Dólar Comercial: R$ 5,02 • Euro: R$ 6,11
Terça, 26 Janeiro 2021

Cabo de guerra

O próximo presidente da Assembleia Legislativa dependerá do resultado da eleição deste ano. Se o ex-governador Paulo Hartung (PMDB) avançar muito, terá condições de opinar, o que favorece a reeleição de Theodorico Ferraço (DEM/foto à esquerda), hoje seu principal aliado. Caso contrário, vai prevalecer a decisão do governador Renato Casagrande, que já sinalizou sua preferência: o deputado estadual Roberto Carlos (PT). O afastamento das possibilidades do líder do governo, Sérgio Borges (PMDB), não basta para garantir a Ferraço a permanência na cadeira. O nome de Roberto Carlos circula nos corredores do Palácio e tem ressonância na Assembleia, além de passar bem pelo próprio Ferraço. O presidente da Casa não tem como se voltar contra Roberto Carlos, seu companheiro de Mesa Diretora e a quem habitualmente tece elogios. O petista seria, portanto, o candidato da harmonia. Mas bater o martelo mesmo somente depois da disputa. Leva quem ganhar no teste de força. 

 

 
Merecido
Os deputados estaduais do PV Gildevan Fernandes e Sandro Locutor devem ter se encolhido na cadeira ao tomarem um “puxão de orelha” do jornalista e ex-deputado federal Fernando Gabeira, em evento na Assembleia, convocando o partido no Estado a assumir a bandeira ambiental. É bom lembrar aos dois a proposta do PV, pois nunca souberam. 
 
Merecido II
Locutor ainda tem alguma coisa na área relacionada ao seu nome, já que ganhou de presente a presidência da Comissão de Meio Ambiente. E só, até hoje não fez absolutamente nada de importante. Gildevan nem isso - aliás, ele sabe o que é meio ambiente? 
 
Estranhou
Gabeira retorna ao Estado na próxima segunda-feira (17), para fazer um documentário sobre o museu ÁfricaBrasil, idealizado pelo historiador Maciel de Aguiar. Engajado também às questões culturais, ele não entende como o governo do Estado não investe para colocar o espaço em funcionamento. Sem apoio aqui, o museu pode ir para o Rio de Janeiro ou Salvador. De fato, não entra na cabeça. 
 
Sinal verde
Iriny Lopes (PT) e Audifax Barcelos (PSB), candidatos à prefeitura de Vitória e Serra, respectivamente, receberam cartão verde na classificação feita pela SOS Mata Atlântica, que alerta os eleitores sobre os parlamentares que votaram contra as florestas, em referência ao Código Florestal. Significa dizer que, em todas as oportunidades, votaram na melhor opção (ou menos ruim). 
 
Segue...
Na votação decisiva da matéria, em abril deste ano, Iriny e Audifax votaram contra o texto do relator Paulo Piau (PMDB-MG), que defendia os interesses ruralistas. Junto com eles, apenas Paulo Foletto (PSB) e César Colnago (PSDB).  Os outros seis da bancada capixaba fizeram coro à degradação e à demanda do agronegócio. Se fossem candidatos este ano, levariam cartão vermelho. Sem sombra de dúvida. 
 
Cortina de fumaça
O prefeito de Linhares (norte do Estado), Guerino Zanon (PMDB), que sempre foi contra a Faceli, resolveu reformar a sede da instituição este ano, de olho na sua campanha à reeleição. Mas a situação da instituição continua de mal a pior, como denuncia vídeo que circula na internet, com o título “A Faceli era assim (+) e agora ficou assim (-)”. Ou seja, Zanon apenas deu um jeitinho de última hora para minimizar o bombardeio pra cima dele e mostrar serviço.  
 
Cortina de fumaça II
Além do sucateamento, estudantes apontam redução à metade das vagas aos cursos de graduação da faculdade municipal e ainda extinção de outros cursos como pós-graduação, idiomas e informática. O prefeito, como se sabe, é empresário do setor e manteve a Faceli fechada por muito tempo, contrariando própria promessa de campanha. Resolveu fazer as pazes logo em ano eleitoral. Coincidência, não?
 
Contradição
O Estado ainda tem muito que avançar na questão da mobilidade urbana, incentivando o uso das bicicletas. O governo anunciou ciclovias ligando os municípios da Grande Vitória, mas os prédios públicos não dispõem de estrutura para tal. Nem os antigos, nem os novos. Fernando Braga, leitor da coluna, pontua um exemplo: o Fórum de Vila Velha. Ao chegar lá de bicicleta, foi orientado a prendê-la na grade. Um brinde à desordem urbana. 
 
140 toques
“Podemos ousar mais na redução da tarifa de energia. Ainda estamos bem acima da média mundial”. (Senador Ricardo Ferraço – PMDB – no Twitter).
 
PENSAMENTO:
“A política é uma guerra sem derramamento de sangue, e a guerra uma política com derramamento de sangue”. Mao Tse-Tung

Veja mais notícias sobre Colunas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 26 Janeiro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection