Sexta, 24 Setembro 2021

​Cidadania e boa política

Nossa participação determina as ações políticas na sociedade, pois somos seres humanos, portanto sociáveis, precisamos dos grupos para sobreviver, daí a importância das instituições e grupos organizados para facilitar o nosso bem viver.

Cada grupo de pessoas, seja família, igreja, escola, trabalho e etc., tem seus interesses específicos, e cada indivíduo do grupo deve defendê-lo na busca de uma vida de bem-estar para todos.

Em primeira e última instância, a política é a defesa de interesses. Primeiro de viver, depois das condições de vida: alimentar, trabalhar, estudar, ter saúde, lazer, cultura, paz e alegria, enfim, nosso objetivo deve ser o de discutir o poder na sociedade, conduzir a economia, a forma de produzir a riqueza e a melhor forma de distribuir a riqueza produzida por todos.

Das cavernas até os dias de hoje, experimentamos diversas formas de exercício do poder, desde impérios autoritários até as repúblicas democráticas. Em todas as formas de exercício do poder, sempre há tensões entre os diversos interesses existentes na sociedade. Nessas disputas, cada cidadão tem o dever de se reconhecer como sendo parte dessa sociedade, com seus legítimos interesses, e tomar posição para defendê-los, pois em todas as sociedades, o poder não lhe é entregue de mão beijada, o poder precisa ser conquistado e defendido.

O poder pode ser definido como habilidades e meios para defender seus interesses, mesmo havendo resistência de alguma parte da sociedade. O poder é exercido, pelo Estado, inclusive com uso da força armada, pelos setores econômicos e pela sociedade organizada em suas instituições.

O poder sempre parte de um grupo, num certo comando, com seus interesses, buscando convencer a todos de sua legitimidade e que assim ficará melhor para toda a sociedade. O exercício do poder simbólico, um poder invisível, é realizado com a cumplicidade daqueles que não serão beneficiados, mas que se submetem a quem está exercendo este poder e sofrem suas consequências.

A busca do poder é constante na sociedade, onde indivíduos de todos os grupos utilizam de suas habilidades e meios para convencer pessoas, para que abram mão de seus interesses e contribuam para que outros consigam atingir suas metas e objetivos.

Defender seus interesses é legítimo, e cada cidadão precisa se reconhecer no seu grupo, identificar-se com quem tem os mesmos interesses que os seus, e participar de suas instituições com seus iguais, pois na sociedade, e, portanto na política, não há espaço vazio. Ou você ocupa seu lugar e defende sua vida, suas condições de bem viver, ou outro alguém vai lá, ocupa o espaço e defende os interesses que melhor lhe convier.

Veja mais notícias sobre Colunas.

Veja também:

 

Comentários: 1

Lilian Chagas Barbosa Pigatti em Quinta, 26 Agosto 2021 09:19

Os cidadãos precisam compreender a importância do VOTO. E saber que o VOTO que define nossas vidas em quanto sociedade é do Deputado Federal, que elabora as Leis, que a sociedade seguirá. A escolha de Deputados que defendam o interesse de TRABALHADOR@S é fundamental para fortalecer as Políticas Públicas de Estado. Os banqueiros, empresários, o agro negócio já escolheu os deles, cabe a NÓS escolhermos muito mais dos nossos. 2022 vem ai! E hora da escolha.

Os cidadãos precisam compreender a importância do VOTO. E saber que o VOTO que define nossas vidas em quanto sociedade é do Deputado Federal, que elabora as Leis, que a sociedade seguirá. A escolha de Deputados que defendam o interesse de TRABALHADOR@S é fundamental para fortalecer as Políticas Públicas de Estado. Os banqueiros, empresários, o agro negócio já escolheu os deles, cabe a NÓS escolhermos muito mais dos nossos. 2022 vem ai! E hora da escolha.
Visitante
Sexta, 24 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/