Seculo

 

Curiosidade infantil é esperança de renovação em ‘Uma Viagem no Tempo’


17/07/2017 às 12:59
Um planeta onde a água já não existe, mas onde a curiosidade infantil traz a esperança da renovação. É num cenário distópico e mágico que o espetáculo Uma Viagem no Tempo, do Grupo de Teatro Rerigtiba, aborda a temática de preservação da água e seu consumo consciente junto ao público infanto-juvenil. 
 
No próximo sábado (22) e domingo (23), a peça será apresentada no Projeto Cena Local, no Centro Cultural Sesc Glória, no Centro de Vitória. As apresentações também marcam o aniversário de 24 anos do Grupo de Teatro Rerigtiba, sediado em Anchieta e com um repertório de peças com estilos e técnicas teatrais distintos.
 
Em Uma Viagem no Tempo, os personagens Morton e Madame Sofi, viajantes do tempo, retornam de uma aventura para buscar um tesouro guardado, encontram uma criança, a B612, que não sabe sorrir vivendo num planeta árido e desértico. O espetáculo tem a direção e dramaturgia de Nieve Matos e um elenco formado pelas atrizes Sara Lyra, Welida Pontes e Marcelle Ludgero. Essa peça estreou em 2016 e fez recente turnê por seis municípios do interior do Espírito Santo. 
 
A dramaturgia, usando a água como recurso simbólico, no decorrer dos 50 minutos de espetáculo oferece à plateia uma aventura de magia, diversão e mistério. O espetáculo tem agradado a um público variado de todas as idades e traz uma mensagem de responsabilidade cotidiana, do que é possível ser feito por cada pessoa nas suas pequenas ações.
 
Longe de personagens conhecidos do universo Disney, o texto de Uma Viagem no Tempo se propõe a contar uma história sem o apelo de produções comerciais já bastante exploradas. Segundo Nieve Matos, a ideia era não repetir esse formato e trazer outros personagens que também são do nosso imaginário, como um mágico, uma velha que sabe tudo e a criança do futuro. 
 
No cenário do espetáculo, é possível identificar muitas bugigangas, um universo caótico e repleto de informação de diferentes. Esses elementos cênicos apontam para o encontro de tempos remotos com tempos futuros, reforçando as características dos personagens, que muito já viram da história do planeta, inclusive aquilo que nós mesmos ainda não vivenciamos. Quem assina essa cenografia futurista é o próprio Grupo Rerigtiba que, sob alguns aspectos, buscou inspiração na estética do Steampunk.
 
Serviço
A peça Uma Viagem no Tempo será apresentada sábado (22) e domingo (23), sempre às 17h, no Centro Cultural Sesc Glória. Avenida Jerônimo Monteiro, 428, Centro, Vitória. Ingressos: R$ 10 (inteira), R$ 5 (meia) e R$ 6 (conveniados e comerciantes). Informações: (27) 3232-4752.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

De demolidor a demolido

Até outro dia, o MDB era o partido mais importante do Estado, mas entrou em agonia com a interferência de PH

OPINIÃO
Editorial
2017 que se arrasta
Manifestação da procuradora-geral da República não poupa críticas ao governo Hartung na condução da greve da PM do ano passado
Piero Ruschi
O Governo do ES e seu amor antigo ao desamparo ambiental
Mais um ''Dia Mundial do Meio Ambiente'' se passou. Foi um dia de ''comemoração'' (política)
Bruno Toledo
Estado sem PIEDADE!
As tragédias que se sucedem no Morro da Piedade sintetizam as contradições mais evidentes e brutais do modelo de sociedade e de Estado que estamos mergulhados
Geraldo Hasse
Mundo velho sem catraca
Cinquenta anos depois, é possível fazer um curso técnico por correspondência via internet
Roberto Junquilho
Hartung, o suspense
O governador Paulo Hartung mantém o suspense e pode até não disputar a reeleição em 2018
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Uma revoada de colibris
MAIS LIDAS

Quarenta e um presos morreram entre março de 2015 e fevereiro de 2018 no Estado

Etapa Vitória

Ato pela legalização do aborto será realizado na próxima segunda-feira em Vitória

Pommercine: uma mostra de filmes pomeranos no Espírito Santo

Parques de Vitória recebem R$ 13 milhões de compensações ambientais