Terça, 21 Mai 2024

Jornalista e escritora reflete sobre universo feminino em 'Agridoce'

elaine_dal_gobbo_divulgacao Divulgação
Divulgação

"O patriarcado, a divisão sexual do trabalho, nos tiram muita coisa, principalmente das mulheres periféricas. Aquelas mulheres, ao se dirigirem diretamente à seção de livros infantis, inclusive buscando exemplares com mais ou menos ilustrações ou textos para adequar ao grau de formação de seus pequenos, pois alguns, de tão pequenos, ainda nem frequentavam a escola, mostraram ali que queriam construir uma trajetória diferente, um futuro diferente para suas crianças, diferente do delas."

Esse é um trecho da crônica Livros e marmitas", de Elaine Dal Gobbo. O texto surgiu de reflexões após uma experiência na Cozinha Solidária do bairro Itararé, em Vitória, em 2021, numa ação para distribuição de marmitas e livros a pessoas em situação de vulnerabilidade social. Percebendo que as mulheres privilegiavam a seção infantojuvenil, Elaine se aproximou, e elas contaram que estavam escolhendo obras para seus filhos e netos, sendo que algumas relataram que eram analfabetas.

A crônica está entre os 22 textos inéditos presentes no livro Agridoce, que Elaine Dal Gobbo lançará, pela Editora Maré, nesta sexta-feira (8), no Dia Internacional da Mulher, no Espaço Cultural Thelema, no Centro de Vitória, a partir das 19h30. Na ocasião, além da comercialização da obra, haverá um bate-papo com a autora e uma apresentação musical da sambista Elaine Augusta.

Em Agridoce, Elaine, que é repórter de Século Diário, centra seu foco no universo feminino. A autora aborda temas duros, como violência doméstica, gordofobia, desvalorização do trabalho feminino e os papéis impostos às mulheres na sociedade patriarcal.

Entretanto, nem tudo é aspereza. A sororidade – ou seja, a cooperação, o acolhimento entre as mulheres – também está nas páginas do livro, no qual a autora homenageia algumas figuras femininas que marcaram a sua vida, como professoras, avós e amigas.

Por isso o livro se chama Agridoce, pois aborda não somente as opressões vividas pelas mulheres na sociedade patriarcal, mas também como elas se fortalecem juntas, possibilitando umas às outras boas lembranças e aprendizados. A tendência é que a obra gere mais identificação no público feminino, mas a intenção é também alcançar os homens, que têm seu lugar na desconstrução do machismo.

Divulgação

"Eu escrevo normalmente quando algo fica ali, por muito tempo, ocupando meus pensamentos. Aí, escrevo para botar para fora. Desde bem pequena, me via cercada de vários pensamentos, reflexões e críticas sobre como é ser mulher na sociedade tão machista em que a gente vive", afirma Elaine.

"Diante de tantas inquietações, era natural que surgissem vários textos. Quando me dei conta, vi que tinha um número considerável para publicar em um livro com a temática feminista. Mas tenho ainda muitos questionamentos nesse sentido que não foram colocados no papel", completa a autora.

Antes de Agridoce, Elaine já havia lançado Trânsitos de Alma, livro de crônicas de viagem divulgado na época da ação na Cozinha Solidária de Itararé. Junto a outros autores, ela também contribuiu com a organização de Sobre jovens e adultos, com textos de uma oficina para uma turma de jovens e adultos de Cariacica; Debaixo do pé de manga, com escritos de usuários do Centro POP de Cariacica; e Um lugar de (e que) fala, fruto de uma oficina com mulheres do sistema prisional.

Para elaboração de Agridoce, contemplado em edital da Secretaria de Estado da Cultura (Secult-ES), Elaine contou com um time de colaboradoras totalmente feminino. A ilustração da capa é de Laissa Gamaro, e o livro tem prefácio da atriz e poeta Suely Bispo. O evento de lançamento, além da apresentação musical de Elaine Augusta, contará com produção de Thalia Peçanha.

Serviço:

Lançamento do livro Agridoce, de Elaine Dal Gobbo

Quando: sexta-feira (8), 19h30

Onde: Espaço Cultural Thelema (Rua Graciano Neves, 90 – Centro, Vitória)

Entrada: gratuita

Valor do livro: R$ 30

Comercialização da obra no lançamento, por telefone (27 99977-4521) ou e e-mail ().

Veja mais notícias sobre Cultura.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 21 Mai 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/