Dólar Comercial: R$ 5,02 • Euro: R$ 6,11
Quarta, 03 Março 2021

Um governo lambuzado

A pandemia avança e há indicativos de que tudo é programado, tornando o que já era ruim ainda pior. Para não ficar só nisso, vem o escândalo do leite condensado colocando à mostra a prática de atos que geram robustas suspeitas do mais descarado roubo. O governo se lambuza de todas as formas. Em contrapartida, alguma coisa começa a se mover com força maior para tirar Jair Bolsonaro do poder, agora com o povo nas ruas, como pôde ser visto nas carreatas de domingo (24) em mais de 70 cidades brasileiras.

Na terça-feira (26), o país foi surpreendido por mais um pedido de impeachmentº, o 63º, protocolado na Câmara dos Deputados, desta feita com a assinatura de líderes religiosos, evangélicos e católicos, quebrando uma das bases de sustentação da gestão pública cheia de malignidade que há mais de dois anos rege os destinos do país.

O capitão presidente está em queda e sua saída é questão de tempo, não muito longo, não importa quem poderá ser o substituto de Rodrigo Maia, sentado em cima de 63 processos de impeachment, no comando da Câmara dos Deputados. O cenário contrário ao capitão presidente se forma com a postura de representantes da elite e da classe média, ao se darem conta da aposta equivocada que fizeram ao elegê-lo, como complemento do golpe para depor Dilma Rousseff, que teimam em chamar de impeachment.

A mídia comercial puxa o coro, com aplausos de bolsonaristas arrependidos e da esquerda fofura, que exclama "Uau" para o Bonner toda vez que o canastrão da Globo cai de pau no antigo aliado. Roteiro dos patrões, pura hipocrisia, que impede a retirada do gancho permanente do script: esconder o ex-presidente Lula, proteger Sérgio Moro, massacrar o Partido dos Trabalhadores e jogar na cesta de lixo toda ação do campo progressista.

De qualquer forma, a engrenagem pró-impeachment se move e recebe reforços, a somar-se à expansão da tragédia de Manaus para outras regiões do país. Uma delas, a pesquisa das normas produzidas pelo governo do capitão presidente sobre a pandemia de Covid-19. O levantamento, realizado pelo Centro de Pesquisas e Estudos de Direito Sanitário (Cepedisa) da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da Universidade de São Paulo (USP) e a Conectas Direitos Humanos, revela a "existência de uma estratégia institucional de propagação do vírus, promovida pelo Governo brasileiro sob a liderança da Presidência da República".

Coordenada por Deisy Ventura, jurista credenciada, uma das mais respeitadas do Brasil, pesquisadora da relação entre pandemias e direito internacional e coordenadora do doutorado em saúde global, a pesquisa aponta que muitas mortes pela Covid-19 poderiam ter sido evitadas se, sob a liderança de Bolsonaro, o governo não tivesse executado um projeto de propagação do vírus. A postura do capitão presidente e os atos de sua gestão confirmam a afirmativa e reforçam a alta periculosidade do atual governo. Por todo esse cenário, o impedimento de Bolsonaro se torna a cada diz mais necessário.

Veja mais notícias sobre Colunas.

Veja também:

 

Comentários: 10

josué de sá em Quinta, 28 Janeiro 2021 09:32

Que texto patético, sem credibilidade alguma. Fatos fora de contexto, com diversas inverdades.
Texto produzido por militante decadente de esquerda.

Que texto patético, sem credibilidade alguma. Fatos fora de contexto, com diversas inverdades. Texto produzido por militante decadente de esquerda.
Fernando em Domingo, 31 Janeiro 2021 10:21

É típico do Junquilho este tipo de falácia! Decadência total.

É típico do Junquilho este tipo de falácia! Decadência total.
rocha em Quinta, 28 Janeiro 2021 10:32

Petista, não adianta você falar merda. A semana que vem, após a confirmação da eleição do Arthur Lira para presidente da Câmara dos Deputados, só lhe restará sentar no meio-fio e chorar . Bolsonaro até 2026.

Petista, não adianta você falar merda. A semana que vem, após a confirmação da eleição do Arthur Lira para presidente da Câmara dos Deputados, só lhe restará sentar no meio-fio e chorar . Bolsonaro até 2026.
rocha em Quinta, 28 Janeiro 2021 10:38

O mais hilário na eleição da Câmara dos Deputados é o pt juntinho com o nhonho e parte do centrão que tirou a dilmanta do poder. Os PeTralhas são mestres na arte de atirar no pé, é "síndrome de estocolmo que se chama?
Esse "jornalistazinho" está tão desesperado em sua bolha do imbecil coletivo que acaba praticando aquilo que chamamos de corrupção da inteligência: não enxerga a verdade.

O mais hilário na eleição da Câmara dos Deputados é o pt juntinho com o nhonho e parte do centrão que tirou a dilmanta do poder. Os PeTralhas são mestres na arte de atirar no pé, é "síndrome de estocolmo que se chama? Esse "jornalistazinho" está tão desesperado em sua bolha do imbecil coletivo que acaba praticando aquilo que chamamos de corrupção da inteligência: não enxerga a verdade.
rocha em Quinta, 28 Janeiro 2021 10:50

No Brasil não há uma oposição! Existe, isso sim, uma matilha de facínoras (na política, na mídia, na magistratura, etc.) tentando caotizar o País, afundá-lo numa crise social, política e econômica e submetê-lo a interesses estrangeiros. O texto abjeto desse "jornalista" é sintoma de uma doença incurável

No Brasil não há uma oposição! Existe, isso sim, uma matilha de facínoras (na política, na mídia, na magistratura, etc.) tentando caotizar o País, afundá-lo numa crise social, política e econômica e submetê-lo a interesses estrangeiros. O texto abjeto desse "jornalista" é sintoma de uma doença incurável
Paulo Cesar Vieira em Sexta, 29 Janeiro 2021 00:34

Um orgão informativo de relevância igual ao SÉCULO DIÁRIO permitir uma matéria dessa natureza mostra a tendência do jornalismo de quinta categoria desse senhor. Com certeza vindo de outra Galáxia ou mundo abissal parece que desconhece as décadas de desmandos e roubalheiras perpetradas pelos Petralhas e seus puxadinhos. Para falar tantas idiotices e asneiras parece que sente falta de um passado que com certeza afastamos do Brasil.

Um orgão informativo de relevância igual ao SÉCULO DIÁRIO permitir uma matéria dessa natureza mostra a tendência do jornalismo de quinta categoria desse senhor. Com certeza vindo de outra Galáxia ou mundo abissal parece que desconhece as décadas de desmandos e roubalheiras perpetradas pelos Petralhas e seus puxadinhos. Para falar tantas idiotices e asneiras parece que sente falta de um passado que com certeza afastamos do Brasil.
Edu em Sexta, 29 Janeiro 2021 10:43

Chola, chola, chola mais... e chora novamente!!!

Chola, chola, chola mais... e chora novamente!!!
Rodrigo Souza em Sexta, 29 Janeiro 2021 17:38

O Seculo Diario virou uma bolha de jornalistas de esquerda.

O Seculo Diario virou uma bolha de jornalistas de esquerda.
José Biraus em Sexta, 29 Janeiro 2021 17:53

Centrão, rachadinha, pária internacional, milícias, negacionismo, genocídio, incompetência, corrupção, fisiologismo, toma lá da cá, entreguismo ideógico e etc., e o gado ainda muge.

"o pulso ainda pulsa" (Titãs).

Centrão, rachadinha, pária internacional, milícias, negacionismo, genocídio, incompetência, corrupção, fisiologismo, toma lá da cá, entreguismo ideógico e etc., e o gado ainda muge. "o pulso ainda pulsa" (Titãs).
Marcio de Castro em Segunda, 01 Fevereiro 2021 11:13

Sem credibilidade....vc. Não o veiculo

Sem credibilidade....vc. Não o veiculo
Visitante
Quarta, 03 Março 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection