Domingo, 14 Agosto 2022

As ideias-forças a serem utilizadas em 2022

Neste novo ciclo que se reinicia é necessário que cada cidadão e cidadã esteja consciente de suas ações. Utilizando como referência a nossa língua portuguesa, que unifica todos os brasileiros e nos ensina que, todas as ideias expressas numa oração são presididas por um SUJEITO, então vamos utilizar todos os meios possíveis para que cada cidadão e cidadã, hoje e sempre, sejam sujeitos em nossa sociedade e não sejam OBJETOS de nenhum mal-intencionado.

Para sermos atores principais nos cenários da sociedade em que vivemos, precisamos nos assumir como sujeitos, porque é ele que realiza as ações e as pessoas sempre se referem a algum sujeito tornando este o elemento principal de toda ação, observando que é sempre o sujeito que determina a ação e se relaciona com as outras ideias e é importante que possamos ser sempre um sujeito determinado, em seus objetivos e projetos de curto, médio e longo prazo.

Em 2022 vamos evitar utilizar adjetivos qualificativos, aqueles que tratam das qualidades dos seres, que atribuem características quase sempre individuais, sendo que para alcançar nossos objetivos e realizar nossos projetos precisamos qualificar sempre o interesse coletivo da maioria democrática, buscando uma melhor interpretação das nossas necessidades individuais, porque são legítimas, mas principalmente das necessidades coletivas porque é assim que queremos fazer funcionar nossa sociedade.

Alguns verbos serão necessários serem utilizados no próximo ano, porque é por meio deles que expressamos nossas ações, nossos desejos. Quanto ao tempo, devemos lembrar sempre do passado como nossa referência, mas termos a clareza que não governamos mais o passado, só temos governabilidade sobre o presente e a certeza de que o nosso futuro ainda não existe, mas ele será o resultado das ações que presidirmos, como sujeitos agora no nosso presente.

Devemos agir no presente para construir o futuro que precisamos, merecemos e só será construído por nós, com nossas ações de cidadania e participação efetiva na vida social, política e econômica da nossa sociedade, identificando-nos com os nossos iguais em necessidades e interesses, dentro de um projeto para o nosso país que enfrente as desigualdades e injustiças do presente e aponte para um futuro de bem-estar para nós e para os nossos iguais em projetos e batalhas.

Seguindo a ideia de uma das maiores referências mundiais para os educadores do povo, reconhecido internacionalmente, Paulo Freire (1921-1997), patrono da Educação Brasileira e autor da "Pedagogia do Oprimido", conhecido pelo método de alfabetização de adultos, que leva seu nome e que foi utilizado em vários países para enfrentar o problema do analfabetismo. Segundo Freire, o verbo que melhor expressa a nossa ideia e a nossa força, na construção da sociedade que queremos e que traz a ideia que alimenta nossa vontade de viver, acreditando que é possível construir um país justo, mais igual, democrático e que inclua todos nas políticas públicas e no orçamento público de nosso país é ESPERANÇAR, que é esperança sim, mas não de esperar, é de agir, de resistir, de levantar, de não desistir jamais, de olhar pra frente, de se identificar com os seus e se juntar aos iguais e acreditar que é possível construir um outro mundo melhor, mais democrático, participativo, onde haja respeito aos seres humanos em suas desigualdades, à natureza com sua grande biodiversidade, aos animais, à vida em nosso planeta.

Seja bem-vindo 2022! Que neste processo político que é permanente, nossos cidadãos e cidadãs sejam atores principais em contínuo movimento, neste cenário que nos oferece uma excelente oportunidade de fazer escolhas, de lideranças e de projetos segundo nossos desejos, interesses e necessidades.

Que em 2022, sejamos sujeitos de nossas ações, de nossas vidas para fazer as melhores escolhas entre os projetos apresentados e as lideranças com as melhores condições de executá-los nesta atual conjuntura, para levar adiante as propostas de uma sociedade que nos represente, na democracia, na igualdade, na justiça, no enfrentamento da fome, da miséria, do desemprego em busca de um bem-estar coletivo.

Veja mais notícias sobre Colunas.

Veja também:

 

Comentários: 2

José Carlos em Sexta, 31 Dezembro 2021 16:29

Quero neste dia 31 desejar ao jornal Século Diário e sua equipe um feliz 2022 e que continuem firmes neste propósito de informar e trazer reflexões necessárias para nossa sociedade, por meio de colunistas e jornalistas comprometidos com o fortalecimento da nossa democracia. Que continuemos firmes e resistentes nas batalhas por um Brasil melhor para todos. Abraços e um feliz 2022.

Quero neste dia 31 desejar ao jornal Século Diário e sua equipe um feliz 2022 e que continuem firmes neste propósito de informar e trazer reflexões necessárias para nossa sociedade, por meio de colunistas e jornalistas comprometidos com o fortalecimento da nossa democracia. Que continuemos firmes e resistentes nas batalhas por um Brasil melhor para todos. Abraços e um feliz 2022.
LILIAN CHAGAS BARBOSA PIGATTI em Sábado, 01 Janeiro 2022 19:25

Boa reflexão para podermos iniciar 2022 com a certeza que temos que ser sujeitos de nossas ações e estarmos conscientes sobre a importância de participarmos e defendermos a nossa Democracia.
Bom 2022!

Boa reflexão para podermos iniciar 2022 com a certeza que temos que ser sujeitos de nossas ações e estarmos conscientes sobre a importância de participarmos e defendermos a nossa Democracia. Bom 2022!
Visitante
Domingo, 14 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/