Sexta, 24 Setembro 2021

Movimentos iniciam campanha de arrecadação para Cozinha Solidária

cozinha_solidaria_mtst Divulgação/ MTST
Anunciada no final de maio, a construção da Cozinha Solidária em Vitória iniciou sua campanha de doações para poder oferecer alimentações gratuitas unindo combate à fome e conscientização sobre os fatores que levam à atual situação no país. As doações em qualquer valor estão sendo recebidas por meio de transferências por PIX a e também por meio de uma vaquinha solidária no site Abacashi.

A iniciativa é da Frente Povo Sem Medo do Espírito Santo, que reúne vários movimentos sociais, em parceria com agricultores e com organizações do Território do Bem, onde a Cozinha Solidária vai funcionar, mais especificamente na Paróquia Santa Teresa de Calcutá, em Itararé.

Os recursos arrecadados serão integralmente dedicados ao funcionamento da cozinha, sendo direcionados para cobrir custos como compra de alimentos saudáveis, logística de transporte, diárias de cozinheiras, materiais para produção de marmitas e outros custos de distribuição. A meta inicial é oferecer refeições semanalmente, podendo aumentar a frequência caso haja recursos suficientes.

"O propósito da cozinha se pauta na necessidade de criação da organicidade dos movimentos sociais junto aos territórios, suprimindo tanto a necessidade mais imediata da população em situação de insegurança alimentar, como também disputando um horizonte político sobre a fome e todo debate da segurança alimentar no país", diz o chamado da Frente Povo Sem Medo ES.

Segundo a pesquisa Insegurança Alimentar e Covid-19 no Brasil, publicada em este ano pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan), a estimativa é que cerca de 55,2% dos brasileiros apresentam algum grau de insegurança alimentar e 9% enfrentando a fome, o que aponta para um crescimento durante o período de pandemia, tanto por conta da crise econômica como pelo desmonte de políticas de segurança e soberania alimentar.

Participam da Frente Povo Sem Medo no Espírito Santo entidades como Brigadas Populares, Primavera Socialista, Resistência, Coletivo Agitação Antifascista, União da Juventude Comunista (UJC), além de outros apoiadores como a Paróquia Santa Tereza de Calcutá, Pastoral do Povo da Rua, Rede Urbana Capixaba de Agroecologia (RUCA), Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) e outros que se somam na construção da Cozinha Solidária de Vitória. A inspiração para a iniciativa vêm da criação desse tipo de estrutura para distribuição de alimentos em diversos lugares do Brasil pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST).

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 24 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/