Terça, 21 Mai 2024

Exposição 'O Poema das Cores' será inaugurada em Santa Teresa

poema_das_cores_FotoDiculgacao Divulgação

Cada cor representa uma letra e cada letra traz um som. Assim, a artista e designer de moda Naná Muriel desenvolveu um alfabeto colorido e um sonoro, que permitem decodificar e explorar de outra maneira uma mesma poesia. O projeto é fruto de uma pesquisa que vem sendo desenvolvida há mais de 10 anos por ela, em parceria com outros artistas.

Divulgação

O acúmulo dessa pesquisa compõe a instalação O Poema das Cores, que chega no município de Santa Teresa, na região serrana, a partir da próxima quinta-feira (7), na Galeria de Arte de Santa Teresa (GAST), localizada na sede da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura. A inauguração será às 18h, seguida da apresentação de uma performance sonora com os músicos Alessandra Felix e Mario D'Ettorres Schiavini.

A exposição permanece no local até o dia 30 de março, com visitação de terça-feira a sábado, das 10h às 17h. Para agendar a visita de grupos, é preciso entrar em contato no número (27) 99961-0368. Depois de Santa Teresa, a instalação seguirá para Cachoeiro de Itapemirim, no sul.

Oficinas

Durante o tempo da exposição, serão realizadas duas oficinas. A primeira será presencial, na GAST, sobre animação 2D, no dia 23 de março. A segunda será online, com uma introdução à programação e criação de filtros para Instagram, a ser realizada no dia 30 de março. A inscrição para ambas será realizada por link disponibilizado no Instagram @opoemadascores.

Poemas

Divulgação

Na instalação estão presentes 20 poemas em letras, cores e sons, apresentados por meio de diversas plataformas como quadros, pintura nas paredes, impressão em tecido, papel emoldurado, acrílico, além de uma série de criações que fazem parte da pesquisa ao longo de uma década, como tecidos usados nas performances, objetos criados, músicas e até aplicativos desenvolvidos, que podem ser acessados por meio de celulares e fones disponibilizados no local.

Como surgiu

Naná Muriel afirma que O Poema das Cores surgiu de um sonho no qual lia uma paisagem, como se estivesse lendo um livro. A artista relata que, quando acordou, ficou com necessidade de transformar isso "em uma coisa real, palpável". Daí surgiu um processo criativo para construir um "alfabeto em cores", que pode ser decodificado, sendo que cada letra é representada por uma cor. "Comecei a fazer o processo de pesquisa e associei cores primárias com vogais e cores secundárias com consoantes, pesquisando também a entonação das palavras e das letras", diz.

Livro independente

Com o alfabeto colorido em mãos, Naná traduziu seus poemas em cores. Mas a arte ainda ganharia mais camadas. Com ilustrações de Cassio Magne, foi publicado o livro independente O Poema das Cores, uma espécie de manual de uso, lançado em 2014 durante a primeira edição do projeto Fábrica Lab. Com base nisso, a artista passou a produzir seu trabalho de conclusão de curso em Desenho de Moda, transformando o processo de pesquisa em uma coleção de figurinos, que chegaram a ser utilizados em quatro performances apresentadas no Espírito Santo e na Bahia.

Relevância arqueológica

O Sítio Histórico se São Mateus passa por obras de requalificação urbana com recursos do primeiro ciclo do programa de coinvestimento da cultura Fundo a Fundo Patrimônio. As obras revelaram que o Sítio Histórico, além de importância histórica, tem relevância arqueológica. Foram encontrados artefatos comprovadamente datados do século XIX e materiais ainda mais antigos, que estão sendo analisados em laboratório, com o intuito de descobrir com precisão a qual período pertencem.

História em Quadrinhos

Divulgação

Está disponível para download gratuito a HQ do Projeto Narrativas Periféricas, realizado pela Ciclo Escola, com histórias em quadrinhos feitas por jovens indígenas, negros, periféricos e da comunidade LGBTQIA+ que participaram de uma formação em quadrinhos por meio do projeto. A HQ também conta com histórias em quadrinhos de socioeducandos das unidades socioeducativas do Espírito Santo, que participaram de uma oficina ministrada por jovens que tiveram um bom desempenho na formação. A HQ pode ser acessada no perfil do projeto no instagram.

Seleção para curta-metragem

A produção do curta-metragem Pai Fotógrafo seleciona homem de mais de 70 anos para atuar. A seleção acontecerá na próxima segunda-feira (4), às 14h, no Palácio da Cultura Sônia Cabral, Centro de Vitória, sem necessidade de experiência em atuação. A inscrição é pelo Whatsapp (27) 99609-8181. O selecionado vai passar por toda a preparação cênica e por uma introdução à linguagem do cinema, até chegar à etapa dos ensaios e, enfim, das filmagens.

Seleção para curta-metragem II

A produção do curta-metragem é da Associação Sociedade Cultura e Arte (Soca Brasil) em parceria com a Cia Poéticas da Cena Contemporânea, coletivo artístico responsável por trabalhos em diversas áreas, como cinema, vídeo, fotografia e teatro, com foco na inclusão. O protagonista será vivido por Manoel Peçanha, radialista, músico, fotógrafo cego e que agora estreia como ator em uma produção cinematográfica. Ele já participou de outros projetos da Soca Brasil, como a Escola de Fotógrafos Cegos, a Orquestra Brasileira de Cantores Cegos e o Cena Diversa.

Seleção para curta-metragem III

A trama de Pai Fotógrafo envolve um fotógrafo cego que é convocado a cuidar do pai idoso em seu momento de despedida da vida. A história da relação dos dois possui um hiato de 40 anos, tempo em que não houve nenhum contato entre eles. Agora, o filho cego vai ao encontro do pai para assumir os cuidados dele em seus últimos dias. Serão organizadas exibições do filme abertas ao público em Vitória e Vila Velha ainda este ano.

Até a próxima coluna!

E-mail:

Veja mais notícias sobre Cultura.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 21 Mai 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/