Dólar Comercial: R$ 5,38 • Euro: R$ 5,90
Quinta, 04 Junho 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

Após audiência, Governo do Estado garante 20 meses de estabilidade para cobradores

sistematranscon_ceturbes Ceturb-ES

Em audiência entre o Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário (Sindirodoviários), Justiça do Trabalho, Ministério Público do Espírito Santo (MPES), Governo do Estado e empresas de ônibus ficou acordado que o governo irá garantir 20 meses de estabilidade para os cobradores do Sistema Transcol. A medida começará a valer após os 60 dias de suspensão das atividades desses trabalhadores, prevista em decreto que entrou em vigor no domingo (17). Com a ausência dos cobradores, os passageiros terão que utilizar Cartão GV, o que, segundo o governo, evita o contágio da Covid-19 por meio do manuseio de dinheiro. 

A audiência ocorreu nessa terça-feira (19), mas a categoria foi informada dos detalhes da negociação somente em assembleia realizada na sede do sindicato na tarde desta quarta (20). Segundo o diretor do Sindirodoviários, Jean Carlos Gomes da Silva, além da garantia da estabilidade, os cobradores conseguiram que fossem vetadas demissões sem justa causa. Participaram da audiência diretores do sindicato e uma comissão de cinco trabalhadores, eleita pelos cobradores. 

"A categoria saiu ganhando. Antes nós não tínhamos nenhuma garantia de continuidade dos cobradores nos postos de trabalho após os 60 dias", comemora Jean, que afirma que a adesão dos trabalhadores às manifestações realizadas pelo sindicato foi grande, com destaque para a participação das mulheres. "Percebemos que ao contrário das mobilizações que costumamos fazer, nesta houve uma participação grande das mulheres, pois elas atuam bem mais como cobradoras do que como motoristas. E grande parte delas sustenta sozinha suas famílias", afirma. 

Jean recorda que na ocasião da implantação da bilhetagem eletrônica, quando colocaram em circulação os ônibus com ar-condicionado, o Governo do Estado garantiu a estabilidade dos cobradores até 2022, mas não cumpriu. Ele acredita que agora, como houve mediação do Ministério Público, a situação será diferente. "O que conquistamos agora faz com que a gente recupere a garantia de estabilidade até 2022. Como houve participação do Ministério Público, acreditamos que o governo cumprirá o que foi acordado", salienta. 

A realização da audiência foi sinalizada após manifestação feita pelos rodoviários no Centro de Vitória, nessa segunda-feira (18). Entretanto, nesse mesmo dia eles esperaram a confirmação do horário até às 22h, o que não aconteceu. Isso motivou um novo protesto na manhã da terça-feira (19)..

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 05 Junho 2020
No Internet Connection