Dólar Comercial: R$ 5,27 • Euro: R$ 6,40
Sábado, 15 Mai 2021

Governo lança edital para rodovia que está despencando em Guarapari

rodovia_do_sol5_vitor_taveira Vitor Taveira
Vitor Taveira

O governo estadual lançou nesta sexta-feira (26) o edital para as obras no trecho da ES-060 (Rodovia do Sol) que está despencando em Guarapari, especialmente nas comunidades litorâneas de Meaípe e Porto Grande. As obras são muito esperadas pelos moradores do entorno, que enfrentam diariamente os riscos na via, sendo que em partes a ciclovia e o acostamento já desabaram pela força do mar.

O lançamento foi feito por meio de uma transmissão ao vivo com cerca de 8 minutos feita direto do Palácio Anchieta, sede do governo, pelo governador Renato Casagrande (PSB) junto ao diretor-presidente do Departamento de Estradas e Rolagens do Espírito Santo (DER-ES), Luiz Maretto. Preferiram o tom ameno e o enfoque no engordamento da praia de Meaípe, local turístico que vem sofrendo o impacto com a perda da faixa de areia.

A obra será executada com recursos próprios do Estado e valor de até R$ 68 milhões, por meio de licitação que selecionará a empresa que oferecer o preço mais baixo. Ao todo, vai abarcar 3,3 km com serviços de dragagem, aterro hidráulico, construção de enrocamentos, como espigões, molhes ou quebra-mares, a fim de proteger as áreas costeiras da ação de ondas marinhas e a alimentação artificial da praia, também chamada de engordamento.

Luiz Maretto explicou que serão feitos dois piers para conter o efeito das ondas, um deles em Meaípe, que poderá ser utilizado posteriormente de forma turística. As propostas das empresas poderão ser enviadas num prazo de 30 dias e a seleção será por pregão eletrônico. Depois do processo de licenciamento ambiental, a vencedora terá 90 dias para realizar as obras. A expectativa é de que as obras sejam finalizadas este ano, porém o governo não informou sobre ações emergenciais de sinalização do trecho enquanto isso, já que placas e guard-rails (guarda-corpo) também estão despencando junto à pista.

"A gente aguarda este edital desde o ano passado, quando tinha data prevista, mas não aconteceu. Estávamos brigando muito por essa obra, espero que agora saia de vez. Já aconteceram vários acidentes no trecho, com pedestres, ciclistas e carros", diz Luciely Ravani Liberado, presidente da Associação Comunitária de Porto Grande, comunidade em que muitos moradores trabalham em Meaípe ou outras áreas de Guarapari e precisam passar diariamente pela rodovia, que também dá acesso às praias de Anchieta, onde o governador costuma frequentar em momentos de folga.

Os pontos de desmoronamento se encontram em região geologicamente instável, entre o mar, falésias e a Lagoa Mãe-Bá, uma da maiores do Espírito Santo. Outras obras de contenção foram feitas anteriormente, como nos anos de 2015 e 2016, mas o problema acabou voltando, chegando a estado crítico desde 2020.

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários: 1

CHRISTIANO em Domingo, 28 Fevereiro 2021 07:36

eh so refazer o trajeto em outro lugar, afinal contas, a natureza quer o que eh dela por direito natural. o bicho homem esta teimando com a natureza, e quando isso ocorre, o bicho homem so perde.

eh so refazer o trajeto em outro lugar, afinal contas, a natureza quer o que eh dela por direito natural. o bicho homem esta teimando com a natureza, e quando isso ocorre, o bicho homem so perde.
Visitante
Sábado, 15 Mai 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/