Terça, 21 Mai 2024

Seis municípios capixabas ganharão centros culturais com recurso do PAC

celia_tavares_foto_vitor_taveira Vitor Taveira

Os municípios de Cariacica, Viana, Vila Velha, Serra e Fundão, na Grande Vitória, e Linhares, no norte, ganharão uma unidade do CEU da Cultura, centros culturais de 300 a 500 m², que fazem parte do eixo Infraestrutura Social e Inclusiva, do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Governo Federal. Cada uma delas custa R$ 2 milhões. Como é visível, as unidades estão concentradas na região metropolitana, havendo somente uma no interior.

Vitor Taveira

A coordenadora do escritório do Ministério da Cultura no Espírito Santo, Célia Tavares, explica que estava prevista a criação de seis CEUs da Cultura no Estado, havendo possibilidade de o Governo do Estado encaminhar propostas de mais três ao Governo Federal para seleção, vindas dos municípios interessados. Por isso, a gestão de Renato Casagrande (PSB) encaminhou nove propostas, das quais seis foram selecionadas. Ao todo, serão 300 CEUs em todo o Brasil.

Atividades

Todas as unidades terão espaços como biblioteca e sala multiuso. Haverá, ainda, os chamados módulos eletivos, que são espaços cuja implantação vai ser discutida com a comunidade, que, de acordo com as suas necessidades, irá escolher quais farão parte da unidade de seu bairro. Esses espaços são cozinha comum, Laboratório de Economia da Cultura (LabCeu), ateliê, Cine Teatro, estúdio de gravação ou rádio comunitária, escritório popular de arquitetura, equipamento de ginástica, parque infantil, quadra policultural coberta e espaço verde, este último, destinado ao cultivo de horta comunitária, por exemplo.

Locais

Para abrigar um CEU, a prefeitura deve disponibilizar terreno preferencialmente plano, com área mínima de 500m². Uma das demais exigências é a existência de Pontos de Cultura, organizações da sociedade civil ou coletivos de cultura atuantes na região onde se insere o terreno. Além disso, a unidade deve ser construída em área de vulnerabilidade social.

Locais II 

Quanto ao quesito área de vulnerabilidade social, a coluna questionou Célia Tavares sobre quais são as regiões de cada um dos seis municípios contemplados. Contudo, a coordenadora do escritório do Minc no Espírito Santo informou que ainda não tem essa informação, até porque o procedimento aconteceu com as manifestações dos municípios interessados junto ao Governo do Estado, que por meio da Secult fez visitas técnicas aos locais. É importante averiguar se, de fato, são de vulnerabilidade social. Afinal, é ano eleitoral e as gestões podem querer a implantação do CEU em bairros com maior potencial de votos para reeleição do prefeito ou eleição de seus aliados, deixando de lado o quesito vulnerabilidade social, portanto, não beneficiando de fato o público-alvo da iniciativa, que são os moradores das periferias.

Lei Aldir Blanc

Os trabalhadores da cultura praticamente acabaram de enviar seus projetos para os editais da Secretaria Estadual de Cultura (Secult), mas já estão de olho nos da Aldir Blanc, cujo lançamento está previsto para o primeiro semestre deste ano. De acordo com Célia Tavares, serão R$ 58 milhões para o Espírito Santo, sendo R$ 30 milhões para editais estaduais e R$ 27 milhões para os municípios.

Jacy Ficou!

Divulgação

Após mobilização que ganhou repercussão nacional, a Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) decidiu manter em seu quadro de servidores a professora Jacyara Paiva, do Centro de Educação. Agora, para comemorar, a Associação dos Docentes da Ufes (Adufes), que organizou o movimento "Jacy Fica", vai realizar o "Ato Cultural Jacy Ficou", na quinta-feira (21), às 18h30, na sede do sindicato, no campus de Goiabeiras. As atrações culturais serão Tunico da Vila e a maravilhosa Elaine Augusta (foto). O evento é aberto ao público.

Oficina de Iluminação de Shows 

Gustavo Louzada

Estão abertas, até o dia 5 de abril, as inscrições para a oficina de Iniciação à Iluminação de Shows, com André Stefson, do Formemus Lab Técnica. Os interessados podem se inscrever neste site. A oficina será entre os dias 6 e 9 de maio, na Casa da Música Sônia Cabral. A formação é gratuita e aberta ao público jovem e adulto, a partir de 16 anos, com um recorte de 80% das vagas para o público de Mulheres e LGBTQIAPN+. São 25 vagas no total e a seleção é realizada pela curadoria do Formemus, evento voltado para o desenvolvimento do mercado da música independente brasileira.

Festival de Cinema de Vitória

De 20 a 25 de julho, acontece a 31ª edição do Festival de Cinema de Vitória. Além das exibições nas mostras competitivas, o evento contará com lançamentos de filmes, debates, formações e homenagens. Toda a programação é gratuita. Foram mais de 1,2 mil filmes inscritos de todas as regiões do Brasil, sendo 193 longas-metragens, 939 curtas-metragens e 85 videoclipes. A lista com os selecionados será divulgada na segunda quinzena de abril.

Mais números

Sérgio Cardoso

Das produções inscritas na 31ª edição do Festival de Cinema de Vitória, 359 filmes foram dirigidos por mulheres. Outros 249 por realizadores negros e negras. Já as produções ligadas à temáticas LGBTQIAPN+, totalizaram 246 inscrições. Entre as inscrições, o número de produtos audiovisuais dirigidos por Pessoas com Deficiência foi 36.

Até a próxima coluna!

E-mail:

Veja mais notícias sobre Cultura.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 21 Mai 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/