Domingo, 26 Junho 2022

'Tenho muitas histórias para contar', diz diarista que publica livro pela primeira vez

LivroEjaDivulgacao Divulgação

"Todos os dias, muitas mulheres correm atrás do seu futuro indo ao trabalho, estudando, sendo mãe, mulher, etc. Mas nesse espaço de tempo, ela não tira um tempo para si, se perde nas histórias dos outros e esquece da própria história. Essa vida corrida nos dá rasteiras e temos que ficar atentos a tudo em nossa volta. Nunca podemos nos perder no tempo".

O texto é da diarista Patrícia Correa, de 38 anos, uma das alunas que participaram da construção do livro Sobre Jovens e Adultos, que será lançado na próxima quinta-feira (9). A obra é publicada por estudantes da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) São Jorge, em Cariacica, após participarem de um projeto desenvolvido por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura João Bananeira.

Ao todo, 35 estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA) tiveram a oportunidade de participar do livro, organizado pela jornalista de Século Diário e escritora Elaine Dal Gobbo, e pelo escritor, músico e produtor cultural Emmanuel 7Linhas. O resultado foi um livro de micro crônicas e poesias.

Patrícia conta que, para escrever poesia, se inspirou nas mulheres brasileiras. A estudante voltou aos estudos em 2020, com o intuito de incentivar o próprio filho e conseguir melhores oportunidades de emprego. Quando escreve, ela se sente livre. "Queria eu ter mais noção de como escrever um livro. Tenho muitas histórias pra contar", afirma.

Para produção do livro, os alunos tiveram oficinas de micro-crônicas e poesias, sendo apresentados aos gêneros literários. "A experiência de ministrar as oficinas foi muito importante, creio que ensinamos bastante, mas também aprendemos muito, com certeza. O resultado foi maravilhoso. Deixamos os alunos livres para escrever sobre o que quisessem. As temáticas escolhidas variaram bastante. Eles abordaram questões como amor, esperança, família, paz, natureza, sonhos, lembranças da infância, suas origens. Quem tiver acesso ao livro, vai ter em mãos um produto que é resultado de várias experiências de vida", ressalta Elaine.

A jornalista e escritora teve contato com alunos do EJA em 2021, quando lançou seu primeiro livro de crônicas, Trânsito de Almas. "Acabei descobrindo ali um universo de pessoas que tiveram o direito à educação negado por causa de fatores diversos, por exemplo, como a impossibilidade de conciliar trabalho e estudo, tendo que optar pelo trabalho por uma questão de sobrevivência", conta.

O livro tem prefácio do produtor cultural Stel Miranda, ilustrações de Michele Silva e editoração de Ricardo Coffler. O lançamento será na escola São Jorge, a partir das 19h, com distribuição gratuita de exemplares. No mesmo dia, também será apresentado o projeto "João Bananeira na Escola", implantado há nove anos na Secretaria de Cultura de Cariacica, de autoria de Alfredo Godô.

Divulgação

O objetivo é apresentar aos alunos a história do ícone do congo de Roda D'água, João Bananeira, já que muitos não conhece a história do personagem da cultura popular de Cariacica, que dá nome à lei de incentivo.

"Durante o projeto, ele faz o personagem de João Bananeira e explica para os alunos e para a comunidade escolar quem é, qual a sua história, para as pessoas conhecerem a cultura do seu município", aponta Elaine. 

Veja mais notícias sobre Cultura.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 26 Junho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/