Seculo

 

Ministros liberam R$ 100 milhões e, junto com Maia, inflam imagem de Hartung


10/01/2018 às 15:49
Parte do mercado político brasileiro esteve no Espírito Santo nesta quarta-feira (10), confirmando que o governador Paulo Hartung representa peça importante na sucessão do presidente Michel Temer e na definição do movimento que vende uma “nova política” no País.
 
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse em seu discurso que tem vindo muito ao Espírito Santo (esta foi a quarta vez em seis meses) para buscar inspiração para o que tenta implantar na Câmara: “É um Estado que gasta menos e, quando gasta, é em políticas de qualidade pública”, ressaltou. O governador já recebeu dele convite para ingressar no DEM e integrar projeto nacional.
 
Além de Maia, Hartung recebeu o prefeito de Salvador, ACM Neto, que será o próximo presidente da legenda, e os ministros da educação, Mendonça Filho (DEM), e das Cidades, Alexandre Baldy, que anunciaram a liberação de mais de R$ 100 milhões para o Espírito Santo.
 
Esses recursos serão empregados nas áreas de Saneamento e Educação, com destaque para o programa de vitrine da atual gestão, o Escola Viva. Entre as autoridades estaduais, o vice-governador, César Colnago (PSDB), que foi inflado por Hartung em seu discurso, 68 prefeitos e quase 100 vereadores. 
 
Apesar do cenário político da visita, o governo procurou dar um tom meramente administrativo. Tanto foi assim, que Rodrigo Maia se esquivou de falar à imprensa sobre sua pré-candidatura à Presidência da República e a silenciosa disputa com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles (PSD), para ganhar musculatura até a eleição de outubro próximo. 
 
Dos recursos liberados, o ministro da educação disse que R$ 36 milhões serão investidos no Ensino Fundamental e na Escola Viva, que receberá R$ 24 milhões.
 
A justificativa para a libertação de recursos é que o número de escolas de ensino médio que passaram a oferecer educação em tempo integral subiu de 17, no ano passado, para 32 em 2018.
 
O Estado também vai receber R$ 65 milhões para serem investidos em saneamento básico do Ministério das Cidades, como já havia sido anunciado no final do ano passado. Com esses recursos, serão ampliados o sistema de esgotamento sanitário de Manguinhos, na Serra, Meaípe e Nova Guarapari, em Guarapari; e em Nova Venécia, no noroeste capixaba.

Leia Também

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem

.

'Tem boi na linha'

Metendo-se no meio da disputa caseira entre Hartung e Casagrande, Rose de Freitas tem realmente alguma chance?

OPINIÃO
Editorial
As novas roupagens da censura
Os resquícios da ditadura militar ainda assombram a liberdade de expressão no País, estendendo seus tentáculos para o trabalho da imprensa
Erfen Santos
Sugestão Netflix – um filme necessário
Indicado ao Oscar, Strong Island supera a maioria dos documentários, por mesclar a experiência familiar com a crítica social
Roberto Junquilho
Renovar o quê?
Os ''novos'' na política mantêm velhos conceitos e se agarram em grandes corporações empresariais
Bruno Toledo
Estado sem PIEDADE!
As tragédias que se sucedem no Morro da Piedade sintetizam as contradições mais evidentes e brutais do modelo de sociedade e de Estado que estamos mergulhados
Eliza Bartolozzi Ferreira
A raposa cuidando do galinheiro
Na lógica do custo-benefício, governo Hartung entende que deve ofertar um ensino pasteurizado, de baixo custo e restrito a quem podem estudar em período integral
JR Mignone
A cobertura da Copa
No mês que antecedeu a Copa e no mês do desenrolar da competição, a Globo abusou da cobertura a ponto de cansar até o telespectador que gosta de esportes
BLOGS
Mensagem na Garrafa

Wanda Sily

Entre a salada e o vinho
MAIS LIDAS

Atlas da Violência: Serra e São Mateus registraram o maior índice de homicídios

As novas roupagens da censura

Sicoob em Cariacica é processado por falta de acessibilidade

Ufes sedia seminário do Dia Internacional contra a Tortura

A raposa cuidando do galinheiro