Dólar Comercial: R$ 5,02 • Euro: R$ 6,11
Quarta, 27 Janeiro 2021

Análise segundo turno

O segundo turno aqui na Capital, entre João Coser (PT) e Lorenzo Pazolini (Republicanos), vai ser uma verdadeira prova de fogo, tanto para os candidatos e seus apoiadores diretos, como para os eleitores que voltam às urnas no próximo domingo (20).

Isso porque tem alguns motivos a serem analisados. Na televisão, a campanha política do primeiro turno deixou claro o combate do candidato Fabrício Gandini (Cidadania), apoiado pelo atual prefeito de Vitória, Luciano Rezende (Cidadania), e porque não dizer também do governador Renato Casagrande, contra Pazolini. Foi muito direto.

Já na "dele", Coser, em sua campanha, só lembrou seu passado como prefeito. Agora, nesse segundo turno decisivo, aparece o ponto de interrogação na cabeça das pessoas, dos eleitores.

Os eleitores de Gandini, por exemplo, o que eles farão? Será que aquela máxima de "PT nunca mais" acabou? Será que alguns ou muitos eleitores de Gandini, do Capitão Assumção (Patri), do Sérgio Sá (PSB) e até do Mazinho (PSD) migrarão para PT de Coser? Mazinho já disse que ficará neutro.

Será que o delegado virará herói lutando sozinho, sem apoio? Ele já botou seu bloco na rua, um trio elétrico potente. Isto já estamos vivenciando neste curto tempo de campanha de segundo turno.

Até o dia que precede a votação, vai ter muito mimimi, vai passar muita água debaixo da ponte, muito conchavo político, mas também muita conversa fiada.

Mas pode acontecer o que é muito comum na política, de os candidatos perdedores liberarem seus eleitores para votar em quem quiser.

Só que esse "quem quiser" traz o peso político do PT em Coser, apesar do partido ter perdido as forças; e a "imaturidade" política do delegado Pazolini, que no fim conta com alguns bons amigos no apoio.

Para Pazolini, vai ser um verdadeiro e definitivo teste na vida política. Para Coser, nem tanto. Vamos ver no que dá!

PARABÓLICAS

Sueli, esse é o nome da mulher que manda e desmanda prender em São Mateus. É uma radialista de responsa.

Fernando Carreiro estreou com sua empresa de marketing político assessorando alguns políticos nessas eleições.

O nosso Jorge Bubu Buery continua com sua coluna no ESHoje. Faz um resumo muito profissional do esporte amador e profissional

Parece que o técnico Marcos Som, discípulo de ZePlay, vai atravessar a ponte sempre quando precisar...

ACESSE
http://jrm50anos.blogspot.com.br/

ACESSE TRADUÇÃO JRM YOUTUBE
Bread – Make It with You
https://www.youtube.com/watch?v=VLe5ul7GOWE

MENSAGEM FINAL
Sem a teoria, a prática nada mais é que a rotina dada pelo hábito. Louis Pasteur

Veja mais notícias sobre Colunas.

Veja também:

 

Comentários: 1

João Luiz Teixeira Santos em Terça, 24 Novembro 2020 10:15

É muito difícil imaginar eleitores do Assunção, que são de extrema direita, votando em Coser.
Mas temos visto eleitores de Gandini e de Sérgio se manifestando no sentido de voltar no João .
Em intensidade bem menor o mesmo deve acontecer com eleitores de Mazinho.
Quanto a candidatos eliminados no primeiro turno "liberarem" seus eleitores, isso aí não e relevante pois o grosso dos eleitores não levam em consideração.
Tudo indica que será um segundo turno muito disputado com briga voto a voto.

É muito difícil imaginar eleitores do Assunção, que são de extrema direita, votando em Coser. Mas temos visto eleitores de Gandini e de Sérgio se manifestando no sentido de voltar no João . Em intensidade bem menor o mesmo deve acontecer com eleitores de Mazinho. Quanto a candidatos eliminados no primeiro turno "liberarem" seus eleitores, isso aí não e relevante pois o grosso dos eleitores não levam em consideração. Tudo indica que será um segundo turno muito disputado com briga voto a voto.
Visitante
Quarta, 27 Janeiro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection