Quinta, 26 Mai 2022

Em livro, arquiteto fala sobre olhares e afetos da cidade de Viana

gustavo_pimenta_fotodivulgacao Divulgação

A dissertação de mestrado do arquiteto e urbanista Gustavo Pimenta ganha as páginas do livro Minhas Vianas: a Cidade Como Lugar dos Afetos, que será lançado no próximo dia 10 de julho, às 10h, no instagram da Editora Cousa (@editoracousa) e do autor (gustavopimenta). Nascido em Viana, município da Grande Vitória onde sempre viveu, o autor propõe em seu estudo "pensar os mais diversos olhares" a respeito de sua cidade natal.

Gustavo se afastou um pouco de Viana somente ao dar início ao doutorado em Arquitetura e Urbanismo na Universidade de São Paulo (USP), fazendo com que, agora, ele intercale sua vivência entre o município capixaba e a cidade onde estuda. Portanto, dos seus 30 anos de vida, 29 foram vividos em Viana. Assim, afirma, seu olhar em relação ao local onde nasceu estava "acostumado".

Diante disso, ele fez o seguinte questionamento: "como conseguir transformar o olhar familiar em estrangeiro, onde tudo é novo?". "Busquei ver a cidade com outros olhares, novos modos de ver e sentir", diz Gustavo. O primeiro passo, recorda, foi procurar os autores que serviriam de base para seu estudo. "Pude refletir, por meio da leitura bibliográfica, sobre questões como quem é esse Gustavo que vai para a cidade", afirma.

Posteriormente, ele entrou em campo com ações que o direcionaram a pensar a cidade de outra forma. Uma delas foi a observação. O arquiteto relata, por exemplo, que foi à praça do Centro para percorrê-la com o olhar. Essa experiência possibilitou ver que o local tem dinâmicas diferentes dependendo de questões como o horário. "Às 7h a dinâmica é uma, às 9h, é outra completamente diferente", compara.

Outra constatação é em relação a detalhes que antes passavam despercebidos por Gustavo. Um deles é a feira como espaço de sociabilidade. "Há familiaridade entre as pessoas, todo mundo se conhece. Não é somente um espaço de consumo, de compra de mercadoria, é de interação social, de sociabilidade. Vi, por exemplo, que antes mesmo de perguntar o preço do produto, as pessoas perguntam como o feirante está, como está a família", diz.

Uma das contribuições que Gustavo pretende dar com a publicação de seu livro é incentivar outros autores capixabas, principalmente de Viana, a fomentar as mais diversas possibilidades de literatura, embora Minhas Vianas: a Cidade Como Lugar dos Afetos seja um livro de cunho acadêmico.

Com 158 páginas, a publicação será vendida por R$ 30,00 mais frete no site da Editora Cousa, também podendo ser adquirido com o próprio autor, pelo telefone (27) 99909-6758. O livro foi viabilizado por meio de patrocínio do edital Funcultura nº 18/2019, da Secretaria Estadual de Cultura (Secult).

Veja mais notícias sobre Cultura.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 26 Mai 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/