Strong Island supera a maioria dos documentários, por mesclar a experiência familiar com a crítica social
Roberto Junquilho
Renovar o quê?
Os ''novos'' na política mantêm velhos conceitos e se agarram em grandes corporações empresariais
Bruno Toledo
Estado sem PIEDADE!
As tragédias que se sucedem no Morro da Piedade sintetizam as contradições mais evidentes e brutais do modelo de sociedade e de Estado que estamos mergulhados
Eliza Bartolozzi Ferreira
A raposa cuidando do galinheiro
Na lógica do custo-benefício, governo Hartung entende que deve ofertar um ensino pasteurizado, de baixo custo e restrito a quem podem estudar em período integral
JR Mignone
A cobertura da Copa
No mês que antecedeu a Copa e no mês do desenrolar da competição, a Globo abusou da cobertura a ponto de cansar até o telespectador que gosta de esportes
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Entre a salada e o vinho
MAIS LIDAS

Atlas da Violência: Serra e São Mateus registraram o maior índice de homicídios

As novas roupagens da censura

Sicoob em Cariacica é processado por falta de acessibilidade

Ufes sedia seminário do Dia Internacional contra a Tortura

A raposa cuidando do galinheiro