Dólar Comercial: R$ 5,27 • Euro: R$ 6,40
Segunda, 21 Junho 2021

Trabalhadores portuários do Estado participam de ato nacional por vacina

porto_leonardo_sa2 Leonardo Sá
O Sindicato Unificado da Orla Portuária do Espírito Santo (Suport-ES) participará das mobilizações nacionais que reivindicam a vacinação para trabalhadores do setor. Marcados para essa sexta-feira (7), os atos acontecerão em todo o Brasil. No Estado, serão realizados a partir das 7h, em turnos divididos nos terminais da Grande Vitória.

A entidade convocou os trabalhadores a se reunirem às 7h, 13h, 19h e 1h, para elaborar ações em defesa da vacinação contra a Covid-19. Durante uma hora, as atividades portuárias serão paralisadas.

De acordo com o presidente do Suport-ES, Ernani Pereira Pinto, só no Espírito Santo, são quase cinco mil funcionários na área portuária, que mantiveram a atuação durante a pandemia.

"Nós estamos na atividade essencial, não paramos em nenhum momento. Muitos com problemas de saúde, trabalhando. Pessoas com comorbidades retornaram por necessidade. Se nós somos essenciais para o trabalho, também temos que ser essenciais para a rapidez da vacinação", cobrou.

Nessa segunda-feira (3), o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, anunciou que os portuários devem começar a ser vacinados em junho, assim como funcionários das áreas de transporte e aeroportos. A imunização desses grupos de serviços essenciais ocorrerá após a atual fase, de pessoas com comorbidades, deficiência permanente e gestantes e puérperas.

"Devemos chegar em junho com a vacinação plena dos idosos, do grupo de comorbidades, dos profissionais da segurança pública, nos profissionais da Educação, e iniciaremos a vacinação de outras categorias profissionais vinculadas a atividades essenciais que são público-alvo da nova etapa da imunização que deve ser iniciada nos últimos dias de maio e início de junho", afirmou o secretário.

Para Ernani, a previsão deve ser adiantada. "Estamos aguardando essa prioridade desde o início da vacinação. A gente precisa ter essa certeza. Não dá para esperar", defende.

Previsão de doses

A expectativa é que o Espírito Santo receba, ao longo do mês de maio, 600 mil doses de vacinas, somando as doses da Pfizer, as disponibilizadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), assim como a Coronavac e a AstraZeneca.

A vacinação do grupo do público com comorbidades, pessoas com deficiência permanente, gestantes e puérperas foi iniciada nessa segunda-feira (3), dividida em duas etapas.

Nésio afirma que o ritmo de vacinação tem consolidado o Estado como o terceiro local do país com maior proporção de pessoas vacinadas. "[O desempenho] permitirá ao Espírito Santo ser um dos primeiros estados do Brasil a alcançar uma imunidade coletiva, na medida em que as vacinas sejam disponibilizadas ao povo capixaba, por meio do Sistema Único de Saúde", ressaltou.

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 21 Junho 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/