Sábado, 25 Junho 2022

​Algumas propagandas

Para quem presta atenção nas propagandas de TV ou no rádio, deve ter notado uma queda de criação ou talento. Algumas peças, acho eu, são elaboradas pelo pessoal de criação recém-formado ou que tem uma concepção de modernismo quando criam, comum na geração de hoje.

São comerciais desprovidos de emoção (que toca, marca e vende) e quase sem conteúdo de convencimento. O bom comercial é aquele que você vê e memoriza quem ele representa, seja instituição ou produto.

Uns tempos recentes, acharam que a figura de Galvão Bueno vendia alguma coisa. Havia uns três comerciais dele no mercado e são difíceis de saber que marcas representam. O Galvão é a própria rejeição de imagem na TV brasileira. Por isso vai sair de cena.

Aqui no Estado, tem sido veiculado um comercial da empresa de construção e venda Morada. Deve vender bem, pois até agora não a retiraram do ar. É aquele pássaro verde sem noção, gigante, andando e falando. Sinceramente, tem hora que me pego embasbacado com o anúncio. Atinge o objetivo.

Para quem acompanha o esporte, deve estar de saco cheio com os comerciais da SportingBet. Nossa, devem gastar uma grana de veiculação! São nos canais abertos e fechados, incessantemente. Seguem à risca o que é ser propaganda.

Outra que dá overdose de veiculação é a 123 Milhas. Dá até vontade de não sair de casa para viajar. Tanto a SportingBet e a 123Milhas tiveram a sorte de diversificar seus comerciais, senão o pessoal iria jogar pedra no aparelho de TV. Ou parecem que viraram sócios dos canais.

Esqueci dos colchões Quality e Ema. É de perder o sono vendo-as.

PARABÓLICAS

Otávio Lara, um dos mais completos profissionais do rádio, agora virou pregador e cantor em São Paulo.

A TV Gazeta tem um (ou tinha) programa sobre churrasco apresentado aos sábados bem cedinho. Estranho ver aquela carne toda tão cedo na hora do café.

Antes da pandemia, rolou uma propaganda dizendo que a população confiava 81% nos médicos. E agora, será quanto, uns 100%?

A Vivo deveria ter um canal de rádio, misturando música com suas informações, que são muitas. É só não errar como a Oi, que teve uma radio e depois fechou.

ACESSE
http://jrm50anos.blogspot.com.br/
O rádio do ES na visão de JRM

ACESSE: TRADUÇÃO JRM YOUTUBE
Gloria Estefan - Reach
https://www.youtube.com/watch?v=D318FDNGIdY

MENSAGEM FINAL
As pessoas não param de confundir com notícias o que leem nos sites especializados. A. J. Liebling

Veja mais notícias sobre Colunas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 26 Junho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/