Dólar Comercial: R$ 5,31 • Euro: R$ 6,29
Sexta, 27 Novembro 2020

Fest Cine Pedra Azul exibe filmes online durante a semana

marcos_caruso_facebook Facebook

Em sua terceira edição, desta vez totalmente virtual, o Fest Cine Pedra Azul apresentará pela internet 66 obras audiovisuais desta terça (4) a sábado (8). Em cartaz, diversidades de formatos e temáticas numa seleção de filmes contemporâneos, produzidos nos últimos anos no Brasil e no mundo. Todos eles serão disponibilizados por meio do site do evento: https://www.festcinepedraazul.com.br.

Entre as obras que incluem curtas e longa-metragens, animações e webséries, algumas terão exibição única por streaming em horário determinado. Já os curtas poderão ser assistidos num período de até 20h em que estarão disponíveis no site. Três filmes elaborados por grupos de estudantes de escolas públicas de Cachoeiro de Itapemirim, sul do Estado, poderão ser assistidos em qualquer horário durante a data do festival.

Em suas edições anteriores, o evento teve em sua programação sessões especiais, levando alunos de escolas de Domingos Martins e municípios do entorno para assistir filmes nas sessões ocorridas no hotel Bristol Vista Azul. Para este ano, o Projeto Escola do festival segue com sessões de exibição de animações pelas manhãs. A programação completa já está disponível no site oficial.

Outra atividade que faz parte do Fest Cine Pedra Azul 2020 é uma homenagem ao ator, diretor, roteirista e dramaturgo paulista Marcos Caruso, que se destaca por trabalhos em cinema, televisão e teatro. A homenagem acontece no sábado, às 20 horas, também no site do festival, junto com a entrega do Troféu do Lagarto para os campeões das diferentes categorias.

Além dos filmes nacionais, que compõem a maioria das obras, o festival também traz uma mostra de filmes internacionais, totalizando 14 países participantes: Alemanha, Brasil, Bulgária, China, Egito, Espanha, Estados Unidos, França, Hungria, Índia, Itália, México, Polônia e Taiwan.

Lucia Caus, da Galpão Produções/ IBCA, que co-produz o evento, o classifica como um espaço potente para o fomento do audiovisual no Espírito Santo. "É um festival que nos dá a oportunidade de assistir um recorte cinematográfico do que está acontecendo no Brasil e em diversas partes do mundo", comenta.

A ideia do Fest Cine Pedra Azul surgiu com o cineasta Marcoz Gomez. Natural do Rio de Janeiro, ele se encantou quando visitou em 2017 a região de Pedra Azul, em Domingos Martins, levado por um amigo. "Quando cheguei lá eu me apaixonei pelo lugar. Meu amigo disse: 'você vai querer fazer um filme aqui'. Eu disse: 'não, o lugar merece um festival de cinema".

Depois de articulações com entidades públicas e privadas, recebeu o contato de Lúcia Caus, diretora do Festival de Cinema de Vitória, que também sonhava com um evento do tipo em Pedra Azul, surgindo assim a parceria entre a Tower Filmes, de Marcoz, e a Galpão, de Lúcia.

Apesar de estar desde o início vinculado com a localidade e pensado como um evento para unir o audiovisual e a cultura com o meio ambiente e a beleza do local, o Fest CIne Pedra Azul também teve que se reinventar diante da pandemia do novo coronavírus. Previsto inicialmente para maio, foi adiado para agosto e adaptado para o formato online. Para o ano que vem, além da expectativa de poder voltar a fazer o festival no território em que surgiu, o festival quer trabalhar mais fortemente a questão da inclusão, com exibição de filmes em libras e com audiodescrição, possibilitando participação de pessoas surdas e cegas.

Veja mais notícias sobre Cultura.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 27 Novembro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection