Natal no céu

natal2

Se na terra o natal é tão  bonito, imagina como deve ser o Natal no céu… Por certo sem árvores cheias de bolas coloridas, mas com muitos flocos de nuvens para imitar as árvores da terra. Embora azuis. Os anjos responsáveis pelos eventos sociais do paraíso não deixaram nada para a última hora e  tudo foi bem organizado para o ser o melhor aniversário, tanto na terra como no céu.  Afinal, das três pessoas da Santíssima Trindade, só o Filho tem um aniversário para comemorar. Portanto, Faça-se a luz!

 

Como acontece todos os anos, os convidados de honra são os pais terrenos, Maria e José, os apóstolos, Paulo e João Batista. Mas naturalmente toda a coorte celeste estará presente – Todos os santos e mártires, anjos e arcanjos e querubins, serafins e potestades, e para não dizer que esqueceram de alguém, todas as almas boas. Pode parecer muita gente, mas é o céu, e quanto mais gente, melhor. Aliás, esse é o melhor presente para o aniversariante – que todos nós alcancemos o paraíso.

 

Nessa festa ninguém falta, porque no céu não há desculpas para não comparecer –  tudo corre sempre muito bem com todos. Nem mesmo São Nicolau, vulgarmente chamado Papai Noel, pode dizer que hoje sinto muito mas não vai dar, esse é o único dia em que trabalho no ano todo e as crianças do mundo esperam por meus presentes. Isso porque não existe tempo no paraíso e tudo pode acontecer simultâneamente.

 

O céu tem muitas outras vantagens – é sempre feriado e ninguém trabalha; ninguém fica doente; o clima é sempre ameno; todos os vizinhos são pessoas de bem. Interessante é que, apesar de tantas benesses, ninguém está preocupado em garantir a entrada, mesmo sendo gratuita e sem fila. Ironicamente, quando anunciam um show da Lady Gaga, na mesma hora os ingressos se esgotam. Para um privilégio que dura apenas duas horas.

 

As estrelas do firmamento foram convocadas para exibir seus brilhos mais intensos e todos os astros se alinharão em perfeita harmonia, para que essa seja a mais bonita de todas as noites. O coro celeste tocará as novas canções natalinas criadas especialmente para o grande dia – músicas que, no ano seguinte, estarão sendo cantadas na terra, porque os compositores humanos são ‘inspirados’ a recriá-las. Mesmo porque toda música é de inspiração divina. Hmm, será que a dos rappers também?!

 

Os Beatles ainda não puderam se apresentar nessa festa, porque ainda falta um. Mas Sir George Martin, o desditoso quinto Beatle, cantará algumas músicas que criou para o grupo e nunca foram tocadas. George entrou no céu sem os testes preliminares exigidos para a maioria dos novatos – ele já pagou todos os pecados na terra por ter deixado o grupo musical mais famoso do mundo. Como não poderia faltar, Prince vai cantar Purple Rain, e como efeito especial, cairá uma chuva de luz púrpura sobre os convidados.

 

Entre as iguarias servidas terão ambrosias e todos os pratos que só-minha-mãe-sabia-fazer, quer dizer, o prato preferido na terra de cada um dos convidados. Uma vez que ali não falta nada, é impossível dar presentes, mas as crianças podem pular nuvens até mais tarde. À meia-noite Jesus divide o pão e transforma a água em vinho, distribuindo-os igualmente entre os convidados, e a festa se encerra com o tradicional Parabéns para Ele.

 

Que esse ano sua festa de Natal seja parecida com esta – com todos que você ama e com tudo que você mais gosta, e vai se sentir no paraíso.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *