Quinta, 26 Mai 2022

Vitória adia carnaval pra abril e Aracruz cancela a festa

pazolini_escolas_de_samba_leonardo_silveira Foto: Leonardo Silveira
Foto: Leonardo Silveira
Os desfiles das escolas de samba do Carnaval de Vitória 2022 foram adiados para os dias 7, 8 e 9 de abril. No início da noite desta sexta-feira (21) o prefeito da Capital, Lorenzo Pazolini (Republicanos), anunciou a medida, após reunião com os representantes das agremiações. O evento seria realizado nos dias 19, 20, 21 de fevereiro, no Sambão do Povo. 

Conforme divulgado nos canais oficiais da prefeitura, a decisão foi tomada em conjunto com lideranças da Liga Independente das Escolas de Samba do Grupo Especial (Liesge) e levou em consideração o atual agravamento do cenário da pandemia do coronavírus e epidemia da gripe.

"Temos um legado de vacinação graças a um eficaz trabalho realizado pela nossa Secretaria de Saúde e hoje temos a clareza de que não é possível termos na cidade um evento desse porte e colocar em risco tudo o que já foi feito até aqui. Somos a capital da vacina! Vitória sempre esteve no pódio e em respeito e cuidado com a população, isso não vai mudar", afirmou o prefeito. "Mesmo com o adiamento, continuaremos cobrando e mantendo todas as medidas e os cuidados necessários para o combate da pandemia, como a comprovação da vacina e os testes RT-PCR negativos para os participantes", complementou.

Blocos de rua pedem diálogo

As festas de ruas permanecem canceladas, segunda a gestão da capital, em vista da impossibilidade de controle do número de pessoas em desfiles e blocos. Para integrantes da Liga dos Blocos do Centro de Vitória (Blocão), a decisão foi autoritária, pois não levou em consideração o diálogo com os organizadores da festa.

Integrante do Blocão e fundador do Puta Bloco, Carlos Felipe da Penha disse que a Liga se preocupa com os rumos que o Carnaval deste ano está tomando. "Mais uma vez, a pandemia escancara a desigualdade social, dando acesso à folia apenas para aqueles que podem pagar por ela. A não existência de um carnaval regulamentado e com acesso democrático pode ocasionar, assim como no ano novo, a ida da população a rua sem nenhum tipo de proteção sanitária e acabar com a repressão policial em cima desses que não tiveram acesso à folia".

Aracruz cancela a festa

Em Aracruz, no litoral norte do Estado, o Comitê de Monitoramento das Ações de Enfrentamento e de Prevenção aos Efeitos do Coronavírus (Comep-Covid) se reuniu na manhã desta sexta-feira (21), na sede da Prefeitura, e decidiu pelo cancelamento das festividades do Carnaval 2022. A medida visa a proteção da população, principalmente neste momento onde os números de casos estão evoluindo dia após dia após o surgimento e disseminação da variante Ômicron e de casos de gripe (Influenza H3N2). De 1º a 20 de janeiro, o município já tem 2615 casos positivos para o coronavírus.

A secretária de Saúde, Rosiane Scarpatt, disse que a saúde do município está com déficit de profissionais nas unidades de vacinação e testagem. "Cerca de 100 positivaram para covid-19. A pandemia ainda não acabou e é necessário que toda a população tenha consciência de que os cuidados precisam ser redobrados para que não tenhamos uma saúde colapsada. Além disso, o cidadão aracruzense precisa entender a nossa realidade sanitária e respeitar os protocolos. Continuem usando máscara, álcool em gel, higienizem as mãos", disse.

Veja mais notícias sobre Cidades.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 26 Mai 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/