Dólar Comercial: R$ 5,31 • Euro: R$ 6,00
Quarta, 12 Agosto 2020

Acidentes com motos correspondem a 57% das chamadas ao Samu

Acidentes com motos correspondem a 57% das chamadas ao Samu

Em seis anos, a taxa de atendimento do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) a acidentados com motos cresceu 45% no Estado. Neste ano, de janeiro a junho, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), mais de 6 mil atendimentos a acidentes de motos foram realizados pelo Samu, o que corresponde a 57% do total de atendimentos a acidentes automobilísticos.



O Estado é o sétimo do País no ranking de mortes no trânsito e o primeiro da região Sudeste, segundo dados do Mapa da Violência 2012. Em 2010, ano de referência para o levantamento, 1.128 pessoas morreram vítimas de acidentes de trânsito no Estado, contra 961 em 2009.



No primeiro semestre de 2011 foram atendidas 6.146 vítimas de acidentes automobilísticos, contra 6.023 no mesmo período de 2012. A pequena diferença dos números entre os dois anos não permite falar de tendência de queda nas taxas, já que ainda representa resultado vulnerável.



A idade dos acidentados também é um fator de preocupação. Das vítimas de trânsito atendidas pelo Samu 192 neste ano, 67% tinham idade entre 20 e 49 anos. Os acidentes estão crescendo entre a parcela mais jovem da população, ao mesmo tempo em que as vítimas sofrem traumas mais graves e mais partes do corpo que os acidentados de carro.



O custo com a internação de motociclistas no Sistema Único de Saúde (SUS) também mais que dobrou entre os anos de 2008 e 2011, de acordo com levantamento do Ministério da Saúde. O valor das internações em 2011 foi 113% superior ao registrado em 2008, passando de R$ 45 milhões para R$ 96 milhões no ano passado. Os níveis de mortes decorrentes por acidente de trânsito, principalmente envolvendo motociclistas, chegam a níveis epidêmicos no País e o Espírito Santo acompanha a tendência.



A epidemia de acidentes no trânsito no Estado foi relatada pelo vice-governador Givaldo Vieira (PT) ao ministro da Saúde, Alexandre Padilha, durante a inauguração da Unidade de Saúde da Família de Nova Palestina, bairro da região da Grande São Pedro, em Vitória, no início do mês de junho.



Na solenidade, o vice-governador declarou que os acidentes de trânsito, principalmente aqueles que envolvem motociclistas, comprometem toda a rede de urgência e emergência do Estado.  

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 12 Agosto 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection