Sábado, 27 Novembro 2021

O longo caminho até meu braço

Finalmente a luz no fim do túnel chega ao meu braço - como um abraço

Continuar lendo

Retornar ao remetente

A turminha enclausurada encontrou na filatelia uma atividade que classificou de "relaxante, palpável e instagramável"

Continuar lendo

Musa do Verão

Conclamo o povo a eleger essa pálida poção como a Musa desse Verão

Continuar lendo

Crime no supermercado

Por último desmonta também a pilha da massa de tomate, juntando sangue com sangue, terror com pavor.

Continuar lendo

Romance Carioca

Centenárias, as canções "Carinhoso" e "Rosa", do Pixinguinha, são ainda lembradas e constantemente renovadas na modernidade

Continuar lendo

Juntando os pedaços

O mapa existencial de um ser humano é formado pela adição de outros seres humanos ...

Continuar lendo

Esse ano não vai ser igual àquele que passou

Os recorrentes votos de Feliz Ano Novo nunca foram tão sinceros

Continuar lendo

O ano mais longo da história

No Natal de 2020 uma luz diferente surgiu no fim do túnel, trazendo esperanças de um retorno ao nosso velho e confortável normal

Continuar lendo

​Fim de tarde no parque

Farto de bênçãos e esperanças, o parque é uma catedral a céu aberto

Continuar lendo

Papel Pequeno

A confusão é a última que morre, disse Confúcio

Continuar lendo

Heróis à deriva

Felizmente, hoje temos os ídolos do futebol, do cinema e da música para substituir os espetáculos do Coliseu

Continuar lendo

Entre eles e aqueles

Brasileiros e brasileiras, nossa santa língua-mãe é machista?

Continuar lendo

Artefatos obsoletos

Muitos acham que devemos construir pirâmides de máscaras para resistir ao passar dos séculos, como nas areias do Egito

Continuar lendo

Trump versus ele mesmo

É muito difícil atacarem minha aparência, porque eu sou muito bonito

Continuar lendo

Carta à Magdalena

Por que nos ocuparmos com a eleição americana, se já temos nossos próprios problemas no quintal de casa?

Continuar lendo

As feiticeiras de Salem

Halloween combina com o nosso dia de finados, que é triste, e o dia de los muertos, no México, que é uma festa animada

Continuar lendo

O que fazemos na pandemia

Para manter a distância social recomendada, não estou mais apertando mãos, abraçando ou trocando beijim-beijim

Continuar lendo

Quando o outono passar

A epidemia nem acabou e já construíram um supermercado, um posto de gasolina e o McDonald número 10 mil

Continuar lendo

As bruxas estão soltas

A regra é universal: fazer alguma coisa que todo mundo quer e ninguém mais está fazendo. Simples, mas complicado

Continuar lendo

Eu e os outros

Pirando, eu?! Quem não pirou ainda que se cuide
Continuar lendo