Sábado, 04 Dezembro 2021

Globo remodelada e perdida

Em comunicação televisiva, muitas coisas duvidosas sobre a Globo. Começou tendo que reproduzir suas novelas por causa da pandemia. Isso fez com que não renovasse vários contratos de artistas consagrados, porém já velhos de trabalho e idade. Parece que depositou todas as suas fichas no GloboPlay.

Por sorte ou competência, o Leo Batista vai ficando, sempre nos programas esportivos da casa. Uma curiosidade: pensava-se que iriam aposentar Galvão Bueno. Este sim mais que merecia deixar de transmitir esportes, porque é chato. Mas ele está aí, para sorte do outro canal da Globo (SporTV) quando transmite o mesmo jogo. Vai todo mundo pra lá.

Das novelas e programas esportivos, passaram para os programas de entretenimento. Afastaram o Faustão depois de anos a fio no domingo à tarde. Colocaram Luciano Huck (aquele dublê de político) para fazer o Domingão, mas está sem garra, sem graça, sem elã.

No seu lugar aos sábados, piorou com o programa bem diferente comandado por Marcos Mion, da escola MTV. Não sabemos se está muito cedo para avaliar, se os cenários estão fracos ou se atuações dele e de Huck deixam a desejar, ou ainda, se são os quadros.

O Thiago Leifer, depois de provar que é melhor que eles todos, sem reconhecimento da empresa, pediu o boné e foi embora descansar a cabeça confusa. O mesmo fez a atriz e modelo Camila Queiroz.

Só o jornalismo foi preservado, a exemplo das "múmias" Glória Maria e Sandra Anemberg apresentando o Globo Repórter. Coitado do criador do programa, Sérgio Chapelin. Na realidade, o jornalismo da Record é concorrente forte.

A Globo deixou de transmitir alguns torneios de futebol importantes. Perdeu a hegemonia. Fez tanta bobagem no esporte, que tem domingo que transmite jogos da Série B do Brasileirão, enquanto os times top jogam sem transmissão. Perdeu a Fórmula 1, e em outro campo faz uma campanha aberta contra o governo federal.

Como em alguns veículos, só fala de vacina. Tudo bem que é o assunto da vez, mas existem outras coisas importantes acontecendo.

Muitas das reportagens do JN são grandes e chatas. Os olhos já cansaram também de Bonner e Vasconcelos, apesar de serem bons.

A emissora tenta se reinventar. Agora deslocam o bom Tadeu Schmidt para o BBB, do mimado Boninho, e a Maju Coutinho para seu lugar no Fantástico. Estará criada a dupla loira e morena do domingo à noite.

A Globo, se bobear na qualidade técnica, vai perder tudo. Os tempos são outros. Está perdida, mas ainda tem tutano para recuperação.

PARABÓLICAS

Há muito não ouvimos falar de Jô de Souza, o bom e ponderado profissional do rádio do ES.

Está difícil acostumar com os novos programas da Rede Globo. Será que é mesmo uma questão de tempo?

O grande Claudio DJ deu uma sossegada grande. Está recolhido atualmente por aqui, após uma aventura em São Paulo.

Lembrava outro dia que a Rádio Cachoeiro do meu tempo tinha dois bons locutores e excelentes pessoas; Antonio Ramos e Antonio Martins.

ACESSE
http://jrm50anos.blogspot.com.br/
O rádio do ES na visão de JRM

ACESSE: TRADUÇÃO JRM YOUTUBE
Barry Manilow – I Can't Smile Without You
https://www.youtube.com/watch?v=ZKSkFtAXdNE

MENSAGEM FINAL
Às vezes o dano causado por nossas palavras é óbvio, e outras vezes não; porém o dano não se torna menor pelo fato de não sermos capazes de ver as pessoas que sofrem em função de nossas palavras. Vitto Cheibub Amorim

Veja mais notícias sobre Colunas.

Veja também:

 

Comentários: 1

Agmarcarioca amigo do mito em Quarta, 24 Novembro 2021 22:50

cavalao (apelido do mito)cortou a mamata

cavalao (apelido do mito)cortou a mamata
Visitante
Sábado, 04 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/