Dólar Comercial: R$ 5,62 • Euro: R$ 6,59
Quinta, 01 Outubro 2020

Normas para o novo normal

Imagem Google

Para muita gente, o novo normal veio para ficar e planejam continuar trabalhando no conforto do lar, economizando no tempo para se deslocarem, fora despesas com a gasolina e o desgaste do carro. Sendo que a maioria dos carros circulando nos States são no sistema de leasing, muitos já devolveram o que tinham na garagem e não planejam pegar outro tão cedo. Sem falar no tempo para se arrumar e a demora para definir o que vestir nos seis dias da semana.

*
Essas vantagens, porém, vêm atadas a novas regras e normas, como tudo que é novo impõe. Algumas já bem delineadas e repetidas, como respeitar o horário de trabalho e não interromper o expediente para uma soneca ou um filminho à tarde, não pendurar no telefone ou se afundar no Facebook. Quando ninguém está vigiando, as tentações dobram.

*

A nova ordem impõe normas próprias, principalmente quando novos aparatos foram adicionados e com os quais ainda não estamos bem familiarizados. Falo do que hoje está sendo chamado de espionagem camuflada, graças ao Zoom e Webex, por exemplo. Se ninguém está vendo, por que não começar seu dia de pijama e sem escovar os dentes? A câmera vai captar apenas seu rosto, certo? Errado. A invasão de privacidade veio acoplada com a nova ordem e o Big Boss está de olho em você.

*

Outro detalhe que tem passado despercebido é o cenário, ou seja, as áreas adjacentes ao seu office virtual. As câmeras revelam muito mais do que nossa imaginação consegue programar. Um movimento em falso e todo o departamento pode captar no telão sua cama com os lençóis amassados, a coberta jogada no chão, o lap no travesseiro, a bandeja do seu parco breakfast ainda na mesinha de cabeceira. Cara de sono, cabelos emaranhados, olheiras e a máscara de dormir ainda na testa? Ups!

*

Infelizmente a gente aprende com os erros, não com os acertos, e essas situações estão se repetindo a todo momento. Como o diretor em reunião na suíte do casal, sem perceber que a porta do banheiro atrás dele estava aberta. A esposa de baby doll escovando os dentes na pia aparecia como pano de fundo. Trabalhando na mesma empresa, a Dorinha Paralá foi fazer home office na praia. Perdeu o emprego, que a corda sempre esgarça do lado mais fraco. Seguem algumas regrinhas enquanto esse novo normal não é superado ou vira normal definitivo.

*

1) Tomar café ou refrigerante é permitido, mas sem aquele barulhinho ao chupar o canudinho, ou arrotar (acidente comum no caso do refri). Comer, no entanto, seja um sanduíche ou um pacotinho de batata frita é de mau gosto. Cuidado com casquinha de amendoim no dente; 2) Se a câmera está em off, é permitido ir ao banheiro, mas sem acionar a descarga ou provocar ruídos revelatórios e inconvenientes. Pelo menos enquanto não inventam câmeras olfativas. Tomar banho, mesmo de banheira, está absolutamente proibido.

*

3) Vista-se com o mesmo apuro usado no office, traje completo. Teve o caso do Dório Agridoce, gerente de marketing de uma trading, que usava terno e gravata como exigido nas reuniões presenciais, mas da cintura pra baixo era só a cueca. Deu o azar do filho de 3 anos entrar correndo no escritório e derrubar um abajur. Dorio teve que pular para evitar que o pesado objeto caísse na cabeça do garoto. Pois é, o imprevisto ocorre nos momentos mais imprevistos; 4) Repetir a roupa é aceitável mas não recomendável. Lembre-se, mesmo virtualmente, a imagem é tudo; 5) Recomenda-se um pequeno jarro de flores ou uma plantinha singela ao lado do computador. Essa atenção aos detalhes indica que o funcionário 'se sente' presencialmente no office. Portanto, mais produtividade.

Veja mais notícias sobre Colunas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 01 Outubro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection