Sexta, 19 Agosto 2022

Democracia, cidadania e a vida cotidiana

Fortalecer nossa frágil democracia e exercer nossos direitos sociais, econômicos e políticos vivendo em comunidade não é tarefa fácil, é um processo de aprendizado ao longo da nossa história, individual e coletiva, em que conquistar, manter e ampliar o bem-estar pessoal e coletivo são nossas tarefas que precisam sempre caminhar juntas, com todas suas contradições, limites e potenciais.

O exercício da cidadania deve expressar um conjunto de possibilidades de participar ativamente da vida de nosso povo e de seu governo, contribuindo como sujeito nas tomadas de decisões, e não sendo apenas objetos dessas decisões.

Ser cidadão e sujeito de direitos é ser consciente de seus direitos à vida, à liberdade, à igualdade de oportunidades. É ser tratado com igualdade, respeitadas as diferenças entre os seres.

Nos dias atuais, a cidadania pressupõe o respeito e o cumprimento, no mínimo, do que estabelece a Constituição Brasileira (CF/88) e a nossa luta pela ampliação do bem-estar individual e coletivo de nosso povo.

Dentre os direitos humanos, o principal e mais importante é o direito à vida, e nossa vida com qualidade necessita de boa água e alimentação, trabalho digno, descanso e lazer, para recuperarmos nossas forças e vivermos com saúde e bem-estar.

Atualmente, para termos vida digna e com qualidade, precisamos defender a preservação do meio ambiente, para que possamos usufruir de um ambiente equilibrado, que preserve a vida humana e de todos os seres que convivem conosco.

A ONU reconheceu que o meio ambiente limpo, saudável e sustentável é um direito humano, um direito que garante a preservação da vida de todos os seres em nosso planeta. Essa Organização, em suas resoluções, afirma que o impacto das alterações climáticas, com a utilização insustentável dos recursos naturais de nosso planeta, a poluição do ar, do mar, dos rios e de áreas terrestres, impede que aproveitemos um ambiente saudável, seguro e sustentável. A prática poluidora impede que os seres humanos possam usufruir de um meio ambiente seguro e limpo e provocamos danos ao nosso meio ambiente que prejudicam todos os seres direta e indiretamente no seu direito fundamental, o direito à vida.

Como cidadãos, temos a necessidade individual e coletiva de respeitar o meio onde vivemos, porque devemos defender um meio ambiente equilibrado e a necessidade de incluir o respeito à natureza como exigência da nossa luta cidadã na luta por direitos humanos. Conforme estabelece a nossa Constituição Federal Brasileira de 1988, em seu artigo 225, o meio ambiente é bem de uso comum, assegurando a todos o direito ao meio ambiente equilibrado, impondo também à coletividade o dever de proteger e resguardar para as presentes e futuras gerações, garantindo que um meio ambiente ecologicamente equilibrado é direito de todo brasileiro.

Numa sociedade democrática, a cidadania é sempre um processo permanente de construção da nossa humanidade, em que as garantias individuais e coletivas incluem o bem-estar em um ambiente equilibrado, com a manutenção e preservação de todo tipo de vida.

Cada cidadão deve cuidar de seu local de moradia, de sua área de convivência, da destinação dos resíduos que produz, para não gerar insetos e outros animais inconvenientes, a nós e aos nossos vizinhos, cuidando da limpeza e da higiene como um ato de cidadania com responsabilidade, preservando a saúde pública, que também é direito de todos.

Na vida coletiva, em sociedade, dividimos o nosso ambiente com outros seres humanos e com outros seres vivos, que necessitam do equilíbrio ambiental para a preservação da vida, a nossa e a deles, que se interligam no único planeta habitável que até hoje conhecemos.

A cidadania democrática, como queremos e merecemos, requer algumas regras de respeito para a harmonia entre a vida na natureza e a vida em sociedade organizada, com equilíbrio e preservação da nossa morada comum, o planeta Terra.

Nossa complexa e bela sociedade, para uma vivência equilibrada no respeito aos direitos individuais e coletivos, exige de nós, humanos conscientes de nossa realidade, a contribuição de cada cidadão e cidadã na preservação e o respeito à vida, em todas suas formas. Portanto, cidadania pressupõe também o dever de preservar e proteger nosso planeta com as vidas existentes nele, com um meio ambiente equilibrado, garantindo a qualidade da vida que nele existem.

O sentido de cidadania varia de acordo com as necessidades da nossa sociedade, atualizadas com as lutas de cada tempo e de cada lugar, por isso, a prática da cidadania se altera com as condições de vida e as necessidades de cada povo em cada momento.

Atualmente, a cidadania requer a proteção e integração do cidadão com o seu meio ambiente com a consciência, que só os humanos podem ter, de que as atitudes individuais afetam toda a população que integra nossa sociedade, além de afetar todas as formas de vida do nosso planeta terra.

Os seres humanos constituem o centro das preocupações relacionadas com o desenvolvimento sustentável. Têm o direito a uma vida saudável e produtiva, em harmonia com o meio ambiente.

A democracia e cidadania na nossa vida cotidiana atual exigem de nós escolhas conscientes, em que o ser humano deve ser o centro das preocupações, com a qualidade de uma vida saudável em uma sociedade sustentável e por uma cidadania consciente, com a responsabilidade de proteger o meio ambiente onde vivemos, a nossa casa, o nosso planeta mãe terra, para nós e para as futuras gerações.

Veja mais notícias sobre Colunas.

Veja também:

 

Comentários: 5

José Carlos em Sexta, 03 Dezembro 2021 21:18

Parabéns Século Diário e o colunista Caetano Roque pela reflexão, pois cidadania se faz com a defesa de direitos e a preservação da vida e do meio ambiente são direitos fundamentais do ser humano.

Parabéns Século Diário e o colunista Caetano Roque pela reflexão, pois cidadania se faz com a defesa de direitos e a preservação da vida e do meio ambiente são direitos fundamentais do ser humano.
J. Pedro em Sexta, 03 Dezembro 2021 22:16

Excelente reflexão sobre cidadania.
Parabéns ao Caetano.

Excelente reflexão sobre cidadania. Parabéns ao Caetano.
Karol Engellender em Sexta, 03 Dezembro 2021 22:57

Oi primo ficou toooooop viu ❤️❤️❤️❤️❤️❤️Parabéns aos todos envolvidos

Oi primo ficou toooooop viu ❤️❤️❤️❤️❤️❤️Parabéns aos todos envolvidos
André em Sexta, 03 Dezembro 2021 23:07

Parabéns pela reflexão

Parabéns pela reflexão
Marquinhos em Sábado, 04 Dezembro 2021 10:19

Parabéns aos autores pelo lindo artigo!

Parabéns aos autores pelo lindo artigo!
Visitante
Sexta, 19 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/