Dólar Comercial: R$ 5,62 • Euro: R$ 6,59
Quinta, 01 Outubro 2020

'Nestlé quer cortar pela metade o pão do trabalhador', denuncia Sindialimentação

chocolates_garoto_divulgacao Divulgação

Mesmo com aumento de 30% nos lucros durante a pandemia do coronavírus, a Nestlé quer cortar em 50% o valor do ticket-alimentação dos trabalhadores da Garoto e se recusa a pagar a participação nos lucros e resultados (PLR), benefício que sempre foi garantido há mais de duas décadas. Só concedeu a reposição de 2% das perdas salarias no último ano. "Ela quer cortar pela metade o pão na mesa do trabalhador", repudia Linda Morais, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Alimentação do Espírito Santo (Sindialimentação/ES).

A postura da multinacional é alvo de protesto nesta quinta-feira (3) promovido pelo Sindicato, com todos os cuidados de distanciamento e uso de máscaras necessários ao controle da pandemia de Covid-19, como aponta a entidade.

"Não tem justificativa, porque os trabalhadores continuaram trabalhando durante a pandemia e ela continua com altos lucros", expõe. "Se ela quer aumentar a margem de lucros, que produza mais. Não pode é reduzir a qualidade de vida do trabalhador", rebate.

A Chocolates Garoto é uma das mais lucrativas unidades fabris da Nestlé, esta eleita novamente a maior empresa de alimentos do mundo há uma década, segundo o Global 2000 de 2020, ranking elaborado pela revista Forbes junto às empresas de capital aberto mais poderosas do planeta.

Com um lucro de 13 bilhões de dólares em 2019, elevado em 30% em relação a 2018, a empresa retomou o primeiro lugar na lista bilionária, que havia perdido para a Anheuser-Busch InBev naquele ano.

"É mesquinharia. A Nestlé faz campanha na mídia que dizendo que faz bem e que ajuda a Cruz Vermelha, mas chega dentro da fábrica e quer cortar o valor que é importante pro trabalhador há vinte anos. Ela quer nivelar a Garoto às menores empresas, o que não é justo, não tem comparação. Isso não é negociar, é chantagear", relata Linda.

No última final de semana, o sindicato fez uma campanha pra falar com as famílias dos trabalhadores pelas redes sociais. "As famílias estão indignadas com a falta de respeito da Nestlé. Essa postura afeta toda a família", conta. "Já vivemos numa situação arrochada, o trabalhador está no sufoco, e a está terceirizando muito e com isso economizando, tendo mais lucro", revela.

Linda conta que antes da pandemia, em março último, a direção da Nestlé chegou a afirmar que iria pagar o PLR de 2019 com um ano de atraso, em março de 2021. Desde então, várias reuniões foram feitas com o Sindicato e o assunto não foi tratado. Em agosto, ela afirmou que não vai mais pagar o PLR nos moldes tradicionais, porque não foi possível finalizar um documento que balizaria o pagamento.

"A gente sempre teve um modelo de negociação em que a empresa discutia com o sindicato o valor devido a essa participação nos lucros e resultados. A Nestlé em 2019 disse que não queria mais discutir esse formato de acordo coletivo, no qual a categoria tinha o mínimo garantido, e sim seguir a Lei 10.101/2000, pagando a participação segundo o cumprimento de metas", explica Linda Morais.

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários: 23

Samuel Reis em Quinta, 03 Setembro 2020 20:18

É um abuso de uma multinacional multonacional em momento de pandemia lucra mais e quer cortar alimento de trabalhador , isso é uma vergonha ....!

É um abuso de uma multinacional multonacional em momento de pandemia lucra mais e quer cortar alimento de trabalhador , isso é uma vergonha ....!
Bruno Neri em Quinta, 03 Setembro 2020 22:47

Trabalho a 12 anos na Garoto e estou acompanhando um verdadeiro retrocesso com relação as benefícios que eram nosso por direto, porém dessa vez a empresa está dando um verdadeiro golpe baixo com seus trabalhadores, propondo um redução de seu ticket alimentício pela metade e o não pagamento da sua participação nos lucros, mesmo que estejamos nós arriscando a trabalhar em meio a uma Pandemia! Isso é algo grave e uma atitude covarde por parte da empresa!

Trabalho a 12 anos na Garoto e estou acompanhando um verdadeiro retrocesso com relação as benefícios que eram nosso por direto, porém dessa vez a empresa está dando um verdadeiro golpe baixo com seus trabalhadores, propondo um redução de seu ticket alimentício pela metade e o não pagamento da sua participação nos lucros, mesmo que estejamos nós arriscando a trabalhar em meio a uma Pandemia! Isso é algo grave e uma atitude covarde por parte da empresa!
RENATO FIGUEIREDO em Quinta, 03 Setembro 2020 22:56

Muito desrespeitoso o que ela está fazendo, prega sempre o bem estar, o reconhecimento do trabalhador e na hora de " RECONHECER FAZ BEM" o que ela faz, vem com uma proposta humilhante para aquele que sempre produziu o seu lucro, mesmo diante de um senario adverso, onde mesmo assim ele tem crescido, vai muito bem obrigado!! graças ao empenho e comprometimento de cada trabalhador que lá está, aí fica a pergunta, ISSO É RECONHECIMENTO querer diminuir o alimento na mesa de seu seu trabalhador????

Muito desrespeitoso o que ela está fazendo, prega sempre o bem estar, o reconhecimento do trabalhador e na hora de " RECONHECER FAZ BEM" o que ela faz, vem com uma proposta humilhante para aquele que sempre produziu o seu lucro, mesmo diante de um senario adverso, onde mesmo assim ele tem crescido, vai muito bem obrigado!! graças ao empenho e comprometimento de cada trabalhador que lá está, aí fica a pergunta, ISSO É RECONHECIMENTO querer diminuir o alimento na mesa de seu seu trabalhador????
Gabriel Simões Martins Coelho em Quinta, 03 Setembro 2020 23:03

E desumano, em um momento de muita dificuldade a Nestlé querer corta 50% da alimentação dos seus trabalhadores, esse é o tipo de reconhecimento que a multinacional que dar para seus trabalhadores.
Atitude de empresa cruel .
Não podemos deixar acontecer.
Isso vai ser ruim para todo o comércio, não apenas para os trabalhadores.
Então contamos com ajuda de toda a sociedade capixaba para vencer a crueldade desse mostro chamado Nestlé .

E desumano, em um momento de muita dificuldade a Nestlé querer corta 50% da alimentação dos seus trabalhadores, esse é o tipo de reconhecimento que a multinacional que dar para seus trabalhadores. Atitude de empresa cruel . Não podemos deixar acontecer. Isso vai ser ruim para todo o comércio, não apenas para os trabalhadores. Então contamos com ajuda de toda a sociedade capixaba para vencer a crueldade desse mostro chamado Nestlé .
ElifasVOX em Quinta, 03 Setembro 2020 23:06

Absurdo! Uma empresa líder nos segmentos de alimentação e nutrição, a gigante nos lucros é mesquinha também; quer tirar o alimento da mesa daqueles que alimentam sua fome de lucros. Os trabalhadores estão indignados e dispostos a transformar essa raiva em luta. Não vai faltar disposição para lutar por nosso ticket cheio e noss PLR. À luta!

Absurdo! Uma empresa líder nos segmentos de alimentação e nutrição, a gigante nos lucros é mesquinha também; quer tirar o alimento da mesa daqueles que alimentam sua fome de lucros. Os trabalhadores estão indignados e dispostos a transformar essa raiva em luta. Não vai faltar disposição para lutar por nosso ticket cheio e noss PLR. À luta!
Polyana Magri em Quinta, 03 Setembro 2020 23:07

Um absurdo sem tamanho, nós produzimos, nós merecemos valorização. As coisas no supermercado estão cada vez mais caras, e a Nestlé quer cortar o nosso Ticket pela metade. Quer tirar o pão de cada dia dos trabalhadores!
#NãoAosCortes
#SimAPermaneciaDosDireitos

Um absurdo sem tamanho, nós produzimos, nós merecemos valorização. As coisas no supermercado estão cada vez mais caras, e a Nestlé quer cortar o nosso Ticket pela metade. Quer tirar o pão de cada dia dos trabalhadores! #NãoAosCortes #SimAPermaneciaDosDireitos
Samuel Reis em Quinta, 03 Setembro 2020 23:09

Como ssim , uma das maiores fábrica de. Alimento do mundo querer cortar a alimentação de quem produz ...
No mínimo vergonjoso.

Como ssim , uma das maiores fábrica de. Alimento do mundo querer cortar a alimentação de quem produz ... No mínimo vergonjoso.
Thatyane Bimbato Patrocínio Rangel em Quinta, 03 Setembro 2020 23:36

É desumano uma empresa que diz prezar o bem estar de todos e quer cortar 50% do valor do ticket alimentação, numa situação que estamos vivendo com tantos aumentos de alimentos e desempregos... Revoltante essa situação, Nestlé miserável e pirracenta ?

É desumano uma empresa que diz prezar o bem estar de todos e quer cortar 50% do valor do ticket alimentação, numa situação que estamos vivendo com tantos aumentos de alimentos e desempregos... Revoltante essa situação, Nestlé miserável e pirracenta ?
Juscelino em Quinta, 03 Setembro 2020 23:38

Diante dessa pandemia e uma economia que só favorece o capitalismo uma gigante no mercado de alimentos como a Nestlé , reduzir o pão da mesa do trabalhador em 50% É revoltante . Ainda mais quando uma empresa fala de boca aberta que seu maior patrimônio é o trabalhador.

Diante dessa pandemia e uma economia que só favorece o capitalismo uma gigante no mercado de alimentos como a Nestlé , reduzir o pão da mesa do trabalhador em 50% É revoltante . Ainda mais quando uma empresa fala de boca aberta que seu maior patrimônio é o trabalhador.
Elzineia em Quinta, 03 Setembro 2020 23:57

Um sentimento de abandono por parte da Nestlé que fala em fazer o bem, que bem é esse,
Cortar 50% de nossa alimentação...
Indignada, envergonhada com tamanha hipocrisia da Nestlé..
"Fazer o bem" só para ela mesma..
Por que para os trabalhadores só trabalho, sem nenhum reconhecimento..

Um sentimento de abandono por parte da Nestlé que fala em fazer o bem, que bem é esse, Cortar 50% de nossa alimentação... Indignada, envergonhada com tamanha hipocrisia da Nestlé.. "Fazer o bem" só para ela mesma.. Por que para os trabalhadores só trabalho, sem nenhum reconhecimento..
Rosiane em Sexta, 04 Setembro 2020 00:22

É um desrespeito,desumano uma empresa multinacional querendo cortar 50% do ticket de alimentação do seus trabalhor,indignada envergonha e ainda prega fazer o bem, mais o que estamos vendo é que ela só faz o bem pra ela mesmo,cadê o reconhecimento Nestlé

É um desrespeito,desumano uma empresa multinacional querendo cortar 50% do ticket de alimentação do seus trabalhor,indignada envergonha e ainda prega fazer o bem, mais o que estamos vendo é que ela só faz o bem pra ela mesmo,cadê o reconhecimento Nestlé
Mara Lira em Sexta, 04 Setembro 2020 05:50

Os trabalhadores da Chocolates Garoto seguiram produzindo em tempos de pandemia, normalmente. A Nestle é uma das maiores multinacionais do mundo e encontrou uma nova forma de lucrar: precarizar a mão de obra. Em plena negociação salarial propõe reduzir à metade o tíquete alimentação dos trabalhadores e tenta dar mais um golpe ao anunciar que pretende não fazer pagamento da participação nos lucros deste ano. Durante a pandemia os discursos da direção da empresa é de que os trabalhadores, por ela, chamados de colboradores, são o maior patrimônio da empresa. Um patrimônio que ela despreza ao tentar impor uma polirica de redução de benefícios duramente conquistados pelos trabalhadores junto ao sindicato ao longo dos anos.

Os trabalhadores da Chocolates Garoto seguiram produzindo em tempos de pandemia, normalmente. A Nestle é uma das maiores multinacionais do mundo e encontrou uma nova forma de lucrar: precarizar a mão de obra. Em plena negociação salarial propõe reduzir à metade o tíquete alimentação dos trabalhadores e tenta dar mais um golpe ao anunciar que pretende não fazer pagamento da participação nos lucros deste ano. Durante a pandemia os discursos da direção da empresa é de que os trabalhadores, por ela, chamados de colboradores, são o maior patrimônio da empresa. Um patrimônio que ela despreza ao tentar impor uma polirica de redução de benefícios duramente conquistados pelos trabalhadores junto ao sindicato ao longo dos anos.
Antonio se Andrade Oliveira em Sexta, 04 Setembro 2020 06:13

Lamentável e desumano, cadê o reconhecimento para com o trabalhador?!

Lamentável e desumano, cadê o reconhecimento para com o trabalhador?!
Jeferson Mancini em Sexta, 04 Setembro 2020 06:59

Uma verdadeira falta de respeito com os trabalhadores, e em um momento em que a empresa só fez crescer, ela quer cortar o ticket em 50% no momento em que o trabalhador mais precisa... ABSURDO! Em 20 anos de empresa, nunca vi tamanha falta de consideração e respeito com os trabalhadores.

Uma verdadeira falta de respeito com os trabalhadores, e em um momento em que a empresa só fez crescer, ela quer cortar o ticket em 50% no momento em que o trabalhador mais precisa... ABSURDO! Em 20 anos de empresa, nunca vi tamanha falta de consideração e respeito com os trabalhadores.
LAYSON LUIZ DA SILVA RODRIGUES em Sexta, 04 Setembro 2020 07:05

Valorização ZERO de quem eles dizem ser patrimônio da empresa o "trabalhador" que em meio a pandemia estava indo trabalhar . Uma das maiores empresas de alimentos do mundo querer tirar 50% do alimento do trabalhador , uma empresa que só lucra ! V E R G O N H A !

Valorização ZERO de quem eles dizem ser patrimônio da empresa o "trabalhador" que em meio a pandemia estava indo trabalhar . Uma das maiores empresas de alimentos do mundo querer tirar 50% do alimento do trabalhador , uma empresa que só lucra ! V E R G O N H A !
FABIANE GOMES CARDOSO LIMA em Sexta, 04 Setembro 2020 08:15

Chega ser vergonhoso tudo isso que a grandiosa NESTLÉ está fazendo com seus funcionários, eu chamo de TRABALHADORES, mais ela simplesmente fala , colaboradores, talvez seja essa a diferença! Nós fazemos ela crescer , se é reconhecida como a tal , e na hora do reconhecimento, ela faz pouco caso. Queremos e lutamos pelo que é nosso por direito, jamais abriremos mão de um benefício que é um bem para nossa família.Ela sempre com a sua tesoura na mão, um absurdo, 50% do tiket, ridículo e vergonhoso. NESTLÉ NÓS TRABALHAMOS, MERECEMOS SER RECONHECIDOS.

Chega ser vergonhoso tudo isso que a grandiosa NESTLÉ está fazendo com seus funcionários, eu chamo de TRABALHADORES, mais ela simplesmente fala , colaboradores, talvez seja essa a diferença! Nós fazemos ela crescer , se é reconhecida como a tal , e na hora do reconhecimento, ela faz pouco caso. Queremos e lutamos pelo que é nosso por direito, jamais abriremos mão de um benefício que é um bem para nossa família.Ela sempre com a sua tesoura na mão, um absurdo, 50% do tiket, ridículo e vergonhoso. NESTLÉ NÓS TRABALHAMOS, MERECEMOS SER RECONHECIDOS.
Carlos Pinto em Sexta, 04 Setembro 2020 08:37

É lamentável o que a gigante Nestlé vem fazendo com seus funcionários, ao invés de ir para mesa e fazer proposta que possa atender aos anseios da categoria vem propondo retirar alimentação da mesa de quem produz sua riqueza, chega a ser desumano, ainda mais em uma época de pandemia onde seus trabalhadores precisavam ser acolhidos e reconhecidos pelo bom trabalho e alta produção que tem sido feito dentro da fábrica.

É lamentável o que a gigante Nestlé vem fazendo com seus funcionários, ao invés de ir para mesa e fazer proposta que possa atender aos anseios da categoria vem propondo retirar alimentação da mesa de quem produz sua riqueza, chega a ser desumano, ainda mais em uma época de pandemia onde seus trabalhadores precisavam ser acolhidos e reconhecidos pelo bom trabalho e alta produção que tem sido feito dentro da fábrica.
Angela em Sexta, 04 Setembro 2020 10:15

Como pode a Nestlé querer cortar a metade do nosso tict ? As coisas no supermercado está cada dia mais cara,isso é um absurdo,uma empresa que cada dia produz mais,estamos trabalhando a todo vapor, trabalhadores fazendo hora extra,mesmo diante a uma pandemia os trabalho continua, então cadê o reconhecimento que diz a Nestlé ter com seus funcionários?

Como pode a Nestlé querer cortar a metade do nosso tict ? As coisas no supermercado está cada dia mais cara,isso é um absurdo,uma empresa que cada dia produz mais,estamos trabalhando a todo vapor, trabalhadores fazendo hora extra,mesmo diante a uma pandemia os trabalho continua, então cadê o reconhecimento que diz a Nestlé ter com seus funcionários?
Lenerson Dourado de Araújo em Sexta, 04 Setembro 2020 15:46

A Nestlê/Garoto està pregando o "Quanto pior,melhor".È um absurdo neste momento de grande dificuldade querer tirar os direitos adquiridos atravès de muita luta de seus colaboradores.A empresa nāo parou sua produção nem um dia nesta pandemia.O que entāo justifica querer diminuir o valor do ticket que jà nāo è suficiente e acabar com o PL que è uma das conquistas dos trabalhadores?

A Nestlê/Garoto està pregando o "Quanto pior,melhor".È um absurdo neste momento de grande dificuldade querer tirar os direitos adquiridos atravès de muita luta de seus colaboradores.A empresa nāo parou sua produção nem um dia nesta pandemia.O que entāo justifica querer diminuir o valor do ticket que jà nāo è suficiente e acabar com o PL que è uma das conquistas dos trabalhadores?
Lula da silva em Sexta, 04 Setembro 2020 23:44

O que ninguem sabe é que a empresa ja fez um corte de 50% o ano passado e está para cortar mais 50% do valor. E manda pessoas embora e manda elea fazerem o trabalho de dois ou tres funxionarios.

O que ninguem sabe é que a empresa ja fez um corte de 50% o ano passado e está para cortar mais 50% do valor. E manda pessoas embora e manda elea fazerem o trabalho de dois ou tres funxionarios.
Carlos Henrique em Sábado, 05 Setembro 2020 06:51

Já fizeram isso com a gente. Trabalho na Nestlé Purina de Ribeirão Preto. Já reduziram tudo pela metade. Fomos pressionados e o sindicato local nem brigou por nós. E fora os puxa saco da empresa jogando a favor dizendo que o motivo era a pandemia. O plr e o ticket alimentação estão pela metade. Convênios também. Já tem muita gente saindo. Procurando melhor qualidade de vida.

Já fizeram isso com a gente. Trabalho na Nestlé Purina de Ribeirão Preto. Já reduziram tudo pela metade. Fomos pressionados e o sindicato local nem brigou por nós. E fora os puxa saco da empresa jogando a favor dizendo que o motivo era a pandemia. O plr e o ticket alimentação estão pela metade. Convênios também. Já tem muita gente saindo. Procurando melhor qualidade de vida.
Linda Morais em Terça, 08 Setembro 2020 19:14

O grupo Nestlé quer confusão, quando traz a indigna proposta de cortar na mesa, o feijão com arroz das famílias trabalhadoras. O ticket alimentação nunca foi uma cortesia dessa empresa, é resultado do suor de quem trabalha duro na fábrica.

O grupo Nestlé quer confusão, quando traz a indigna proposta de cortar na mesa, o feijão com arroz das famílias trabalhadoras. O ticket alimentação nunca foi uma cortesia dessa empresa, é resultado do suor de quem trabalha duro na fábrica.
Jonas Simas em Terça, 08 Setembro 2020 19:15


A multinacional passa a imagem de preocupação com a alimentação do mundo e que vive fazendo o bem. Fazendo o bem a quem? O corte em cerca de 50% do pão da família de quem produz a sua riqueza, apenas por ganância é muita maldade.

"Nest" significa "ninho" em inglês e alemão. A Nestlé idealizou o ninho de pássaros que simboliza uma "fonte de alimentos" Que contradição!

A multinacional passa a imagem de preocupação com a alimentação do mundo e que vive fazendo o bem. Fazendo o bem a quem? O corte em cerca de 50% do pão da família de quem produz a sua riqueza, apenas por ganância é muita maldade. "Nest" significa "ninho" em inglês e alemão. A Nestlé idealizou o ninho de pássaros que simboliza uma "fonte de alimentos" Que contradição!
Visitante
Quinta, 01 Outubro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection