Sexta, 24 Junho 2022

Projeto restaura obras de um dos pioneiros do cinema capixaba

ramon_alvarado_foto_pierre_alram Pierre Alram
Pierre Alram

Nascido em Pernambuco mas radicado no Espírito Santo desde os oito anos de idade, o cineasta Ramon Alvarado é parte importante da história do cinema capixaba, tendo participado ativamente da produção do primeiro ciclo de curtas-metragens do Estado, na década de 1960. Uma mostra realizada na próxima quinta-feira (31), às 19h, no Cine Sesc Glória, em Vitória, exibe parte dos filmes em que atuou como diretor e diretor de fotografia

Sete de suas obras foram restauradas e digitalizadas pelo projeto Acervo Capixaba - Ramon Alvarado, realizado pela Pique-Bandeira Filmes com recursos do Fundo de Cultura do Espírito Santo (Funcultura). O próprio cineasta participou ativamente do projeto, coordenador por Vitor Graize, e considerou-o como "providencial", pois corria risco de se deteriorar definitivamente.

"A minha relação com o projeto foi de irrestrita colaboração, acompanhando passo a passo o seu desenvolvimento, o que muitas vezes exigiu de mim esforço rememorativo, como também elucidativo de questões cinematográficas, mas que compensou ao final, por ver levado a bom termo o trabalho. Isto sempre é gratificante!", disse Ramon Alvarado sobre o projeto, que também contou com participação da pesquisadora Luana Cabral.

Quem comparecer ao Cine Sesc Glória para o lançamento poderá assistir em primeira mão às versões restauradas dos filmes "Cirurgia do Coração no Espírito Santo" (1967), "O Mastro do Bino Santo" (1971), "A Escola Nova" (1975), "Floresta da Tijuca" (1980), "O espaço da liberdade — Vilma Nöel" (1987), "Brincadeira dos Velhos Tempos?" (1977) e "Almas" (1980), produzidos no Espírito Santo e no Rio de Janeiro, onde ele viveu parte de sua vida e desenvolveu sua carreira profissional. A sessão será seguida de debate com a equipe do projeto e convidados.

Imagem de "O Mastro do Bino Santo", de 1971

Após o lançamento oficial, as obras ficarão disponíveis por 30 dias no site Acervo Capixaba (www.acervocapixaba.com.br), que também será lançado no evento, incluindo ainda ensaios, filmografia, fotografias, textos, correspondências, certificados e outros itens do acervo de Ramon Alvarado. Para realizar o projeto, foram realizados contatos com diversos profissionais e instituições em busca de encontrar materiais relacionados com a obra do cineasta, além de contar com cópias e documentos guardados pelo próprio Ramon. Os filmes restaurados estiveram praticamente fora de circulação por décadas, acessíveis apenas por cópias de baixa qualidade na internet ou em DVDs.

O cineasta começou a carreira em 1966 com "Indecisão", possivelmente o primeiro curta-metragem de ficção filmado em Vitória, segundo os pesquisadores. Porém, por não contar com originais nem cópias conhecidas no momento, não consta no projeto de restauração. Outras de suas obras nesta época foram "O Cristo e o Cristo" (1966), "Cirurgia do Coração no Espírito Santo" (1967) e "O Pêndulo" (1967), além de ter atuado como diretor de fotografia de filmes de Paulo Torre Antonio Carlos Neves e Luiz Eduardo Lages.

Ele mudou-se para o Rio de Janeiro em 1968, e a partir do início da década de 1970, dedicou-se mais fortemente no gênero documentário em torno de temas como cultura popular, tradições e patrimônio brasileiro. Produziu por exemplo, "O Mastro do Bino Santo" (1971), no qual acompanha a tradicional festa da puxada e fincada do mastro de São Benedito, realizada no município de Serra, e "Os Votos de Frei Palácios" (1980), sobre a vida do religioso fundador do Convento da Penha, em Vila Velha, além do já mencionado "O Cristo e o Cristo", que fala da Festa da Penha no Espírito Santo, tendo assim registrados imagens históricas de manifestações populares capixabas.

Veja mais notícias sobre Cultura.

Veja também:

 

Comentários: 1

Ramon Alvarado em Terça, 29 Março 2022 10:00

Sou Ramon Alvarado. Li na matéria "Projeto restaura obras de um dos pioneiros do cinema capixaba", que nasci em Pernambuco (correto) e me radiquei em Vitória desde os 4 anos de idade (errado). Quero corrigir, informando que me radiquei em Vix a partir dos 8 anos.

Sou Ramon Alvarado. Li na matéria "Projeto restaura obras de um dos pioneiros do cinema capixaba", que nasci em Pernambuco (correto) e me radiquei em Vitória desde os 4 anos de idade (errado). Quero corrigir, informando que me radiquei em Vix a partir dos 8 anos.
Visitante
Sexta, 24 Junho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/