Fuga do Paraíso

unnamed

Não pretendo fugir de meu status de imigrante com benefícios de cidadania, nem estou dizendo que a Flórida é o paraíso, embora algumas vezes até mereça. Estamos na era Trump, portanto, não é o caso. Em sã consciência, quem iria fugir de um lugar considerado paraíso? Um título às vezes pode ser enganoso, mas esse tem muito a ver com a Amazon/Kindle, que dispensa apresentações e sobe ao pódio por ter multiplicado o número de leitores no mundo todo. Principalmente a ala jovem, que aderiu incondicionalmente à facilidade e economia das opções online.

 

Portanto, com toda a pompa e circunstância necessárias para antecipar as grandes revelações, informo aos pacientes leitores que me acompanham nesses 17 anos de seculodiario, que já está disponível na  Amazon/Kindle meu romance Fuga do Paraíso, uma história de amor e guerra. Por que demorei tanto a aderir ao modismo? Porque embora leia muita coisa online, ainda sou viciada no livro impresso – sentir o peso e a textura, virar página por página… Até o cheiro influencia a história, se o livro não está velho e mofado.

 

A moderna tecnologia, porém, não pediu minha opinião se convinha mudar os hábitos de leitura do leitor moderno. O livro digital veio para ficar, e se não podemos derrotá-lo, melhor aderir. O nome Kindle significa acender o fogo, uma metáfora bem apropriada para os efeitos da leitura na mente e na alma. Somos seres mutantes e vamos nos adaptando às novidades que invadem nossa rotina com a velocidade da luz. A tecnologia está aí para nos servir, e se não trouxesse vantagens, sucumbiria. Os números da Amazon comprovam.

 

Portanto, prezado leitor e amiga leitora, se ainda não aderiram ao massacre virtual da Amazon/Kindle, que  pôs ao alcance de todos livros mais baratos e ecologicamente corretos, convido-os a começar com o romance Fuga do Paraíso, uma história de amor e guerra. E não é propaganda enganosa, em apenas 140 páginas você vai encontrar drama e humor, tensão física e psicológica, sacrifício e fraternidade… como o ser humano pode resistir e não perder a esperança, mesmo quando tudo sai errado.

 

Mas principalmente, como o amor, essa plantinha teimosa, pode vicejar nos terrenos mais áridos e nos momentos mais difíceis. Nenhuma árvore foi derrubada para pôr esse livro nas estantes virtuais. Você pode dar uma força divulgando meu romance nas suas redes sociais. Muito obrigada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *