Dólar Comercial: R$ 5,02 • Euro: R$ 6,11
Quarta, 03 Março 2021

Sugestão Netflix: O Rei do Sapo

o_rei_do_sapo_divulgacao Divulgação
Divulgação

Está comédia que foi sucesso de público na Colômbia está escondida no catálogo da Netflix e, apesar da historinha banal, consegue ser um bom passatempo para relaxar no final de semana.

O músico Luis Alberto Posada é o único ator bom do filme. Ele interpreta o caminhoneiro Cartago, protagonista da história que vive sozinho, mas tem uma filha do primeiro casamento.

Um dia sua ex-esposa Amparo vai presa por sonegação de impostos e sem condições de pagar os estudos universitários, ela pede para filha May voltar à Colômbia e reencontrar o pai, ela acredita que o ex-marido pode arrecadar $10.000 para pagar sua fiança.

A volta inicialmente não é nada amigável. Depois de muitos anos vivendo no exterior e sofrendo alienação parental, a imagem que May criou do pai não ficou nada boa, mesmo assim ela persiste com o convívio ruim na esperança de soltar sua mãe.

Nos primeiros dias ela sente o ''choque'' cultural e tudo a desagrada, indo desde a infraestrutura do país até o comportamento estranho das pessoas. Cartago ainda não superou o fato de ter sido abandonado no passado, mas mesmo assim ele se importa com May e leva-a a contragosto para o conhecer o país, embalado ao som do Vallenato que ela tanto odeia.

O filme força um pouco a barra no segundo ato, transformando-se em um road movie. amálgama de propaganda turística com ufanismo. Cartago é, de fato, um cantor de mão cheia e enquanto ele dá uma mostra aqui e ali de seu talento musical, May começa a se apaixonar pelo país.

Na estrada, o pai profundamente traumatizado aproveita o momento em família para lavar roupa suja e esclarecer todos os sentimentos negativos que estavam guardados há muito tempo.

Na busca pelo dinheiro eles atravessam o país e conhecem cidades de interior, tipos excêntricos e também boas companhias. Depois de rodar bastante, Cartago e May percebem que não vão arrecadar $10.000 somente com as mercadorias do caminhão e com as cantorias nos coretos de praça, por isso May insiste com o pai para participar do Torneio do Sapo, esporte em que Cartago se tornou uma lenda viva. mas que por motivos pessoais mal esclarecidos decidiu abandonar.

Veja mais notícias sobre Colunas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 03 Março 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection