Dólar Comercial: R$ 5,76 • Euro: R$ 6,79
Sexta, 16 Abril 2021

Lords of Chaos – A sangrenta história do metal satânico underground – parte IV

first_satanic_baptism_in_history_2_divulgacao Divulgação
Divulgação

Os temas que dominaram as bandas de black metal dos anos 1990 tiveram uma de suas origens no que já era tematizado pela banda de hard rock setentista Led Zeppelin, este fascínio de Jimmy Page por Aleister Crowley e o ocultismo terá eco em algumas destas bandas mais satânicas que surgiriam anos depois.

Eventos como os que a banda Led Zeppelin realizou em locais como cavernas subterrâneas que haviam sediado ritos satânicos perpetrados por Sir Francis Dashwood, dois séculos antes, junto com o seu clube, o chamado Hellfire Club, simulando uma Missa Negra, em um lançamento de álbum, seriam o prenúncio da influência cada vez maior de ideias e temas ocultistas e satânicos nas bandas que viriam a surgir.

Os temas de terror, por sua vez, viriam a dominar o início da carreira da banda Black Sabbath, considerada pela maioria dos críticos e pelo público, como a banda inaugural do heavy metal, indo além do hard rock, desacelerando a base do rock baseado em blues, num andamento arrastado e pesado.

O Black Sabbath rompe com a alegria florida de paraísos artificiais da era hippie, uma banda de rapazes que vinham da cidade industrial de Birmingham, dominada por uma espécie de niilismo cinza. Membros da banda que, por sinal, estariam condenados para sempre a trabalhar nestas fábricas, com pouco dinheiro, se não fosse o sucesso que atingiram com o Black Sabbath.

Tivemos outras duas bandas ocultistas e satânicas quase contemporâneas do Black Sabbath, bandas mais obscuras como Black Widow e Coven. A banda inglesa Black Widow lançou três álbuns de hard rock entre 1970 e 1972, em shows que tinham a canção "Come To The Sabbath", com um espetáculo de sacrifício ritual de mentira.

A banda Coven, por sua vez, tinha um som semelhante a bandas do fim dos anos 1960, como Jefferson Airplane. Coven tinha a vocalista Jinx, e um homem chamado Oz Osbourne, com a música de abertura de seu debut, o álbum "Witchcraft: Destroys Minds And Reaps Souls", chamada Black Sabbath, levantando muitas coincidências com a banda fundadora do heavy metal, comandada pelos riffs matadores e canônicos de Tommy Iommi, o Black Sabbath.

Este debut da banda Coven se encerra com uma Missa Negra de treze minutos, e temos o alerta da capa interna que nos diz: "Do nosso conhecimento, essa é a primeira Missa Negra a ser gravada, seja por escrito ou em áudio. Ela é tão autêntica quanto centenas de horas de pesquisa em todas as fontes conhecidas puderam fazê-la ser. Nós não recomendamos o seu uso por ninguém que não estudou profundamente a magia negra e está ciente dos riscos e perigos envolvidos".

Em Lords Of Chaos, podemos ler: "Apesar de ser uma banda obscura, o álbum Witchcraft foi marcante o bastante para ser descoberto por alguns dos mais importantes músicos satânicos dos últimos anos, o que ilustra mais um elo no continuum do rock demoníaco ao longo das décadas.

King Diamond, o vocalista e principal motor por detrás do Mercyful Fate, uma das mais importantes bandas abertamente satânicas do metal dos anos 1980, admite que sofreu influência dramática de um show do Black Sabbath que ele assistiu quando criança no seu país, a Dinamarca, em 1971. Ele também diz ter encontrado inspiração na vocalista do Coven, Jinx".

Anton Szandor LaVey, por sua vez, fora do campo exclusivo da música, foi o fundador da chamada Igreja de Satã, a primeira igreja satanista oficial, fundada em Walpurgisnacht, em 30 de abril de 1966. LaVey, que foi artista circense, fotógrafo policial, organista de burlesco e, finalmente, ocultista, se tornou uma das figuras mais importantes da cultura popular satânica.

Os fundamentos filosóficos desta igreja de LaVey não eram de blasfêmias infantis, de um satanismo de desenho animado, mas ligado à uma ética nietzschiana de um desenvolvimento anti-igualitário do homem como um deus na terra, rompendo as barreiras impostas pela moral cristã. A mídia focou nesta Igreja de Satã, e logo LaVey ganhou notoriedade. Em 1968, LaVey lançou o LP "Satanic Mass", que veiculava uma Missa Negra em seu vinil.

LaVey explica: "Eu não acho que ele foi lançado originalmente como propaganda, mas sim para esclarecer as coisas a respeito do que é uma Missa Satânica, a distinguindo de uma Missa Negra, esta que é, é claro, apenas uma inversão do rito cristão. Era também uma oportunidade para alcançar um certo elemento naquela época.

A gravação foi feita ao vivo com diferentes faixas – ela foi gravada da forma que foi apresentada. Mas eu acho que você pode dizer que acabou virando propaganda (...) ele foi posteriormente distribuído por Lyle Stuart (o distribuidor) e Howard Hughes bancou parte dele. Ele era bastante solidário com o que estávamos fazendo".

Em Lords of Chaos, segue o tema LaVey: "Após a cerimônia da 'missa', o lado B do álbum também tinha uma série de declarações satânicas de LaVey, recitadas sobre Wagner e outras trilhas sonoras bombásticas. Esses textos eram pedaços de ensaios de LaVey que posteriormente formariam o esqueleto de seu infame livro "A Bíblia Satânica", que apareceria em 1969.

Sendo o único manual de pensamento abertamente satânico a ser amplamente distribuído entre as massas (...) o livro inevitavelmente influenciou os mais proeminentes músicos de rock que estavam explorando temas de demonismo e ocultismo nas suas personas, canções e shows ao vivo".

Aqui temos um panorama da influência e desenvolvimento do ocultismo e do satanismo no rock e na cultura, bandas seminais como Black Sabbath, mais obscuras como a Coven, aparecem nos mesmos anos da pregação filosófica de LaVey, e o que era um fetiche em torno de Aleister Crowley, se expande, e a figura de LaVey cresce como um vetor contemporâneo do que fora Crowley em outra época.

Link recomendado: Coven – Black Sabbath (imagens do filme dinamarquês Häxan: A Feitiçaria Através dos Tempos, de 1922, do diretor Benjamin Christensen).

Gustavo Bastos, filósofo e escritor.
Blog : http://poesiaeconhecimento.blogspot.com

Veja mais notícias sobre Cultura.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 17 Abril 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection