Seculo

 

Amaro Neto leva Ouvidoria da Assembleia para as ruas


18/05/2017 às 18:27
Começou a funcionar nesta quinta-feira (18) a Ouvidoria Móvel da Assembleia Legislativa. O deputado Amaro Neto (SD), que ocupa o cargo de ouvidor da Casa, e que tanto lutou por ela na distribuição das comissões permanentes, no início deste ano, mostra que quer mudar o perfil da Ouvidoria. O desafio é aproximar o Legislativo estadual da sociedade, melhorando a imagem da instituição e, consequentemente, dos deputados.
 
A primeira parada da Ouvidoria Móvel esteve pela manhã na Praça José Maria Ferreira, na Avenida Expedito Garcia, em Campo Grande, Cariacica (foto ao lado). O deputado não participou da atividade, mas sua equipe registrou queixas, sugestões e denúncias das pessoas que circulavam no local. Foi feita também uma panfletagem explicando para o cidadão como funciona o trabalho do setor e como usar o novo serviço.  
 
A ideia foi do atual do deputado Amaro Neto. O objetivo é levar o serviço para as ruas e locais de grande circulação de pessoas, como terminais do Transcol, feiras livres e praças. A ação chamou a atenção de pedestres que passavam no local e pararam para conversar com a equipe de Ouvidoria.
 
Se para a Assembleia a ação ajuda a aproximar a população do Legislativo, para o deputado, a movimentação é muito bem-vinda. Amaro, que é cotado para disputar a Câmara dos Deputados ou o Senado, ganha uma importante ferramenta para fortalecer seu perfil popular. 
 
Embora sua popularidade com um programa de TV já seja grande, suas atividades parlamentares são tímidas. A ação pode reforçar o perfil político do deputado e dar sustentação para as pretensões eleitorais de Amaro em 2018.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

Espelho democrático

PH, com certeza, vai jogar pra frente dúvida sobre candidatura à reeleição. Mas não o vejo fora da disputa e sem mandato

OPINIÃO
Editorial
MPES omisso
Ministério Público decidiu não participar das audiências de custódia. Um dos prejuízos: denúncias contra tortura, comumente relatada por presos
JR Mignone
Enganosos
Fazendo uma comparação corajosa e dispersa, tanto as eleições do Brasil quanto a Copa do Mundo terão muita surpresas e varias decepções
Geraldo Hasse
Vampirismo neoliberal
O governo oferece refrescos aos trabalhadores enquanto suga seu sangue
Roberto Junquilho
Quem governa?
Um novo porto na região de Aracruz demonstra que, para as corporações, as minorias não importam
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Para, relógio
MAIS LIDAS

Espelho democrático

Condenados por tortura continuam trabalhando no sistema penitenciário capixaba

Junta de Impugnação Fiscal do Meio Ambiente de Vitória tem novo presidente em menos de quatro meses

Professora cobra do MEC cumprimento da lei de ensino de cultura afro-brasileira

Gestão do prefeito Chicão na Saúde é denunciada pelo Ministério Público