Sexta, 21 Janeiro 2022

Websérie capixaba repensa relação da humanidade com a natureza

naturezadespertada_webserie_2_divulgacao Divulgação
Divulgação

Com gravações em Alegre e Cachoeiro de Itapemirim, no sul do Estado, a websérie documental Natureza Despertada é exibida durante este mês no YouTube. O projeto reúne histórias de amor de pessoas com a terra, refletindo sobre a relação dos seres humanos com a natureza. Os próximos episódios serão lançados nesta terça (26) e quinta-feira (28).

Os dois primeiros episódios foram lançados nos dias 19 e 21 de outubro. Os relatos mostram a possibilidade de uma vida espiritual intermediada pelas formas do silêncio e pela conexão com os quatro elementos: terra, água, fogo e ar. O projeto também mostra as possibilidades da ancestralidade e sabedoria dos chás; de uma engenharia rústica, sustentável, que retém a água da chuva e irriga a terra; e da poesia, que exercita o pensamento crítico trazendo plantas, animais e rios para a linguagem do discurso poético.

"A ideia era se distanciar do estereótipo de 'povo simples do interior' e buscar as particularidades de cada personagem, o que acreditamos ser possível principalmente quando nos aproximamos e compartilhamos de sua realidade. A websérie propõe ampliar o alcance de suas raízes e refletir o conhecimento dessas personagens a partir de sua relação peculiar com a natureza", conta Djanira Bravo, pesquisadora e roteirista do projeto.

A websérie é da De Repente o Rio, produtora localizada nas cidades de Cachoeiro de Itapemirim e Alegre. A direção de Natureza Despertada conta com Andrade Ribeiro que, desde os 17 anos atua no audiovisual. A websérie é a sua primeira experiência em direção e veio ao encontro de um ambiente familiar a Andrade.
Divulgação

"Nasci e cresci no interior de Mimoso do Sul, desde cedo aprendi a vida no campo trabalhando com minha família no manejo da terra, onde convivi com os prazeres e as dificuldades do trabalho rural. O audiovisual acabou me levando para a cidade, e por onde passei fazendo gravações diversas sempre me encontrei com as pessoas do campo. Sempre me encantei e vi com bons olhos seus cenários e suas histórias. Essa intimidade na produção dos episódios da websérie me fez voltar ao passado e ali buscar retratar a essência da vida no interior", declara.

Ele ressalta que "essas histórias têm como protagonistas pessoas que optam por apenas sobreviver com o que produzem, que se preocupam em ajudar o próximo de alguma forma com os seus próprios cultivos e aprendizados. Dentre as pessoas que conhecemos durante as gravações, algumas haviam saído do interior e agora estão retornando às suas raízes e origens, outras nunca abandonaram a terra".

A equipe técnica conta também com a musicista Alessandra Biato, integrando a equipe de som, e Diego Zon, realizador do curta-metragem 'Das águas que passam', que teve estreia mundial na competitiva do Festival de Berlim – Berlinale, participando neste projeto como produtor executivo e montador de alguns episódios.

O projeto conta com o apoio da Secretaria da Cultura (Secult-ES), por intermédio da Lei Federal Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério de Turismo, do governo federal.

Veja mais notícias sobre Cultura.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 21 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/