Segunda, 27 Setembro 2021

Bispos da Arquidiocese de Vitória assinam carta com críticas ao governo Bolsonaro

luiz_dario_leonardo_sa_diocese_sao_mateus Leonardo Sá/Diocese São Mateus
Leonardo Sá/Diocese São Mateus

Um grupo de 152 bispos do País assinaram uma carta com críticas ao Governo Bolsonaro (sem partido), divulgada na imprensa nacional nesse domingo (26). Entre eles estão o arcebispo de Vitória, Dom Frei Dario Campos; e o arcebispo emérito de Vitória, Dom Luiz Mancilha Vilela, conforme lista a qual Século Diário teve acesso. A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) afirma que não tem relação com o documento. Entretanto, entre os signatários também está o bispo auxiliar de Belo Horizonte, Dom Joaquim Giovani Mol Guimarães, que preside a Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da CNBB. 

No documento, intitulado Carta ao Povo de Deus, bispos de várias regiões do Brasil afirmam terem sido interpelados "pela gravidade do momento em que vivemos, sensíveis ao Evangelho e à Doutrina Social da Igreja, como um serviço a todos os que desejam ver superada esta fase de tantas incertezas e tanto sofrimento do povo". Eles afirmam não ter interesses político-partidários, econômicos ou ideológicos, tendo, unicamente, interesse no Reino de Deus, avançando "na construção de uma sociedade estruturalmente justa, fraterna e solidária, como uma civilização do amor". 

De acordo com os bispos, o País "atravessa um dos períodos mais difíceis de sua história", comparado a uma tempestade que precisa ser atravessada, mesmo que dolorosamente. A causa disso, apontam, "é a combinação de uma crise de saúde sem precedentes, com um avassalador colapso da economia e com a tensão que se abate sobre os fundamentos da República, provocada em grande medida pelo presidente da República e outros setores da sociedade, resultando numa profunda crise política e de governança". 

Ainda segundo o documento, esse cenário exige das instituições, líderes e organizações civis "muito mais diálogo do que discursos ideológicos fechados", com apresentação de propostas e pactos objetivos, "com vistas à superação dos grandes desafios, em favor da vida, principalmente dos segmentos mais vulneráveis e excluídos, nesta sociedade estruturalmente desigual, injusta e violenta". Essa realidade, de acordo com os sacerdotes, não comporta a indiferença, sendo dever de quem se coloca em defesa da vida se posicionar de maneira clara. 

Sobre a Covid-19, os bispos salientam que o país vive discursos anticientíficos, que tentam naturalizar ou normalizar milhares de mortes causadas pela doença, tratando-a "como fruto do acaso ou do castigo divino", diante do caos socioeconômico que se avizinha, com o desemprego e a carestia que são projetados para os próximos meses, e os conchavos políticos que visam à manutenção do poder a qualquer preço". Esse discurso, afirmam, não se baseia nos princípios éticos e morais, além de ser contrário à Doutrina Social da Igreja. 

Quanto ao cenário político, os bispos afirmam analisá-lo sem paixão, o que permite a eles "perceber claramente a incapacidade e inabilidade do Governo Federal em enfrentar essas crises". Na carta, as reformas trabalhista e previdenciária são apontadas "como armadilhas que precarizaram ainda mais a vida do povo". Para os bispos, "é insustentável uma economia que insiste no neoliberalismo, que privilegia o monopólio de pequenos grupos poderosos em detrimento da grande maioria da população".

O sistema do atual governo, segundo os bispos, "não coloca no centro a pessoa humana e o bem de todos, mas a defesa intransigente dos interesses de uma 'economia que mata", centrada no mercado e no lucro a qualquer preço, como apontam.

"Convivemos, assim, com a incapacidade e a incompetência do Governo Federal para coordenar suas ações, agravadas pelo fato de ele se colocar contra a ciência, estados e municípios, e poderes da República; por se aproximar do totalitarismo e utilizar de expedientes condenáveis, como o apoio e o estímulo a atos contra a democracia, a flexibilização das leis de trânsito e do uso de armas de fogo pela população, e das leis do trânsito e o recurso à prática de suspeitas ações de comunicação, como as notícias falsas, que mobilizam uma massa de seguidores radicais". 

Os bispos se dizem "estarrecidos com o desprezo pela educação, cultura, saúde e diplomacia. Esse desprezo, prosseguem, "é visível nas demonstrações de raiva pela educação pública; no apelo a ideias obscurantistas; na escolha da educação como inimiga; nos sucessivos e grosseiros erros na escolha dos ministros da Educação e do Meio Ambiente e do secretário da Cultura; no desconhecimento e depreciação de processos pedagógicos e de importantes pensadores do Brasil; na repugnância pela consciência crítica e pela liberdade de pensamento e de imprensa; na desqualificação das relações diplomáticas com vários países; na indiferença pelo fato de o Brasil ocupar um dos primeiros lugares em número de infectados e mortos pela pandemia sem, sequer, ter um ministro titular no Ministério da Saúde; na desnecessária tensão com os outros entes da República na coordenação do enfrentamento da pandemia; na falta de sensibilidade para com os familiares dos mortos pelo novo coronavírus e pelos profissionais da saúde, que estão adoecendo nos esforços para salvar vidas". 

Quanto ao cenário econômico, a carta faz críticas ao ministro da Economia, Paulo Guedes, que "desdenha dos pequenos empresários, responsáveis pela maioria dos empregos no País, privilegiando apenas grandes grupos econômicos, concentradores de renda e os grupos financeiros que nada produzem". O governo federal, denunciam os bispos, "demonstra omissão, apatia e rechaço pelos mais pobres e vulneráveis da sociedade, quais sejam: as comunidades indígenas, quilombolas, ribeirinhas, as populações das periferias urbanas, dos cortiços e o povo que vive nas ruas, aos milhares, em todo o Brasil", que segundo os bispos, são os mais atingidos pela pandemia. 

Entre as ações que demonstram o descaso do governo federal com esses grupos, os bispos apontam o veto ao acesso à água potável, material de higiene, oferta de leitos hospitalares e de terapia intensiva, ventiladores e máquinas de oxigenação sanguínea nos territórios indígenas, quilombolas e de comunidades tradicionais. Também é destacada a "utilização da religião para manipular, provocar ódio e causar divisões, ressaltando que é perniciosa toda associação entre religião e poder no Estado laico, especialmente a associação entre grupos religiosos fundamentalistas e a manutenção do poder autoritário". 

Os bispos finalizam a carta afirmando que o momento é de unidade no respeito à pluralidade e propõem "amplo diálogo nacional que envolva humanistas, os comprometidos com a democracia, movimentos sociais, homens e mulheres de boa vontade, para que seja restabelecido o respeito à Constituição Federal e ao Estado Democrático de Direito, com ética na política, com transparência das informações e dos gastos públicos, com uma economia que vise ao bem comum, com justiça socioambiental, com 'terra, teto e trabalho', com alegria e proteção da família, com educação e saúde integrais e de qualidade para todos".

Veja mais notícias sobre Direitos.

Veja também:

 

Comentários: 41

Jose Mateus Coradini em Terça, 28 Julho 2020 12:27

Infelizmente a visão é vesga e totalmente ideológica. Será que estes representantes da igreja católica querem um Pais dirigidos por corruptos como nos últimos 20 anos? Será que querem comunistas no poder? Vejam a Venezuela, Cuba...etc. Não se esqueçam que comunista não gosta de Cristão.

Jesus erá simples e honesto.

Que decepção!!!

Infelizmente a visão é vesga e totalmente ideológica. Será que estes representantes da igreja católica querem um Pais dirigidos por corruptos como nos últimos 20 anos? Será que querem comunistas no poder? Vejam a Venezuela, Cuba...etc. Não se esqueçam que comunista não gosta de Cristão. Jesus erá simples e honesto. Que decepção!!!
DALVA SILVEIRA em Quarta, 29 Julho 2020 17:46

EU TAMBÉM ESTOU TRISTE, DECEPCIONADA E PREOCUPADA! NUNCA VI TANTAS IDEIAS AVESSAS AO EVANGELHO DE JESUS CRISTO!

EU TAMBÉM ESTOU TRISTE, DECEPCIONADA E PREOCUPADA! NUNCA VI TANTAS IDEIAS AVESSAS AO EVANGELHO DE JESUS CRISTO!
Marli em Terça, 28 Julho 2020 13:33

Não concordo com muitas posições desse governo. Mas também não concordo com a posição desses padres. Padres, pastores e religiosos em geral não tem que se meter em política e sim acompanhar as ovelhas de seu rebanho que estão dispersas e eles nem as conhem direito. O povo brasileiro sabe defender-se

Não concordo com muitas posições desse governo. Mas também não concordo com a posição desses padres. Padres, pastores e religiosos em geral não tem que se meter em política e sim acompanhar as ovelhas de seu rebanho que estão dispersas e eles nem as conhem direito. O povo brasileiro sabe defender-se
Dauri Correia da Silva em Terça, 28 Julho 2020 13:49

Igreja firme e missionária responde com determinação, e sem perder a ternura.

Igreja firme e missionária responde com determinação, e sem perder a ternura.
Américo em Terça, 28 Julho 2020 19:43

Hahaha, a Igreja se resume a 150 bispos ridículos que se prestam a ser cabos eleitorais do PT? Só que não, filhinho.

Hahaha, a Igreja se resume a 150 bispos ridículos que se prestam a ser cabos eleitorais do PT? Só que não, filhinho.
Ricardo Vereza em Terça, 28 Julho 2020 16:56

Parabéns aos bispos do Espirito Santo pela assinatura no documento .Seguir o Evangelho de Jesus Cristo é estar ao lado dos pobres e oprimidos por este governo despreparado e incompetente.

Parabéns aos bispos do Espirito Santo pela assinatura no documento .Seguir o Evangelho de Jesus Cristo é estar ao lado dos pobres e oprimidos por este governo despreparado e incompetente.
André em Terça, 28 Julho 2020 19:45

"Evangelho de Jesus Cristo" não, teologia da libertação, que não tem nada a ver com Evangelho de Jesus Cristo. Pergunta pra eles onde eles estavam quando Lula preferiu construir estádios ao invés de hospitais, aí você vê a dimensão da demagogia dessa gente esquerdopata que precisa fingir-se de católica para fazer canto da sereia a católicos desinformados.

"Evangelho de Jesus Cristo" não, teologia da libertação, que não tem nada a ver com Evangelho de Jesus Cristo. Pergunta pra eles onde eles estavam quando Lula preferiu construir estádios ao invés de hospitais, aí você vê a dimensão da demagogia dessa gente esquerdopata que precisa fingir-se de católica para fazer canto da sereia a católicos desinformados.
Ayrton Froner em Quarta, 29 Julho 2020 16:28

Estes 152 bispos e arcebispos comunistas e filho do capeta

Estes 152 bispos e arcebispos comunistas e filho do capeta
Vivaldino Gomes em Quarta, 29 Julho 2020 20:12

Pior que não são nem 150, eu vi a lista completa, são 146 sendo que dois são padres. Esse pessoal da teologia da libertação mente até nisso.

Pior que não são nem 150, eu vi a lista completa, são 146 sendo que dois são padres. Esse pessoal da teologia da libertação mente até nisso.
André em Terça, 28 Julho 2020 19:41

Bispos vagabundos, cabos eleitorais do PT. Onde esses falsos-pastores estavam enquanto os governos de Lula e Dilma roubavam zilhões do povo? Onde eles estavam enquanto o PT fazia todos os esforços para legalizar o aborto no Brasil? São uns vagabundos, pra mim esses bispos não valem o que deixam na privada toda tarde. Eu se fosse católico não DAVA um centavo de dízimo em diocese desses bispos, porque a única coisa que esse pessoal da teologia da libertação se importa é com DINHEIRO, por isso estão com saudades do PT!

Bispos vagabundos, cabos eleitorais do PT. Onde esses falsos-pastores estavam enquanto os governos de Lula e Dilma roubavam zilhões do povo? Onde eles estavam enquanto o PT fazia todos os esforços para legalizar o aborto no Brasil? São uns vagabundos, pra mim esses bispos não valem o que deixam na privada toda tarde. Eu se fosse católico não DAVA um centavo de dízimo em diocese desses bispos, porque a única coisa que esse pessoal da teologia da libertação se importa é com DINHEIRO, por isso estão com saudades do PT!
Lázaro Pacheco em Terça, 28 Julho 2020 19:55

Elimine sua violência antes de sair digitando e xingando pessoas que você não conhece, pois, independente se você tem religião ou não, você precisa ter dignidade de debater com argumentos e sem palavrões, obscenidades que não melhoram em nada a vida em sociedade.

Elimine sua violência antes de sair digitando e xingando pessoas que você não conhece, pois, independente se você tem religião ou não, você precisa ter dignidade de debater com argumentos e sem palavrões, obscenidades que não melhoram em nada a vida em sociedade.
André em Terça, 28 Julho 2020 22:25

Meu caro Lázaro, eu não os xinguei, chamei-os do que eles realmente são: vagabundos a serviço do PT! Obscena é a hipocrisia de quem se diz "A favor da vida em plenitude" e faz do altar um palanque a serviço de abortistas.

Meu caro Lázaro, eu não os xinguei, chamei-os do que eles realmente são: vagabundos a serviço do PT! Obscena é a hipocrisia de quem se diz "A favor da vida em plenitude" e faz do altar um palanque a serviço de abortistas.
Helena Gama em Quinta, 30 Julho 2020 14:07

Estou com você André. Estou triste e envergonhada com estes que se dizem representantes de Deus, assim mesmo vou continuar defendendo o catolicismo, pois quem errou não foi a igreja foi alguns membros.

Estou com você André. Estou triste e envergonhada com estes que se dizem representantes de Deus, assim mesmo vou continuar defendendo o catolicismo, pois quem errou não foi a igreja foi alguns membros.
André em Quarta, 19 Agosto 2020 00:12

A teologia da libertação não e´catolicismo, é uma heresia infiltrada na Igreja como um câncer a debilitar o organismo de uma pessoa, por dentro, minha boa amiga.

A teologia da libertação não e´catolicismo, é uma heresia infiltrada na Igreja como um câncer a debilitar o organismo de uma pessoa, por dentro, minha boa amiga.
Miguel Ramalho em Terça, 28 Julho 2020 20:00

Parabéns aos bispos que assinaram a carta, a qual, mesmo sem expressar a visão política unânime dos católicos brasileiros, faz duras e importantes críticas a toda a destruição do Brasil que o atual governo comete a serviço de sua manutenção no cargo. O presidente trabalha pelo caos no país para se oferecer como salvador, mas Jesus já veio ao mundo para mostrar que esta política é própria do anticristo, do mercenário, do ladrão, do traidor. Que o Espírito Santo continue guiando os nossos bispos para que o Reino de Deus se fortaleça cada vez mais e a política de morte do atual governo desapareça para sempre!

Parabéns aos bispos que assinaram a carta, a qual, mesmo sem expressar a visão política unânime dos católicos brasileiros, faz duras e importantes críticas a toda a destruição do Brasil que o atual governo comete a serviço de sua manutenção no cargo. O presidente trabalha pelo caos no país para se oferecer como salvador, mas Jesus já veio ao mundo para mostrar que esta política é própria do anticristo, do mercenário, do ladrão, do traidor. Que o Espírito Santo continue guiando os nossos bispos para que o Reino de Deus se fortaleça cada vez mais e a política de morte do atual governo desapareça para sempre!
Nadir Teixeira Gonzalez em Quarta, 29 Julho 2020 17:36

Visão política unânime? Tá doido? Se es esquerdista o problema é seu, mas dizer que é unânime ,aí não dá. Sou católica e jamais esquerdista.

Visão política unânime? Tá doido? Se es esquerdista o problema é seu, mas dizer que é unânime ,aí não dá. Sou católica e jamais esquerdista.
Vivaldino Gomes em Quarta, 29 Julho 2020 20:13

A melhor atitude dos católicos frente a esses padres e bispos esquerdistas da teologia da libertação é parar de dar o dízimo nas paróquias e dioceses deles. Esse pessoal da esquerda, inclusive os que estão enfiados na Igreja, só se importam com dinheiro.

A melhor atitude dos católicos frente a esses padres e bispos esquerdistas da teologia da libertação é parar de dar o dízimo nas paróquias e dioceses deles. Esse pessoal da esquerda, inclusive os que estão enfiados na Igreja, só se importam com dinheiro.
Diác. Roque Inácio Führ em Quinta, 30 Julho 2020 18:55

Miguel, a derrota de seu anticristo haddad continua doendo tanto assim? Deixa de lado o seu ódio, a sua mentira. Acorda, que a hora já vai adiantada.
Sou diácono da Igreja.
Estou de luto.
Esses cismáticos da vergonhosa carta só procuraram dividir. Procure saber quem o pai da divisão.
Rezo para que eles se arrependam, que haja um pedido formal da Igreja de Cristo, em primeiro lugar ao Excelentíssimo Senhor Presidente da República, Sr. Jair Messias Bolsonaro, depois à comunidade católica, em seguida a todos os brasileiros e, finalmente, à comunidade mundial pelo contratestemunho.

Miguel, a derrota de seu anticristo haddad continua doendo tanto assim? Deixa de lado o seu ódio, a sua mentira. Acorda, que a hora já vai adiantada. Sou diácono da Igreja. Estou de luto. Esses cismáticos da vergonhosa carta só procuraram dividir. Procure saber quem o pai da divisão. Rezo para que eles se arrependam, que haja um pedido formal da Igreja de Cristo, em primeiro lugar ao Excelentíssimo Senhor Presidente da República, Sr. Jair Messias Bolsonaro, depois à comunidade católica, em seguida a todos os brasileiros e, finalmente, à comunidade mundial pelo contratestemunho.
Lélis Duarte em Quinta, 06 Agosto 2020 23:50

PARABÉNS Diácono Roque Inácio! Perfeito! Que Deus abençoe e FORTALEÇA. Penso que nossa Igreja precisa de uma reformulação URGENTE. Primeira atitude seria destituição destes 152 "religiosos" COMUNISTAS. Que JESUS proteja nosso PR Bolsonaro!

PARABÉNS Diácono Roque Inácio! Perfeito! Que Deus abençoe e FORTALEÇA. Penso que nossa Igreja precisa de uma reformulação URGENTE. Primeira atitude seria destituição destes 152 "religiosos" COMUNISTAS. Que JESUS proteja nosso PR Bolsonaro!
André em Quarta, 19 Agosto 2020 00:15

Parabéns, Diácono Roque Inácio. A teologia da libertação é uma heresia. Os hereges que se aliam a abortistas já têm o deles guardado, inclusive bispos. Eu estou com o meu Presidente, mil vezes Bolsonaro a Lula ou a qualquer um da quadrilha abortista do PT no poder novamente.

Parabéns, Diácono Roque Inácio. A teologia da libertação é uma heresia. Os hereges que se aliam a abortistas já têm o deles guardado, inclusive bispos. Eu estou com o meu Presidente, mil vezes Bolsonaro a Lula ou a qualquer um da quadrilha abortista do PT no poder novamente.
Visitante
Segunda, 27 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.seculodiario.com.br/