Dólar Comercial: R$ 5,02 • Euro: R$ 6,11
Quarta, 03 Março 2021

A enfermeira e a vacina

Em caso recente, a imprensa capixaba acompanhou declarações de uma enfermeira sobre tomar vacina contra a Covid-19. É de bom alvitre saber que o mundo todo luta contra esse vírus, que mata e a ciência não consegue ainda lidar com ele, o que tenta agora, com as vacinas.

A vacina evita proliferação do vírus, para que um dia, acuado, seja estudado e tratado. A ciência ainda não sabe lidar com aqueles que tiveram o vírus e saíram ilesos, porém com sequelas. São essas sequelas que ainda são para serem estudadas.

A enfermeira de Vitória disse que é para desconfiar de uma doença que nasceu na China (Whuam), sendo agora a China fabricante da vacina para vender. Tipo, coisa criada. E os Estados Unidos fazem a mesma coisa? Reino Unido, Índia, Alemanha, o próprio Brasil. Todos criaram uma doença para vender vacinas? Milhões já morreram.

Olha o que uma enfermeira, formada, lidando com mortes, disse: "que tomou a vacina 'por conta de querer viajar, e não para me sentir mais segura. Uma vacina que dá 50% de segurança para mim não é uma vacina. Tomei foi água". É muita inconsequência!

Essa enfermeira atende na Santa Casa de Vitória e não tem aspecto de atender pacientes em leitos e sim trabalhar mais administrativamente, preparando receitas, etc.
Será que a referida enfermeira não pensou na repercussão negativa que dariam suas declarações? Não pensou nisso ou quis ser solidária, conscientemente, com o presidente Bolsonaro e seus atos e declarações contra a vacina? Segundo a imprensa, a enfermeira é bolsonarista.

O caso foi revoltante, embora cada um fale o que quiser em um país democrático. Mas usar a liberdade de expressão, condenando algo que é motivo de salvamento humano, isso não é liberdade de expressão, e sim libertinagem de palavras.

ACESSE
http://jrm50anos.blogspot.com.br/

ACESSE TRADUÇÃO JRM YOUTUBE
Série Versões Faladas – Adrian Gurvitz - Classic
https://www.youtube.com/watch?v=c3ihk5S4sCk&t=41s

MENSAGEM FINAL
Na vida pública, aprendemos que se pode ouvir tanto as palavras como o silêncio. José Serra

Veja mais notícias sobre Colunas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 03 Março 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection