Quarta, 29 Junho 2022

Sugestão Amazon Prime

As Melhores Famílias é um filme importante para entender o momento atual da política peruana. É ambientando em meio aos protestos de 2020, após a destituição do presidente Martin Vizcarra. Neste ano, o Peru vive nova onda de protestos, desta vez contra o presidente Pedro Castillo que já recebeu dois pedidos de impeachtment em apenas oito meses de governo>

A principal reclamação é o aumento do combustível. Os movimentos populares ganharam mais força depois que o presidente decretou um toque de recolher. Os revoltosos estão insatisfeitos com o aumento de preços e com o pouco poder de comprar do trabalhador médio. O cenário não é muito diferente neste filme.

Uma família da elite limenha prepara-se para chegada da Europa do filho com sua noiva. A notícia deixa todos surpreendidos, porque até há pouco tempo, todos imaginavam que o filho era gay. A família trata os protestos que acontecem por toda cidade com indiferença, entre os convidados, alguns fingem se engajar.

No esperado reencontro, a família fica calada, ninguém aprovou a noiva Marcha, existe algo estranho com ela que os incomoda e a família demonstra nas expressões corporais, sem dizer, no entanto, o que é.

Marcha é diferente do esperado e guarda ainda uma história antiga por debaixo dos panos com um deles e também com os empregados, que todos tinham esquecido.

A proposta do filme lembra Perfeitos Desconhecidos de 2007 e, assim como no filme Italiano, os segredos mais absurdos vão se revelando no decorrer da trama, especialmente no final, e tanto amigos como familiares percebem que não se conheciam tão bem assim.

Veja mais notícias sobre Colunas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 29 Junho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/