Segunda, 15 Agosto 2022

Governo retira cobradores do Transcol por 60 dias

onibus_transcol_semobi Semobi
Semobi
Alegando necessidade de excluir o manuseio de dinheiro dentro dos ônibus como medida de segurança em relação ao novo coronavírus, o governo do Estado determinou que toda a frota do sistema Transcol irá circular sem os cobradores a partir do próximo domingo (17).

A medida foi anunciada no pronunciamento desta quarta-feira (13) pelo governador Renato Casagrande (PSB) e vale por 60 dias. Nesse período, as empresas de transporte coletivo irão manter os contratos, com redução dos salários, que terão uma complementação por parte da Medida Provisória (MP) do governo federal.

Os passageiros terão que utilizar exclusivamente os cartões do Transcol, que estão à venda nos terminais, em farmácias e outros comércios, além de unidades móveis.

O Espírito Santo confirmou um novo recorde de casos e óbitos pelo novo coronavírus. Segundo o Painel Covid-19 desta quarta-feira (13), foram mais 314 casos e 21 óbitos pela doença, totalizando 5.401 e 233, respectivamente, havendo ainda 24 óbitos em investigação.

Nas últimas 24 horas, foram feitos 1.333 testes, somando 23.204 até agora. Uma média de uma confirmação a cada 4,24 testes. Casagrande afirmou que o Espírito Santo realiza quase seis mil testes por milhão de habitantes, três vezes mais do que a média nacional.

A ocupação nas Unidade de Terapia Intensiva (UTI) também mostrou agravamento da crise, com 76,79% dos leitos ocupados na Grande Vitória, próximo dos 80% que acendem o alerta amarelo de possível colapso do sistema. Na média estadual, a ocupação é de 67,89%.

A letalidade está em 4,31%, um aumento de 0,24 ponto percentual.

Já o isolamento social aumentou no Estado e na Grande Vitória. Mas ainda não possibilita uma avaliação mais consistente da eficácia das medidas do Plano de Convivência com a Pandemia, iniciado nessa segunda-feira (11).

O isolamento social aumentou na média estadual, quando comparados os números das duas últimas terças-feiras. Foram 46,6% no dia cinco e 46,4% no dia 12. Houve ligeiro aumento também em todas as dez regiões medidas, incluindo a Grande Vitória, que passou de 46,16% para 47,01%.

Em seu pronunciamento do dia, Casagrande afirmou que é preciso aumentar ainda mais o isolamento social, para pelo menos 55%, pois "se [o Plano de Convivência] não der certo, daremos um passo atrás", referindo-se à reabertura do comércio de rua na Grande Vitória, de forma gradual e alternada, mediante protocolo de segurança.

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 16 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/