Dólar Comercial: R$ 5,02 • Euro: R$ 6,11
Sexta, 26 Fevereiro 2021

Comunidade quer edificação abandonada transformada em espaço cultural

jesus_de_nazareth_imovel_foto_tour_no_morro Tour no Morro

O bairro Jesus de Nazareth, em Vitória, tem umas das vistas mais privilegiadas do Espírito Santo. Subindo o morro e passando por suas vielas, se pode observar o cenário da Baía de Vitória, com a Terceira Ponte, o Convento da Penha e outros elementos que compõem um dos principais cartões postais do Estado. Por isso, se desenvolve há anos na região o projeto Tour no Morro, uma experiência de turismo de base comunitária. 

Tour no Morro

A localização do bairro é bastante central na cidade, próxima ao circuito de turismo e lazer composta pela Praça do Papa e o Horto Mercado, com opções culturais, gastronômicas e de educação ambiental. Porém, não deixa de ser ao mesmo tempo periferia, sofrendo com a pouca atenção do Estado, incluindo em suas demandas a falta de equipamentos culturais dentro da comunidade.

Por isso, o guia de turismo Fernando Martins, fundador do Tour no Morro, propõe a criação de um centro cultural numa edificação histórica há décadas abandonada no bairro. Trata-se de um imóvel construído na década de 1950 pelo governo estadual de Jones dos Santos Neves para dar manutenção às embarcações que atracavam na Baía de Vitória. "Eram três construções do tipo, mas duas foram derrubadas. Essa que sobrou alguns moradores querem que seja derrubada também para fazer campo de futebol, quadra ou parque. Nós queremos um espaço cultural que possa agregar e atender mais gente, crianças, jovens, adultos, idosos, que possam ter atividades de oficinas, galeria de arte e área para exposição de artesanato e culinária dos moradores", explica. O imóvel, conta o guia, já serviu como chefatura de política, depósito para o Detran e supermercado, e hoje está sem telhado e com paredes se degradando.


Localizada na área plana do bairro que dá acesso ao morro, Fernando acredita que, se reformado, o espaço poderia contribuir para o desenvolvimento de projetos da comunidade, geração de renda e ainda servir como mais um atrativo para visitantes.

A demanda de espaço para artistas já é real. Durante a pandemia, diante da paralisação das atividades turísticas, foi dado início a um projeto almejado há tempos: a criação de uma galeria para expor trabalhos de artistas locais. Feito numa sala da antiga residência de Fernando Martins, o espaço reúne de início obras de Nico Duarte e Vitor da Silva Régis. Estreando ainda no modo digital, o projeto já conseguiu vender quadros destes artistas pela internet para outros estados do Brasil, tendo parte do valor de venda revertido para apoio a iniciativas comunitárias.

Atuando desde 2013, o Tour no Morro já recebeu cerca de mil visitantes, incluindo de vários estados e de países como Argentina, Chile, Espanha, Estados Unidos, México, Japão e até a delegação de futebol da seleção sub-17 da Holanda, que esteve no Espírito Santo para jogar o campeonato mundial de categoria em 2019 e ganhou um painel especial no bairro, onde os jogadores assinaram seus nomes.

Junto com outros parceiros, o Tour no Morro tinha dado início a oficinas de graffiti, buscando desenvolver as habilidades artísticas nos jovens e as intervenções da cultura urbana nos muros do bairro. Porém, as atividades tiveram que ser interrompidas pela pandemia.


O projeto de turismo de experiência é registrado junto à Prefeitura de Vitória e só pode ser realizado com guias turísticos locais. Há uma gama de atrações, desde observar o pôr do sol ou a lua do mirante das torres de telefonia até conhecer o bairro em contato direto com moradores e a história do Espírito Santo, contada a partir da vista para Vitória e Vila Velha, observar tartarugas na praia, degustar a gastronomia em que se destaca a moqueca capixaba numa região historicamente ligada a pescadores e marisqueiras, e, em breve, também conhecer o os artistas locais e suas obras na nova galeria de arte.

Junto à RL Eventos e outros parceiros, o Tour no Morro promove uma série de atividades ao longo do ano que ajudam a movimentar Jesus de Nazareth, como queima de fogos no reveillon, mutirões de limpeza do lixo da praia, pintura das escadarias, e até uma desafio de corrida percorrendo os degraus do morro.

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 26 Fevereiro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection