Dólar Comercial: R$ 5,02 • Euro: R$ 6,11
Domingo, 17 Janeiro 2021

Max Gasperazzo lança disco com participação de Zé Geraldo e Xangai

max_gasperazzo_divulgacao Divulgação

Desde os anos 90 atuando na área da música, Max Gasperazzo lançou nas redes na última sexta-feira (30) o disco "Trilhas", um coletânea com 12 canções que rememoram seu 25 anos de trajetória artística, na qual transita por ritmos como MPB, folk e rock rural. "Trilhas sintetiza tudo o que eu vivi na música durante e minha caminhada". Entre suas composições e parcerias, o disco conta com participação de artistas como Zé Geraldo, Carlos Bona e Xangai.

Divulgação

A carreira de Max Gasperazzo começou com a banda de Rock Pangéia, que tocou em diversos festivais de música que agitavam a época. Também participou posteriormente do Só Xote, trio de forró pé de serra, antes de dedicar-se apenas à carreira solo .No álbum "Trilhas", uma parceria importante é com Valdir Chechinel Filho, que é parceiro de Max em 8 das 12 composições presentes no disco. "Ele é meu principal parceiro nas composições e também um grande incentivador de minha carreira", ressalta Max.

A relação com Zé Geraldo também é longa, vem desde 1989, quando se conheceram. Max considera o artista mineiro como sua principal referência na música e já presidiu o fã clube de Zé Geraldo. De fã a amigo e parceiro nas artes foi um pulo. No álbum, a parceria se consolida com "Enquanto A Cidade Dorme", que também ganhou um clipe no YouTube, com imagens gravadas em Vila Velha e em Itajaí (SC). Além dela, os dois também já gravaram juntos "Hippie Véio Sonhador", faixa que está no último disco de Zé Geraldo, "Hey, Zé!", de 2019.

Max considera Carlos Bona, que canta em "Eu nunca chegarei só", como sua principal referência na música capixaba. "Sou parceiro dele há muitos anos. Fiz o convite e ele aceitou com muito carinho". Já Xangai me foi apresentado por Carlos Papel e também aceitou na hora participar", conta sobre o reconhecido cantor, que participa em "Urbano e Rural", que fecha o álbum, deixando um sabor nostálgico para quem vive longe do campo. "Trilha", a faixa que dá título ao conjunto do trabalho é fruto de outra parceria, com o consagrado violeiro mineiro Chico Lobo.

As letras vão desde o romântico ao existencial e à crítica social, notável em "Porte de Livro", que também se destaca na aposta folk. O álbum "Trilhas" é distribuído pela New Music Brasil e está disponível nas diversas plataformas digitais de streaming.

Veja mais notícias sobre Cultura.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 17 Janeiro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/

No Internet Connection