Dólar Comercial: R$ 5,02 • Euro: R$ 6,11
Quarta, 03 Março 2021

Investidores de varejo mudam o mercado de ações

Um consultor financeiro de 34 anos, Keith Patrick Gill, youtuber e redditor, foi um dos principais responsáveis pelo impulsionamento das ações da GameStop. Keith é de Massachusetts, nos EUA, e esteve por trás dos streams Roaring Kitty do YouTube, e também fez várias postagens como o usuário do Reddit, o Deep F***ingValue, que deram vazão ao movimento em torno das ações da GameStop.

Tal ação trouxe à baila o escrutínio de legisladores do Congresso, da Casa Branca, da Comissão de Valores Mobiliários (SEC) e está sendo investigada pelo Procurador Geral de Nova York, pois Gill alavancou as ações da GameStop através de várias postagens no subfórum do Reddit, o WallStreetBets. A discussão, por sua vez, está na questão se houve ou não manipulação de mercado, com informações falsas, ou se Gill defendeu uma crença na empresa, de boa-fé.

Também foram registrados outros casos curiosos de alavancamento de ações, como da moeda virtual dogecoin, que era uma paródia de internet baseada num meme viral de cachorro, que disparou 373% em um único dia, e esta criptomoeda atingiu níveis recordes de alavancagem.

O alavancamento do dogecoin teve seu movimento despertado no subfórum do Reddit, Satoshi Street Bets, com Satoshi se referindo a Satoshi Nakamoto, o nickname do autoproclamado inventor do bitcoin. Os usuários do subfórum, então, inundaram a página com imagens e memes de um shiba inu, a raça de cachorro que inspirou o dogecoin.

As alavancagens, no Brasil, em torno das ações da IBR Brasil RE, uma resseguradora, não tiveram, segundo a própria, envolvimento ou ingerência sobre os investidores que fizeram este movimento, respondendo ao questionamento de reguladores em torno destas oscilações.

Em um grupo do Facebook chamado "IRBR3 Forum Investing", com 8.300 membros, investidores afirmaram que a intenção era imitar o que houve no Reddit, nos EUA. Em relação às oscilações do IBR, também houve movimento feito por investidores no Telegram. Por fim, grupos de Telegram e um subfórum do Reddit se envolveram nas oscilações em torno de empresas como IRB, Cogna e GPC Participações, companhia do setor químico que acaba de sair da recuperação judicial.

Houve também alavancagem da bitcoin, depois de Elon Musk, presidente da Tesla, atualizar sua biografia no Twitter, em que escreveu #bitcoin. Musk é um bilionário que possui 43,8 milhões de usuários no Twitter, e tem enorme influência, o que faz de seus comentários na rede uma forma de mexer no mercado financeiro.

Depois destas oscilações extremas nas ações da GameStop, as autoridades reguladoras começaram a se mexer, a Securities and Exchange Commission (SEC, a xerife do mercado acionário americano) tentará identificar potenciais atos ilícitos.

No Brasil, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM, o regulador local) alertou que "a atuação com o objetivo deliberado de influir no regular funcionamento do mercado pode caracterizar ilícitos administrativos e penais". A autarquia informou que "tem monitoramento dos movimentos no mercado e nas comunicações nas redes sociais" e que, se houver indícios de ilícitos, vai instaurar processo administrativo e comunicar o Ministério Público.

A SEC está trabalhando com outros reguladores, Bolsas e órgãos federais para identificar atividades ilícitas, e a CVM, no Brasil, está sendo desafiada em seu arcabouço legal em relação a estas oscilações para identificar e punir ações ilícitas, pois não há consenso sobre o tema, e também por ser mais difícil processar milhares de investidores de varejo.

Há precedentes de manipulação, por meio de fóruns de internet e redes sociais, contudo, de uma forma diferente desta de hoje. Em 2019, a CVM condenou os administradores da RJCP por realizarem operações após postagens em redes sociais, tentando elevar o preço das ações, e Eike Batista também foi condenado por manipular preços pelo Twitter.

Plataformas digitais como a Robinhood, por sua vez, são responsáveis por uma mudança de comportamento nas pessoas que investem no mercado de ações, na tentativa de democratizar este acesso, num modelo de novos investidores que atuam no varejo e que se constitui como algo disruptivo no mercado de ações.

Tais novos investidores de varejo estão fazendo frente aos fundos de hedge, em que práticas como o short squeeze (movimento repentino do valor de um ativo, resultante da venda a descoberto) passaram a ser feitas por varejistas, e não mais somente por bilionários, e o investidor de varejo é uma coisa nova, pois não existia desta maneira há poucos anos.

Gustavo Bastos, filósofo e escritor.
Blog:
http://poesiaeconhecimento.blogspot.com

Veja mais notícias sobre Colunas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 03 Março 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection