Quinta, 26 Mai 2022

Paneleiras cancelam ato público contra empreendimento

paneleiras_leonardo_sa-6 Leonardo Sá

Depois de duas reuniões na comunidade, a Associação das Paneleiras de Goiabeiras anunciou a suspensão do ato público que havia sido planejado para o dia 6 de maio, em defesa do patrimônio histórico, em vistas da intenção de construção de um empreendimento imobiliário nas proximidades do Parque do Vale do Mulembá, onde ocorre a extração da argila que serve de matéria-prima para as panelas de barro. A decisão aconteceu após reunião com representantes de várias secretarias da prefeitura, que teriam garantido que nenhum empreendimento que impactasse no ofício seria aprovado.

Leonardo Sá

É preciso ficar de olho. Quem conhece o modus operandi das grandes empresas, sabe que tem mil formas de dizer que não vai impactar e depois causar impactos diversos. Até o momento, o que acontece é que a construtora teve que contratar um antropólogo para realizar um Relatório de Avaliação de Impacto ao Patrimônio Imaterial (Raipi), já que as Paneleiras de Goiabeiras foram o primeiro Patrimônio Cultural Imaterial registrado pelo Estado brasileiro. Nos bastidores, quem atuou de forma decisiva para a desmobilização do ato foi o vereador da região, Denninho Silva (União), que não queria que a mobilização acontecesse de jeito nenhum. Medo de quê?

POLÍTICA CULTURAL

Imersões discutem políticas culturais para o Espírito Santo

Parceria entre Sebrae e Secult, as Imersões da Cultura acontecem entre maio e junho, com reunião de participantes de acordo com o setor de atuação, buscando refletir e propor políticas culturais. As atividades acontecem entre 9h e 18h, com metodologia que incluiu troca de experiências, plano de ação e grupos de trabalho para se debruçar sobre questões específicas. O cronograma tem como temas Produção Cultural – Festas e Celebrações (9/5), Literatura e Editoras (12/5), Audiovisual (17/5), Podcast (23/5), Teatro (26/5), Fotografia (1/6), Aplicativos e realidade aumentada – mídia digital (6/6), Moda (10/6), Moeda Social (22/6). Inscrições aqui.

E-book aborda políticas culturais 

O Grupo de Estudos e Pesquisa em Políticas Culturais (Gepcult) vai lançar em maio o primeiro e-book resultado do trabalho de seus integrantes na reflexão sobre temas como cultura, política, trabalho e democracia. Serão três capítulos: "O desmanche das políticas culturais", por Erlon Paschoal, "Política pública cultural e participação: notas sobre a democracia cultural", por Marcelo Marques, e "A precarização do trabalho no setor cultural", por Karlili Trindade. A publicação sai pela Maré Editora. Data e local ainda vão ser confirmados, por meio do Instagram da Ciclo Escola.

EVENTO

Livro sobre graffiti será lançado na Serra 

Graffiti é pra geral, livro organizado pelo artista Fredone Fone, vai ser lançado no sábado (7), a partir das 16h, no ateliê de Ronaldo Gentil, em Laranjeiras, na Serra. A obra, que é de colorir, reúne o abecedário de grafias criadas por artistas do Espírito Santo como Basi, Edson Sagaz, Kika Carvalho, Iran, Moska, Renato Ren e os próprios Fredone Fone e Ronaldo Gentil. No lançamento haverá música com Conteúdo Paralelo, Brau Beats e DJ Negana, lojinha de produtos, exposições, flash tattoo e outras atrações.

AUDIOVISUAL

Filme capixaba abre Festival de Cinema de Vitória

Marcando a volta ao presencial depois de dois anos de edições online, o Festival de Cinema de Vitória realiza uma edição chamada de Reencontro, que entre 21 e 25 de junho exibirá, no Centro Cultural Sesc Glória, os filmes vencedores da última edição virtual, em 2021, e também o lançamento de dois longa-metragens. O primeiro deles, que marca a abertura do festival, será o filme capixaba Os Primeiros Soldados, de Rodrigo Oliveira, obra ficcional que conta a história de um grupo de amigos que busca sobreviver ao início da epidemia de Aids nos anos 80. O encerramento será com exibição de Serial Kelly, de René Guerra, protagonizado pela cantora e atriz Gaby Amarantos. Para setembro, está sendo preparada a 29ª edição do Festival de Cinema de Vitória. Para saber mais de ambos eventos, clique aqui.

Curtas contarão histórias de municípios da Ferrovia Vitória a Minas

Moradores de Fundão, Ibiraçu, João Neiva, Colatina, Baixo Guandu e de alguns municípios de Minas Gerais, podem transformar suas histórias em filme por meio do projeto Curta Vitória a Minas II, com inscrições abertas até 30 de junho. Os selecionados participarão de oficinas audiovisuais e terão orientação profissional para gravar filmes em suas cidades natais, que têm em comum o fato de serem cortadas pela linha de trem da Estrada de Ferro Vitória a Minas. As obras realizadas serão exibidas em um circuito de difusão com exibições gratuitas nas praças das cidades participantes, além de serem distribuídas para instituições educativas e culturais. A primeira edição do evento ocorreu em 2014 e resultou, entre outras histórias, em Vovó, o Trem e Eu, de Eloisa Ribeiro, de Fundão; O Segredo de Giuzzeppe, de Nilma Scarpati, de Ibiraçu, A Seta do Galo, de Sandra Mazzega, de João Neiva; O Som do Silêncio, de Juliana Brêda, de Colatina; e O Trem do Amor, de Vanda Berger, de Baixo Guandu . 

MÚSICA

Concurso de canto lírico homenageia Natércia Lopes 

Lenda viva do canto lírico no Estado, Natércia Lopes dá nome ao primeiro concurso de canto promovido pela Companhia de Ópera do Espírito Santo, que terá prêmio em dinheiro em diferentes categorias e a oportunidade dos vencedores de participar de um concerto com a Orquestra Sinfônica do Espírito Santo (Oses), no encerramento da edição de dez anos do Festival de Música Erudita do Espírito Santo. O 1º Concurso de Canto Natércia Lopes está com inscrições abertas até 17 de maio e seu processo de seleção terá várias etapas, que terminam em setembro. O concerto com participação dos campeões do concurso está marcado para o dia 26 de novembro de 2022.

Fabio Pinel lança novo samba

Está no ar Água e Areia, nova música autoral do sambista Fabio Pinel, em parceria com o maestro Célio Paula, da Orquestra Pop & Jazz do Ifes. A produção, gravada em meio à pandemia de Covid-19, teve coprodução de Nícola Pasolini e vem no estilo do partido alto. O lançamento está disponível em plataformas de áudio como Spotify, Deezer, Apple Musica e YouTube.

Esta canção e composições de seu primeiro disco, O dom de cantar (2020), fazem parte do repertório de Fabio Pinel, cujo próximo show será no dia 14 de maio, a partir das 13h, no bar Divino Botequim, em Jardim da Penha, Vitória, em parceria com Cecitônio Coelho no violão e Léo de Paula na percussão.

Veja mais notícias sobre Cultura.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 26 Mai 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/