Dólar Comercial: R$ 5,27 • Euro: R$ 6,40
Segunda, 02 Agosto 2021

Governo do Estado vai imunizar mais de 100 mil trabalhadores da indústria

vacina_industriais_heliofilho_secom Hélio Filho/Secom
O Governo do Estado iniciou, nesta quinta-feira (15), a antecipação da vacinação do grupo prioritário formado por trabalhadores industriais, em ato simbólico com a presença do governador Renato Casagrande. A solenidade aconteceu na sede do Serviço Social da Indústria (Sesi), em Vitória. Segundo estimativa do Ministério da Saúde, 135 mil pessoas devem ser imunizados no Espírito Santo.

Os industriais fazem parte dos 28 grupos prioritários definidos no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 e terão a vacinação antecipada com uso da reserva técnica das doses destinadas à Campanha.

"A estratégia que estamos usando no Governo é avançar sempre na faixa etária e dentro do Plano Nacional, vacinando os grupos prioritários e chegou a vez da indústria", afirmou o governador, reforçando a importância da vacinação em massa da população para a superação da pandemia.

A presidente da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), Cris Samorini, também participou do ato simbólico. Ela acredita que a abrangência desse grupo gira em torno de 120 a 150 mil profissionais. "Sabemos o quanto essa vacinação é importante para a retomada da economia e para salvar vidas", destacou.

De acordo com a Resolução da Comissão Intergestora Bipartite (CIB) Nº 116/2021, o grupo abrange trabalhadores de produção, transformação e extração florestal, de petróleo, gás e minerais; fabricação de alimentos, bebidas, calçados e acessórios, derivados do petróleo e biocombustível, fumo, máquinas e equipamentos, móveis, papel e celulose, produtos de metal, de minerais não metálicos e metalurgia, produtos químicos, farmoquímicos, e farmacêuticos, roupas e tecidos; produção e manutenção de veículos e outros equipamentos de transporte, bem como atividades auxiliares dos transportes; coleta, produção e tratamento de energia, gás, água, esgoto, resíduos; atividades de correio e entregas, de telecomunicações, de impressão, gravação e reprodução; construção civil; e atividades de educação, saúde e segurança dos trabalhadores da indústria.

Em relação à operacionalização, a vacinação será feita nos serviços de saúde de cada município, seguindo a estratégia adotada pela cidade de residência do trabalhador. Além disso, foi pactuado pela CIB a utilização de postos volantes nas unidades do Serviço Social da Indústria (Sesi) nos municípios de Vitória, Serra, Vila Velha, Cachoeiro de Itapemirim, Linhares, Colatina, Cariacica, Aracruz e São Mateus, numa parceria entre Estado, municípios e o Sesi.

Outra estratégia a ser utilizada será a vacinação extramuro realizada em 11 grandes indústrias, que vão realizar a vacinação in loco, são elas: Vale (Vitória), ArcelorMittal (Serra), Suzano (Aracruz e Cachoeiro), Garoto (Vila Velha), Samarco (Anchieta), EDP (Vitória), Imetame (Aracruz), Alcon (Conceição da Barra), Brametal (Linhares), Marcopolo (São Mateus) e Frisa (Colatina).

No momento da vacinação, o trabalhador deverá estar munido de um documento pessoal com foto e o documento comprobatório de sua atividade, sendo aquele que comprove a situação de trabalhador das empresas industriais e de construção civil e a declaração da empresa com indicação de CNAE [Classificação Nacional de Atividades Econômicas] e sua descrição.

Veja mais notícias sobre Saúde.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 02 Agosto 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/