Segunda, 27 Setembro 2021

Contorno do Mestre Álvaro: Governo divulga resultado da licitação

Contorno do Mestre Álvaro: Governo divulga resultado da licitação

O Departamento de Estradas de Rodagem do Estado (DER-ES) homologou nessa quinta-feira (20) o resultado da licitação para a elaboração do projeto e execução das obras do Contorno rodoviário do Mestre Álvaro, no município da Serra. O consórcio formado pelas empresas Contractor, Pelicano, Sul Catarinense e Enecon foi declarado como vencedor da disputa. É a primeira vez que o Estado adota o modelo de Regime Diferenciado de Contratação (RDC), que estabelece um preço fixo para a construção.



O valor total da obra será de R$ 289,99 milhões, sem a possibilidade de assinatura de aditivos contratuais ao longo do período da empreitada. O consórcio vencedor é formado por duas empresas do Espírito Santo (Contractor e Pelicano), uma de Santa Catarina (Sul Catarinense) e outra do Rio de Janeiro (Enecon). Somente o consórcio foi habilitado para participar da licitação.



De acordo com o ato publicado no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (21), o consórcio será responsável pela elaboração dos projetos (Básico e Executivo) para execução das obras de implantação e pavimentação da variante do Mestre Álvaro (Contorno Rodoviário de Serra). A nova via terá início no entroncamento com a BR 101, próximo ao condomínio Alphaville, e se estenderá por aproximadamente 18 quilômetros, chegando novamente à BR 101, nas imediações do posto da Polícia Rodoviária Federal.



Pelo projeto, o contorno rodoviário terá pistas duplas nos dois sentidos, canteiro central e acostamentos. As obras contemplam ainda a construção de sete viadutos, sendo dois deles localizados nas interseções com a BR 101 (início e final do Contorno), um sobre a Linha Férrea, um de acesso ao Centro de Detenção Provisória (CDP da Serra), um de acesso à Estrada Muribeca, além de dois para a realização de retorno. O contorno rodoviário do Mestre Álvaro faz parte do Programa de Mobilidade Urbana, do governo estadual.



A construção da rodovia será realizada por meio de convênio entre o Estado e o governo federal, que vai financiar toda a sua execução. O projeto faz parte da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC II). A expectativa é de que o valor das obras gire em torno de R$ 300 milhões.



O governo estadual projeta que as obras do contorno rodoviário garantam a fluidez e segurança no trânsito da área urbana de Carapina, Laranjeiras e Serra Sede, em razão da diminuição do tráfego pesado pelas vias que atravessam o perímetro urbano. O mercado estima a valorização imobiliária da região, bem como a diminuição do tempo de viagem para os motoristas que desejam atravessar a Serra, com destino aos municípios da região norte do Estado.

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 27 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/