Quinta, 07 Julho 2022

​Uma análise

(De quando em vez, postamos aqui textos de outros escritores, desde que desperte a vontade de os leitores precisarem ler a obra escrita. Hoje, um texto atualíssimo do advogado Gustavo Varella Cabral, escritor de mão cheia. Pedimos permissão e ele autorizou. Aqui está).


Nada justifica a invasão de um país soberano por outro! Nada. E nada justifica a violência salvo para repelir injusta agressão iminente ou em curso! Mas também existe uma diferença imensa entre compreender, entender, apoiar e defender os atos humanos. Apenas para tentarmos "compreender" (diferente de concordar...) a atitude de Putin ao mandar invadir a Ucrânia: A Rússia (enquanto reino, império ou URSS) foi invadida pelos vikings, mongóis, lituanos, poloneses, franceses, ingleses, turcos e alemães ao longo dos últimos séculos.

Os EUA apenas foram atacados em seu território (Hawaii) em 7/12/41. Nunca foram invadidos. Apenas em um século os EUA bombardearam cidades e mataram centenas de milhares de civis na Alemanha (só em Dresden, numa noite, foram 22 mil mortos incinerados…e em Tokio, no mesmo ano de 1945, outros 80 mil civis, em apenas uma noite), na Coreia, no Vietnã, na Servia, na Somália, no Iraque, no Afeganistão e ainda hoje no Iêmen.

Os Alemães de Hitler invadiram a URSS em 1941 e provocaram a morte de 30 milhões de pessoas, entre civis e soldados. Oligarcas Russos acumularam bilhões de dólares explorando prostituição e vendendo drogas…oligarcas americanos acumulam trilhões vendendo armas e destruindo os outros países para suas empreiteiras reconstruírem…

Quem é mais criminoso? Dá para comparar??? Existe alguma escala decente de atrocidades toleráveis?? Sem nenhuma pretensão de explicar nada…apenas para que reflitamos que vivemos há anos uma "guerra de versões", na qual a única coisa concreta e verdadeira é o sofrimento, a dor, a morte e a indignidade impostas aos que não se beneficiam Nunca de nenhuma das decisões que mandam invadir, bombardear, derrubar governos, ganhar mercados, proteger valores nacionais, lavar a honra ou vingar alguma coisa.

PARABÓLICAS

Kennedy Flarestan é o operador da CBN há 25 anos, a idade da rádio. Começou junto com ela e está lá até hoje.

Gilliard Zuque e Toninho Portes continuam fazendo falta no rádio, desde que foram demitidos.

A campanha política no rádio está chegando e isso me faz lembrar de Miguel Trés, um ás no assunto.

Vitor Lima continua firme no setor de áudio dos noticiários da TV Gazeta. Gente boa.

ACESSE
http://jrm50anos.blogspot.com.br/
O rádio do ES na visão de JRM

ACESSE: TRADUÇÃO JRM YOUTUBE
Maria Bethania - Grito de Alerta
https://www.youtube.com/watch?v=98TwQ0YW42g

MENSAGEM FINAL
"A vida é muito curta para amar em silêncio. Vá e se declare". Vitto C. Amorim

Veja mais notícias sobre Colunas.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 07 Julho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/