Sábado, 27 Novembro 2021

Como e quando você quiser

Acredite quem quiser, houve um tempo sem internet, sem telefone que fala de qualquer lugar, sem fio e sem fita. Filme que você assiste como e quando quiser, sem rebobinar. A lista de super maravilhas é longa, e nem tem tanto tempo assim que invadiram nossas vidas. Parece filme de ficção científica, ou o futuro chegou e a gente nem percebeu. Sem essas coisinhas sem as quais os mais jovens não viveriam, a moda eram os chamados ditos populares - todo mundo sabia, conhecia, repetia.

*

Para toda e qualquer ocasião, em boa ou má situação, o ditado poderia não resolver, mas consolava. Ou esticava o assunto. Quem ri por último ri melhor, alegria de pobre dura pouco, os últimos serão os primeiros. Hoje servem apenas para desafio mental: Quem ri por último não entendeu a piada, alegria de pobre não existe, os últimos serão os derradeiros. As mentiras mais repetidas na internet: Dinheiro não traz felicidade, Só bebo socialmente, Pago assim que…Jamais esquecerei...Prazer em te conhecer, Liguei mas não atendeu…

*

Tem gente que vive no passado - o celular só serve pra controlar a vida da gente, TV a cabo provoca briga entre as crianças, Internet tá cheia de hackers e pedófilos. Ana Amália deveria ligar para a prima avisando que não ia emprestar o dinheiro solicitado. Não ligou, mas tentou remediar, Liguei várias vezes, ninguém atendeu. Se ligasse as chamadas estariam aqui no meu celular. Como assim? Liguei do fixo, não tenho celular. Se emprestasse o valor solicitado, a prima não pagaria e elas seriam inimigas para sempre. Hoje são inimigas para sempre, mas Aninha não perdeu dinheiro na transação. Quando a acusam, informa: Quem dá aos pobres acaba pobre também.

*

Quem tem boca vai a Roma. O sonho de Laura Lentil era conhecer a Cidade Eterna. Trabalhou horas extras, fez economias e passou apertos, juntando os centavos até se aposentar e poder realizar o grande sonho de sua vida. Na idade da aposentadoria o sonho seria realizado pela metade: ir a Roma, sim, mas fisgar o Marcello Mastroianni só mesmo com a intervenção de uma daquelas deusas do Olimpo - que ela supunha ficar ali pertinho da Via Ápia.

*

Existe estraga-prazeres pior do que dentista? Laura vai ao gabinete dentário do Dr. Jerola e ele nem pergunta se ela está preparada para as más notícias, vai logo avisando - Vamos ter que arrancar tudo… aconselho um implante. Quanto vai ficar isso, doutor? Coincidentemente…Laura passou noites insones, decidindo - Vou a Roma sem dentes ou mantenho os dentes e perco Roma? Por isso que ela sempre repete, Quem tem boca vai ao dentista. Se sobrar alguma coisa, dá pra ir comer um bife acebolado na Churrascaria Romana, ali na esquina.

*

O Dr. Jerola estava de namoro firme com Anabella, já pensando em casamento e muitos filhos com dentes perfeitos. Eis que aparece o Helder Horrendo, e os planos do dentista descem pelo sugador do consultório. Mas nada como um dia depois do outro, e como quem tem boca vai ao dentista, o Horrendo acaba na cadeira do Jerola, que manipula um motor como ninguém. Maltratou o quanto pôde, arrancou dentes sadios, e mandou o cliente de volta pros braços da Anabella com as crateras abertas. Não recuperou a amada, mas explicou, O importante não é vencer, mas fazer o outro perder.

Veja mais notícias sobre Colunas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 27 Novembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/