Dólar Comercial: R$ 5,31 • Euro: R$ 6,29
Sexta, 04 Dezembro 2020

De boas intenções...


Escalado para ‘vender’ e conter as fortes reações à proposta do governo Hartung de extinguir o Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema), o secretário Aladim Cerqueira tenta, tenta, mas está longe de convencer sobre as boas intenções da atual gestão. Primeiro pela argumentação, que é fraca; segundo, pelo histórico do governador com as poluidoras e o empresariado capixaba. No mínimo, um projeto pra lá de suspeito e tão absurdo no conteúdo como na forma de imposição, de cima para baixo, sem qualquer diálogo com servidores e sociedade. Assim como tudo que vem da atual gestão, não há, apesar das contundentes resistências, qualquer sinalização para recuo ou negociação. Aladim já deixou isso claro para os servidores, bem como o outro secretário escalado para servir de escudo do governo, Paulo Roberto. A chegada do projeto à Assembleia Legislativa é, infelizmente, uma questão de tempo. E aí, chance zero de reverter sua aprovação. O legislativo, como se sabe, tirando um ou outro “rebelde” que de fato cumpre seu trabalho, atende a todas as ordens de Hartung. Neste caso, não será diferente, o “sim, senhor” já está na ponta da língua.
Nada mudou
Aladim, a propósito, é conhecido dos servidores do Iema. A passagem do atual secretário pela autarquia rendeu greves e ação civil pública do Sindicato dos Trabalhadores e Servidores Públicos do Estado (Sindipúblicos) por improbidade administrativa. Naquela época, ele já rezava a cartilha do governador em favor dos interesses das poluidoras.
Muito barulho
Única chance de adiar tamanho retrocesso é a mobilização dos servidores, principalmente, apontando nomes e sobrenomes dos deputados. Com adesão da sociedade, redes sociais e etc. Quem sabe assim, mirando nos alvos, a categoria não ganhe tempo -  pelo modo Hartung de governar, só dá para falar em adiamento. 
Claro, claro
O deputado estadual José Esmeraldo (PMDB) apelou ao governo várias vezes na sessão desta terça-feira (7) da Assembleia para que desista de apresentar o projeto do Iema este ano. Ele mandou ver nas críticas a Aladim e Paulo Roberto, mas livrou Hartung de qualquer responsabilidade. O deputado jura que isso não é ideia do governador. Ah ta!
Calo no sapato
O deputado estadual Sérgio Majeski (PSDB) está incomodando muita gente na Assembleia, mas os olhares do presidente Erick Musso (PMDB) para o tucano, toda vez que ele pede pra discutir matérias, não nega: logo, logo Erick perde as estribeiras. Majeski, que fique claro, apenas cumpre seu papel.
'Popular'
Está virando rotina a deselegância – para não dizer outra coisa - do líder do Governo na Assembleia, Gildevan Fernandes (PMDB), em relação aos oradores escalados para a Tribuna Popular. Nessa segunda-feira (6), todos a postos, ele resolveu adiar os pronunciamentos - tiveram que retornar nesta terça. Outro dia, tinha profissional de fora do Estado por lá e Gildevan simplesmente vetou a fala.
Segura?
Comentários que circulam na seara do governador dão conta de que a ida do ex-vereador de Vitória Zezito Maio (PMDB) para a subsecretaria de Estado da Agricultura teria como um dos objetivos “segurar os ímpetos” do comandante da pasta, Octaciano Neto. 
Segura II?
Como o povo perde o amigo mas não a piada, já dizem também que o perfil de Zezito tem a ver com a estratégia. Além de fiel daqueles que estendem tapete vermelho para Hartung passar, o ex-vereador tem carreira como segurança da Assembleia Legislativa, para onde voltou após a derrota à reeleição até receber o novo abrigo do aliado.
Salada
Está aberta, mesmo, a temporada de nomeações políticas no governo Hartung. Tem subsecretário de tudo quanto é partido e gosto. Nos últimos dias, já deu até pra perder a conta. 
Alô, Fabrício Petri!
Na manhã desta terça-feira (7), um Uno branco da Prefeitura de Anchieta, placa PPA-0523, estava estacionado na Rua Gama Rosa, no Centro de Vitória. Tudo bem. Mas uma coisa se destacava no pára-brisa: uma notificação da empresa do estacionamento rotativo em que se lia “Aviso de irregularidade”. Ou seja, estacionaram sem pagar.
140 toques
“Registramos a chapa ‘Pra voltar a sonhar’, que vai concorrer ao Processo de Eleições Diretas do PT no ES”. (Deputado federal Givaldo Vieira – no Twitter).
PENSAMENTO:
“Há duas coisas que ninguém perdoa: nossas vitórias e nossos fracassos”. Millôr Fernandes

Veja mais notícias sobre Colunas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 05 Dezembro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection