Quarta, 10 Agosto 2022

Quem nunca se perdeu em Jardim da Penha?

elmorelo_facebook Divulgação

Quem nunca se perdeu em Jardim da Penha? é o nome da música de Elmorelo, projeto solo do músico Daniel Morelo. Certamente, muitos capixabas vão se identificar com a referência ao bairro da Capital nesse tributo a suas ruas e praças e aos seus dias e noites de agitos. A música ganhou uma segunda versão, que inclui o nome dos mais emblemáticos bares da região.

Literatura no YouTube

A escritora e jornalista Lívia Corbellari, do projeto Livros Por Lívia, acaba de lançar um canal no YouTube para falar sobre literatura por meio de resenhas de obras, trabalho que já desenvolvia em sua página, junto à cobertura de eventos, entrevistas e outros conteúdos, sempre com especial atenção aos escritores do Espírito Santo. Para inaugurar o canal, ela traz uma resenha de Corpus Delict, de Juli Zeh, que trata de uma distopia pós-pandemia, bem propício para os dias atuais. Além do canal e do site, o Livros por Lívia também está no Facebook, Instagram e Twitter.

Divulgação

Adeus ao mestre! 

Faleceu nesta semana, aos 89 anos, Gildo Caitano, mestre do Caxambu Alegria de Viver, do Quilombo de Vargem Alegre, em Cachoeiro de Itapemirim, sul do Estado. Ele era irmão mais velho de Dona Canutinha, outra grande referência também falecida. Gildo e quatro irmãos receberam o título de Patrimônio Vivo do Município de Cachoeiro de Itapemirim. Grande perda, mas também uma grande história traçada de resistência e luta pela cultura negra.

Cultura na era digital 

Na próxima segunda-feira (4), às 20h, a Ciclo Escola de Economia Criativa realiza mais um bate-papo online em seu Instagram. Dessa vez o tema será "Iniciativas digitais e independentes movimentam o setor cultural". Para debater estão convidadas duas mulheres que têm feito acontecer durante esse período de crise pandêmica, mostrando que a cultura não para: Guilene Leonardi e Vivian Cunha.

Arte em tempo de pandemia

No dia seguinte, terça (5), também às 20h, estreia o Antes do Cálice, uma live de conversas semanais transmitida na página do Festival Fico em Casa ES. Com o tema "Falando sobre arte na pandemia", os convidados para a primeira edição são o escritor Saulo Ribeiro e o músico e escritor Juliano Gauche. O evento será em apoio ao Hospital Evangélico de Vila Velha, entidade filantrópica que precisa de apoio para compra de materiais de proteção e para atendimento dos pacientes com Covid-19.

 Festival Autoral divulga regulamento

O Festival Autoral Pandêmico, que abriu inscrições nesta sexta-feira, divulgou nas redes o regulamento para participar. Serão R$ 4 mil em prêmios para os vencedores das categorias de música e poesia, escolhido por notas de especialistas e júri popular. O evento também é organizado a partir da iniciativa do Festival Fico em Casa ES.

Café com Orquestra 

Uma forma gostosa e melódica de começar o dia. A Orquestra Sinfônica do Espírito Santo (Oses) está realizando o projeto "Café com a Orquestra". Nesses tempos de isolamento físico, nas manhãs de segunda a sexta-feira, um músico da Oses se apresenta ao vivo desde sua casa com seu instrumento, tocando e falando sobre música, sempre às 8h30, com transmissão nas redes sociais da Oses e da Secult. O calendário da próxima semana tem em ordem: Deivid Peleje com a tuba, Jonathan Azevedo com violoncelo, Maíni Moreno e Diego Adinolfi com harpa e violino e Lucas Rodrigues com flauta. As edições antigas estão disponíveis no YouTube da Secult.

Veja mais notícias sobre Cultura.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 10 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/